14 abril, 2012

Um título defende-se com a melhor defesa da Europa

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/


Jorge Jesus disse hoje em conferência de imprensa que o Benfica ainda tem uma palavra a dizer no Campeonato. É verdade. Confere. Essa palavra é: Adeus!

A propósito, dia 3 de Maio, a claque No Name Boys receberá a sentença pelos ataques violentos perpetrados em bombas de gasolina em Almada, depois de, na primeira instância, terem sido decretadas 13 penas de prisão efectiva para os energúmenos. Não há dúvida que os adeptos Portistas são mesmo violentos.

Ainda antes disso, o Enojado deverá receber a sua carta de despedimento com 15 dias de antecedência como manda a Lei. Afinal, tudo indica que não será Vítor Pereira a engrossar a taxa de desemprego do nosso país. Ao que me disseram, o FC Cascalheira está com uma vaga para roupeiro - fica aqui a dica de emprego para o sabujo da Reboleira!

No mesmo dia em que Falcao diz que se vai sentir campeão se o Porto vencer a Liga, há quem já vá dizendo que, se formos campeões, Vítor Pereira não tem mérito nenhum. Raciocínio intrincado este. De facto, faz todo o sentido que El Tigre se senti responsável pela actual época do Porto - mas no mau sentido, claro. Aliás, a sua ausência influenciou muito mais (pela negativa)a época do Porto do que qualquer táctica de Vítor Pereira.

Neste momento, somos a defesa menos batida da Europa e estamos a um passo do 26º título nacional. Nunca fez tanto dizer que um título não se entrega, defende-se. E, pelos vistos, na defesa somos os melhores da Europa... em tudo o resto, somos os melhores do mundo.

Para quem se divertiu a fazer comparações ridículas ao longo da época, queria confessar-vos que nunca esperei tanto de Octávio Machado. É com alguma perplexidade que tenho reparado que sempre que o Porto perdeu ao longo desta época, a culpa era exclusivamente de Vítor Pereira. Ao passo que, quando o Porto ganhava (e não estamos a um passo do título por acaso), a culpa era de todos, menos do desgraçado do Vítor Pereira.

Pelos vistos, o nosso mister é uma espécie rara de treinador que só treina a equipa nas semanas em que não vencemos. Se assim é, deve ser já despedido. Como sempre fez questão de vincar, os problemas desta época não foram uma questão de táctica, mas sim de motivação. Chegamos ao ridículo de ter jogadores que se preocupavam mais em agredir adeptos Portistas do que em jogar bom futebol.

Esperem. Já sei o que me vão dizer. Se os jogadores não estão motivados, a culpa é do treinador que não motiva os meninos. Este argumento poderia fazer sentido se estivéssemos a falar dos iniciados do Carcavelinhos. Nos seniores do FC Porto, com jogadores a receber salários milionários, a motivação tem que estar sempre presente, independentemente do treinador ser o Guardiola ou o adjunto do Sobretâmega.

Ainda não ganhamos nada, nem sei se vamos ganhar. Se ganharmos, festejaremos todos juntos como sempre. Se perdemos... epá, peço desculpa, mas não vivi no tempo da Ditadura para saber o que isso é.

37 comentários:

  1. Parabens pela cronica.
    é assim tb. que vejo o meu treinador.
    Disses-te tudo.
    No fim vai nascer um Heroi,sozinho, contra tudo e contra todos.
    Quem és tu escrevinhador?
    Força Vitor Pereira
    Abraço
    ass:Alguem que manda uns postais no portal dos dragoes...

    ResponderEliminar
  2. João correia14 abril, 2012

    Fantástico !!!

    ResponderEliminar
  3. Não concordo muito com a 'crítica' aos críticos de VP. Como eu fui um deles, até à 25a jornada, acho que VP é que deu o braço a torcer, deixou o 4231 e voltamos a jogar como sempre em 433, voltou a colocar laterais nas laterais, voltou a colocar Lucho e Moutinho no meio campo lado a lado e Fernando sozinho a trinco.. Depois de ter visto na 25a jornada o que um cego via na pre-época, agora só falta a questão da falta de pulso que demonstra para com as vedetas.. Este ano foi um festival de vedetas a insulta-lo nas instituições, chegamos ao cúmulo de ver Walter a reclamar! Acho que esse problema só se resolve de uma de duas maneiras: ou sai VP, ou saem as vedetas.. Só espero que a sair, um ou outros, saiam campeões!

