20 outubro, 2015

SUB-19 BATEM MACCABI TELAVIVE.

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

FC PORTO-MACCABI TELAVIVE, 2-0

UEFA Youth League, grupo G, 3.ª jornada
20 de Outubro de 2015
Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, no Olival


Árbitro: Nikolaj Hänni (Suíça).
Árbitros assistentes: Johannes Vogel e Edi Kaufmann (Suíça).
Quarto árbitro: Daniel Cardoso (Portugal).

FC PORTO: Diogo Costa, Fernando, Verdasca, Sandro, David Sualehe, João Cardoso (cap.), Moreto Cassamá, Bruno Costa, Luís Mata, Madi Queta e Ruben Macedo.
Substituições: Luís Mata por Michael Morais (63m), Madi Queta por Diogo Dalot (80m) e Moreto por Rui Pires (88m).
Não utilizados: Fábio Ferreira, Diogo Queirós e Madiu Bari.
Treinador: António Folha.

MACCABI TELAVIVE: Ohayon, B. Galili, Grechkin, Vaturi, Rosenboim, Glazer (cap.), Altman, Kanichowsky, Shapira, Dasa e Durović.
Substituições: Durović por Galili (46m), Dasa por Al Awisat (68m) e Altman por Haramati (76m).
Não utilizados: Sneh, Zelikovic, Amran e Golan.
Treinador: Ziv Avraham Arie.

Ao intervalo: 1-0.
Golos: Vaturi (p.b., 6m) e João Cardoso (84m, g.p.).
Disciplina: cartão amarelo a Sandro (33m), Galili (35m), João Cardoso (74m) e Vaturi (84m).

Os Sub-19 venceram, esta terça-feira, o Maccabi Telavive por 2-0 em partida da terceira jornada do grupo G da UEFA Youth League. Os golos dos Dragões foram marcados por Vaturi (6m, na própria baliza) e João Cardoso (84m, de grande penalidade), numa partida em que os comandados de António Folha somaram a primeira vitória nesta edição da prova e em que tiveram de dar o máximo para bater uma aguerrida formação israelita.

Com Verdasca e Ruben Macedo de regresso ao onze e ainda com Madi Queta no lugar de Tony Djim, lesionado no aquecimento, os jovens Dragões precisaram de apenas seis minutos para se colocar em vantagem: excelente passe de Bruno Costa a servir na esquerda Ruben Macedo, que, já dentro da grande área, cruzou a bola para o defesa Vaturi a colocar dentro da própria baliza. O Maccabi reagiu pouco depois e ameaçou o empate que Diogo Costa evitou de forma brilhante com duas defesas: primeiro a um remate de Altman e logo a seguir na recarga de Dasa (14m).

O guarda-redes foi mesmo o melhor do FC Porto nesta fase e voltou a estar em destaque quando defendeu de forma superior um remate de longe de Kanichowsky (31m), já depois de Luís Mata ter estado perto do 2-0 (18m). O guardião israelita Ohayon quis imitar o portista e fez duas grandes defesas seguidas, negando o golo a Moreto Cassamá e logo a seguir a Luís Mata (42m), não permitindo que os azuis e brancos fossem para o intervalo com uma vantagem mais tranquila.

Na segunda metade, a partida manteve-se disputada e, apesar de um maior ascendente dos Dragões, foram os israelitas a criar uma grande oportunidade, aos 59 minutos, quando Galili, completamente isolado, rematou por cima da baliza de Diogo Costa. Apesar do susto, os portistas continuaram a controlar o jogo, não permitindo novas veleidades ao adversário, e o segundo golo surgiu após um penálti sofrido por Rúben Macedo, convertido de forma exemplar por João Cardoso, aos 84. Michal Morais, aos 90+4, ainda poderia ter aumentado a contagem, mas Ohayon voltou a fazer uma grande defesa e confirmou o resultado final de 2-0.

Com esta vitória, os Dragões alcançam o Dínamo Kiev no segundo lugar do grupo, ambos com quatro pontos, sendo que o próximo jogo dos comandados de Folha na competição é novamente frente aos israelitas, a 4 de Novembro, no Estádio Grundman, em Ramat Hasharon.

fonte: fcporto.pt



RESUMO DO JOGO

0 comentários:

Publicar um comentário