15 novembro, 2014

MAIS DE 2000 KM EM 5 DIAS.

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

Esta semana demos mais um exemplo de amor ao FC Porto.

1400 quilómetros de ida e volta a Bilbao. Isto para quem mora no Porto, pois a viagem é ainda maior para quem mora, por exemplo, na capital. E há quem tenha vindo de Lisboa para nos acompanhar até Espanha.

Chegada a casa por volta das 9h de quinta-feira. No Sábado seguimos até à Póvoa de Varzim para apoiar o hóquei em patins. Os do costume lá marcaram presença e deixaram um pavilhão inteiro especado em tais adeptos, que não se calavam um instante, mesmo com a sua equipa a golear facilmente. Uma nota negativa para os 7,5 euros de bilhete para público, isto num pavilhão de uma equipa que subiu este ano à primeira divisão. Relembro que no Dragão Caixa o preço dos bilhetes para público rondam os 3 ou 4 euros!!!

Domingo à hora de almoço, partida para o Sul! Os ultras do FC Porto depois de uma grande deslocação ao estrangeiro fizeram mais 600 quilómetros para marcar presença no Estoril. Um jogo típico do futebol moderno, sem qualquer respeito pelos adeptos, apenas pela televisão. Domingo à noite lá estivemos, ao frio, a cantar pelo FC Porto, mesmo sabendo que chegaríamos a casa na madrugada de um dia de trabalho.

Positivo verificar os muitos portistas que existem na capital, uma das bancadas centrais era só adeptos do FC Porto. Atrás da baliza, numa bancada nova, ficaram as claques, Super Dragões e Colectivo e na outra central, uma mistura de adeptos de ambas as equipas. Estávamos claramente em vantagem no número de adeptos, algo impensável noutros tempos.

O “Gruppo”, claque do Estoril, apresentou-se em bom número e foi audível como é costume. Nota negativa para um elemento da GNR, que durante um desentendimento entre dois adeptos do FC Porto, correu para cima deles a disparar gás-pimenta. Uma atitude condenável e perfeitamente desnecessária. De tal modo, que os outros GNR’s presentes optaram por retirar esse tal guarda da bancada e calmamente chegaram à fala com alguns adeptos. Mais uma situação inacreditável.

Um golo ao cair do pano evitou a primeira derrota para o campeonato. Pode ser um golo muito importante, pois em caso de vitória no clássico dia 13 ou 14 de Dezembro, dá para chegarmos à liderança da classificação. É o que todos esperamos que aconteça.

Por agora o futebol pára, há selecções e taça de Portugal, mas não faltam jogos para se ir ver, nomeadamente de andebol e hóquei em patins.

Um abraço ultra.

0 comentários:

Publicar um comentário