    Cumprimentos

    Hugo Silva

    ResponderEliminar
  4. Excelente post, sem dúvida.
    As contas e críticas, são para se fazer no fim pois ainda nada foi ganho.
    Mas de verdade nunca entendi e dificilmente entenderei críticas dos nossos aos nossos e principalmente na pessoa do nosso mister.

    Não custa entender aquele monte de banhas quando escreve que se trata de 'um técnico irremediavelmente medíocre'.
    Já todos sabemos as cores de tal personagem e a sua diarreia cerebral.

    Agora custa ver Portistas (ou talvez portistas) a chamar nomes 'aquele gajo de Espinho'.

    Como se ñ bastassem os outros...


    p.s. - andebol, basquete, porto canal.
    5 estrelas

    ResponderEliminar
  5. Eu declaradamente me confesso culpado! Sou culpado de criticar Vitor Pereira quando empatamos preguiçosamente em Aveiro com o Feirense, quando pastamos na Champions, quando fomoso severamente sovados em Coimbra, e quando heroicamente fomos eliminados pelo City.
    E como acho que este titulo já não nos foge em virtude dos notas artisticas serem mais fanfarrões que jogadores e os guerreiros do Minho, mais padres de confessionário que lutadores.
    Mas reconheço que na volta olimpica Vitor Pereira tem todo o direito a dá-la com o plantel e depois a solo. Mas por favor, não me peçam para ser fã dele.
    Como disse há alguns valentes anos atrás Mário Wilson em relação ao clube do regime, o mesmo se pode aplicar actualmente ao nosso FC PORTO: quem treina este clube arrisca-se a ser campeão!

    Ozzy Bluesky

    ResponderEliminar
  6. Unknown:"Quem és tu escrevinhador?"

    Sou apenas um eterno e orgulhoso Portista! Nada mais.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. Do meu humilde ponto de vista houve um exagero em algumas críticas a VP...
    Claro que agora é mais fácil constatar isso do que na altura em que o FC Porto estava a 5 pontos da liderança... Nessa altura, VP era pior que Octávio Machado... Era o pior treinador do mundo, não percebia rigorosamente nada do assunto... Se calhar não é tão mau como isso o homem...

    Em determinada altura, achei imensa piada a algumas criticas a VP devido ao facto dele apenas ter treinado o Santa Clara... Pois bem, eu como açoriano que sigo o único clube açoriano que está nas ligas profissionais, posso dizer-vos que isso é de uma patetice tremenda... VP em 2 anos que esteve no Santa com plantéis fraquíssimos quase fez o milagre de subir de divisão em 2 anos seguidos.... Ficou sempre a 1/2 pontos da subida... Talvez porque o interesse para muitos clubes do continente em ver uma equipa açoriana na 1ª liga não fosse muito... É o que digo, foram ditos muitos, muitos disparates... Agora o silencio é maior porque o FCP está na frente... Mas não me esqueço das muitas patetices que foram ditas...

    E para terminar, também digo o seguinte: VP não é o técnico perfeito está até longe disso, mas caramba, nem tanto ao mar nem tanto à terra...Não é tão meu como o pintaram...

    ResponderEliminar
  9. Quando temos resultados menos positivos, todos nós sofremos pelo clube...quando vencemos todos nós festejamos. Mas, perdoem-me, quando tenho de falar menos positivamente de exibições menos conseguidas vou continuar a dirigir-me ao elemento que tem por função responder pelos resultados...o treinador, seja quem ele for.
    Como alguém disse quando vencemos a vitória é de todos quando perdemos a responsabilidade é toda minha.
    Mas também quando vencemos o Braga só dirigi as minhas felicitações ao treinador… os jogadores só lá estão para jogar e se não o fazem adequadamente devem ser severamente sancionados pela equipa técnica… caso não seja suficiente a equipa técnica só tem de informar a quem paga os salários do que se passa. E venha quem vier ninguém se livra da apropriada sanção por parte do Dirigente Máximo do nosso clube.

    Estamos a falar do Futebol Clube do Porto, aqui existe gente que manda.

    ResponderEliminar
  10. Não é tão mau como o pintaram queria eu dizer...

    ResponderEliminar
  11. Fui e sou um crítico de VP mas nunca o comparei ao Octávio Machado pois isso foi claramente o pior de todos. No entanto penso que também não lhe podemos dar assim tanto crédito, penso que teve mais sorte do que juízo por ter um plantel cheio de craques. Ainda no último jogo em Braga quem se iria lembrar de entrar em jogo com Kleber?? Só mesmo o vitó! Acho também que independentemente de criticar o treinador também devemos olhar para alguns jogadores como o AP e antes já tivemos o Guarin que andam ali a passear o estatuto ganho no ano passado. Um mérito dou neste momento ao VP, ganhou tomates e começou a tirar as vedetas quando já toda a gente via que andavam ali a mais. Força Porto, que ganhem este campeonato e que haja uma grande reflexão sobre opções tomadas e sobre as atitudes de vários elementos.

    ResponderEliminar
  12. Silva Pereira14 abril, 2012

    Boa tarde caro Escrevinhador.
    Gosto do sentido de humor, excelente post.
    Relativamente ao VP o que eu mais critique durante a época foi o medo/receio com que encarou certos jogos. O seu discurso repetitivo não assertivo, por vezes algo receoso com uma imprensa alinha e demagógica, teimoso. No entanto não posso deixar que tem vindo a corrigir e que tem melhorado muito esses “defeitos” e que no meu ponto de vista foram relevados pela comparação com o AVB.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  13. "É com alguma perplexidade que tenho reparado que sempre que o Porto perdeu ao longo desta época, a culpa era exclusivamente de Vítor Pereira. Ao passo que, quando o Porto ganhava (e não estamos a um passo do título por acaso), a culpa era de todos, menos do desgraçado do Vítor Pereira."


    Epa ... desculpa mas isto é uma traição a verdade incrivel.

    Eu sinceramente estou perplexo também. Isto é um Blog, na internet, por isso podes ir verificar os comentarios das vitorias do Porto. ( ex. contra benfica e contra braga )

    O que não lá falta são comentarios de apoio e credito ao Vitor Pereira.

    O que não falta é comentarios a dizer que a culpa é do Cristian Rodriguez, Rolando e Alvaro Pereira.

    Assim não vamos a lado nenhum. Cada um cria a sua ilusão e recusa-se a ver a realidade. Bastava-te ir aos POSTS antigos.

    Como eu disse e como sempre digo : A verdade está no meio. Não é tão mau como o pintam nem é tão bom como tu o pintas.
    Nem tudo é a culpa dele, mas também nada é culpa dele.

    ResponderEliminar
  14. Também temos que nos relembrar de um pormenor que ninguem se lembra :

    Vitor Pereira é um ser humano.

    É incrivel, provavelmente ninguem acredita mas é verdade.

    E que mal tem que no primeiro ano a treinar o FC Porto tenha ou não tomado decisões erradas ? Que mal tenha que tenha culpa nisto ou naquilo ? Se se apostou nele, das duas uma :

    Foi apenas para tapar o buraco do Vilas Boas
    ou
    Viram nele um potencial enorme.

    Eu prefiro acreditar na segunda hipotese. E como qualquer pessoa como potencial, há que dar hipotese de crescer ... e a crescer erra-se muito. É normal ... É humano

    ResponderEliminar
  15. O mais engraçado de tudo é que muito provavelmente o unico que conseguiu derrotar VP foi o Mestre Bruno Paixão!!! Não tivesse sido ele e, provavelmente, VP seria campeão sem derrotas para a liga...
    Parafraseando o saudoso Fernando Pessa: "E esta hein?"!!!

    ResponderEliminar
  16. O treinador mesmo que seja campeão que ainda não o é, é bom ter-mos isto bem presente porque contar com os ovos no cu galinha é para os mouros. Se se diz Portista que ponha o lugar à disposição, não esqueça-mos que é o maior orçamento da história do clube e apenas ganhamos a super taça e eventualmente o campeonato, não está ganho, à AAC também era garantido que ganhava-mos e não perdemos não sabemos como, tenha-mos calma e pés bem assentes no chão, ganhar sem ter ganho não faz parte do ADN ou código genético dos adeptos do F.C.P., há que ganhar 1º e depois é que se fala.

    ResponderEliminar
  17. Pois é escrevinhador, só que esse seu raciocínio podia ser feito ao contrário. Sim, porque a seguir ao jogo na Luz, em Braga e etc também não faltaram pessoas a dizer algo como "estão a ver? O treinador não tem culpa de nada, os jogadores é que não prestam". Mais, mesmo a seguir a derrotas vexantes como as de Chipre e de Coimbra, também foram muitas as pessoas que batiam na tecla de que a culpa era de todos os jogadores, dos adeptos dissidentes, da imprensa e mais não sei o quê.

    Eu não hesitei em dar mérito ao VP pelas vitórias na Luz e em Braga. Só que também não altero uma vírgula na minha opinião de que ele é o principal responsável pelo futebol paupérrimo e pela campanha europeia miserável que tivemos. A eliminação na fase de grupos da Champions, num grupo que, gostem ou não, era fácil, foi inconcebível. No próximo ano existe alguém que acredite convictamente que tal não se voltará a repetir com VP? O quê, vão-me dizer que os jogadores estavam contrariados para jogar a Champions? Só que, para o ano, precisaremos de passar mesmo a fase de grupos, quanto mais não seja, por uma questão de tesouraria.

    ResponderEliminar
  18. Basta ir aos posts antigos para ler também imensas comparações entre VP e Octávio Machado...E não foram poucas...

    ResponderEliminar
  19. É tudo muito bonito, mas para a próxima época, Bem-vindo Leonardo Jardim.

    ResponderEliminar
  20. Subscrevo parcialmente o post do Escrevinhador; subscrevo por inteiro o que diz Duarte.

    Agora... É PRECISO APOIAR PARA GANHAR - os jogos e o Campeonato.
    Depois.... PC e a SAD saberão melhor do que ninguém o que fazer.

    FORÇA PORTO! BibÓ PORTO!

    ResponderEliminar
  21. Duarte, fazer uma boa campanha europeia sem ponta-de-lança é, no mínimo, muito complicado. Nesse ponto, a equipa técnica e a SAD partilham responsabilidades.

    ResponderEliminar
  22. "fazer uma boa campanha europeia sem ponta-de-lança é, no mínimo, muito complicado"

    É, como foi complicado a Jesualdo passar num grupo com o CSKA, Arsenal e Hamburgo sem ter feito a pré-época e tendo Postiga e Adriano como referências atacantes. E para o Mourinho ganhar a UEFA, Liga e Taça foi uma tarefa hercúlea tendo em conta que para a posição de ponta de lança só tinha o Postiga e o Jankauskas. Essa história do ponta de lança já não é repetitiva, é cliché.

    ResponderEliminar
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  25. Duarte, vejo que percebes pouco de futebol por isso dou-te um desconto. Se não acompanhas futebol, não finjas que percebes.

    1- Dizer que Postiga e Adriano eram as referências do Porto de Jesualdo Ferreira é uma atoarda de todo o tamanho. A grande referência atacante da Era Jesualdo foi o Lisandro Lopez!. Mais: foi curiosamente na época que o Lisandro Lopez (repito, a referência atacante do Porto de Jesualdo) e o Lucho sairam que o Jesualdo não venceu o seu único campeonato. Porque terá sido? humm...

    2- Quanto há questão do Mourinho o teu erro(entenda-se, ignorância) foi ainda maior. O nome Derlei diz-te alguma coisa? Tenho aqui em casa todos posteres de todos os jogos que fizemos na caminhada rumo a Gelserkirchen se quiseres posso-te emprestar a ver se aprendes um bocado. Aliás, se Jankauskas e Postiga eram as referências do Porto de Mourinho (you say? :O )por que razão é que na final de Gelserkichen, Jankauskas ficou no banco e nem sequer entrou! Se calhar, Mourinho estva a poupar a sua referência para um jogo realmente importante. Ftw

    Mais uma vez, pergunto-te, Duarte, os nomes Derlei e Benni McCarthy (época a seguir à conquista da UEFA)já te dizem alguma coisa?

    Antes de falares à toa, procura saberes do que estás a falar porque assim evitas passar a vergonha de dizer enormidades como aquelas que escreveste! Porque quem ignora nomes como Lisandro Lopez, Derlei ou Mccharthy como referências do Porto de Jesualdo e Mourinho, respectivamente, das duas uma: ou em 2004 não via futebol ou então via e não percebia!

    ResponderEliminar
  26. Meu caro escrevinhador, desculpa, mas quem acabou de dar uma demonstração cabal de "ignorância futebolística" foste tu, com um comentário, ainda por cima, pretensioso.

    Cá vão uns esclarecimentos, a ver se ficas elucidado sobre umas quantas coisas.

    Ponto 1: Uma atoarda, e do tamanho da Torre dos Clérigos, é falar no Lisandro como ponta de lança em 2006/2007 (porque eu só falei dessa época, no que toca a Jesualdo). O Licha só foi usado nessa posição a partir de 2007/2008, até lá era utilizado como segundo avançado, descaindo para uma das alas. De resto, já em 2005/2006 Adriaanse o havia utilizado nessa posição. Portanto, realmente, os pontas de lança em 2006/2007 eram Postiga, Adriano e Bruno Moraes (tinha-me esquecido deste último, talvez porque por cada jogo que fazia se lesionava um mês).

    Ponto 2: Eu nunca disse que o Adriano era mau. Pelo contrário, foi um jogador útil, mas esteve de longe de ser um craque. Ia safando, deu muito jeito em dois campeonatos, mas para consumo externo era curto de mais.

    Ponto 3: O Jesualdo perdeu o campeonato no ano em que Lucho e Lisandro saíram. E? Foram duas perdas fundamentais, que coincidiram com um fim de uma era que rendeu 3 campeonatos. Finda essa temporada, houve quase uma unanimidade de que aquele era um ciclo bonito, mas que tinha chegado ao fim e era preciso começar de novo. Não me lembro de se pôr em causa a saída de Jesualdo com a desculpa de que tinha perdido o Lucho e o Lisandro. Seja como for, nessa temporada, ainda nos arrumaram com o Hulk. Pois, nada disso foi desculpa e nem os 3 títulos ganhos e as 4 qualificações na fase de grupos da Champions em outras tantas oportunidades foram suficientes para que o então treinador se mantivesse. Mas eu dou mais um exemplo: já que falaste nas saídas do Lucho e do Lisandro, sabes quem teve o Jesualdo para substituir o Pepe e o Anderson? O Stepanov e o Leandro Lima. Uau! Resultado: ganha o campeonato e passa a fase de grupos da Champions. O Jesualdo perdia todos os anos mais do que um jogador. No primeiro foram o Stepanov e o Leandro Lima, no segundo o Quaresma, o Bosingwa e o Paulo Assunção e no terceiro o Cissokho, o Lucho e o Lisandro. Só neste último ano o professor conseguiu vencer. Vítor Pereira perdeu um jogador, um grande jogador, mas Jesualdo perdia dois ou três grandes jogadores todos os anos, para os quais nem sempre teve os substitutos que provavelmente gostaria.

    Ponto 4: Em relação à minha referência a Mourinho, das duas uma: ou estás realmente a dar uma prova inequívoca de ignorância, ou não leste bem o que escrevi. Eu referi-me apenas à época 2002/2003 (na qual ganhamos Taça, Taça UEFA e Campeonato). E sim, nessa época os pontas de lança, eu repito, os pontas de lança eram Postiga e Jankauskas. Havia Derlei, que era um avançado de uma mobilidade enorme, mas não era um ponta de lança. Hoje há Hulk que, com as devidas diferenças, também garante golos e não são tão poucos quanto isso. McCarthy só regressou ao Porto em 2003/2004, porque em 2002/2003 esteve no Celta de Vigo. Espero que tenhas ficado elucidado neste aspecto.

    Ponto 5: Ainda bem que falas no onze inicial que ganhou a Champions, porque aí jogamos sem nenhum ponta de lança de raiz. Carlos Alberto e Derlei eram os homens mais adiantados. Woooow sem um ponta de lança “à Falcao” é impossível fazer seja o que for em condições. Vítor Pereira é um mártir.

    Ponto 6 (e para responder à tua pergunta): Vou repetir-me, mas assim ao menos tenho a certeza que lês bem o que escrevi. O Derlei não era, nem nunca foi um ponta de lança puro e o McCarthy só voltou em 2003/2004, depois de ter cá estado na segunda volta da época 2001/2002. Em 2002/2003 (época à qual me reportei) não era jogador do Porto.

    Antes de te pores a disparar em todas as direcções e a insultar, no mínimo, lê bem aquilo que escrevi e, depois, tenta sair do teu pedestal de sapiência porque podes estar errado em muitas coisas.

    ResponderEliminar
  27. PS: Mais uma falha tua. E lá está, ou por pura ignorância, ou por pura desatenção, mas se esta última hipótese é a que se aplica, então devias abster-te de me responder. Não disse, nem podia ter dito, que Postiga era o ponta de lança em 2004, porque nessa altura o rapaz estava no Tottenham.


    Mas eu repito mais uma vez: no que toca a Jesualdo estava a falar apenas de 2006/2007, no que diz respeito a Mourinho, cingi-me a 2002/2003. Percebeste agora? Também tens posteres do ano de Sevilha? Então vai lá ver se encontras o McCarthy.

    ResponderEliminar
  28. Excelentes reacções de resposta e contra resposta...dois amantes de futebol com os seus pontos de vista...da minha parte só gostaria de acrescentar de que não considero o Postiga,o McCarthy,o Derlei,o Falcao,o Hulk,o Kléber pontas de lança, são avançados centros móveis. Considero pontas de lança,o Janko,o Mário Jardel,o Adriano,o walter,o Fabiano porque são estaticos sem ou pouca mobilidade na frente de ataque.

    lol Mas também considero o james e o Iturbe médios de ataque ou os tradicionais números 10 e o Vítor Pereira e muitos outros discordam...são particularidades.

    Abraço e continuem a projetar as vossas opiniões.

    ResponderEliminar
  29. Duarte, em que parte do meu comentário leste a palavra " ponta-de-lança"?

    Falei em " referencia atacante" que é bem diferente de ponta de lança!

    Pelos vistos, o teu comentário é uma resposta a coisas que eu nao disse. Assim sendo, foi apenas tempo perdido da tua parte!

    ResponderEliminar
  30. Duarte se vires com atençao (isto se souberes ler)vais ser no meu primeiro comentario o seguinte:

    "Benni McCarthy (época a seguir à conquista da UEFA)."

    Pelos vistos, preciso não sou eu quem precisa de ver os posteres de Sevilha !

    ResponderEliminar
  31. Escrevinhador se soubesses ler em condições desde o início, verias que apenas me referi a 2002/2003, ano em que ganhamos todos os títulos possíveis. Se leste bem, então não sei porque foste desviar a conversa para 2004, quando eu só falei do ano de Sevilha. Eu apenas pretendi demonstrar que é possível fazer-se uma boa campanha europeia sem um grande ponta de lança (Mourinho e Jesualdo são exemplos acabados disto). Algo que tu começaste por discordar, só depois é que passaste para as "referências atacantes".

    Ok, preferes falar em referências atacantes? Então eu digo que as referências atacantes de VP são James e Hulk. Mau não é?

    Tempo perdido por mim? Nem por isso. Talvez tenhas ficado sem explicação para os exemplos que te dei da era Jesualdo e por isso só falaste dos tempos do Mourinho, mas enfim...

    Já provaste que de futebol sabes pouco e para quem sabe tão pouco é extraordinário que trates quem pensa de maneira diferente de um modo tão arrogante e rude.

    ResponderEliminar
  32. PS: "Duarte, fazer uma boa campanha europeia sem ponta-de-lança é, no mínimo, muito complicado."

    Pronto, está aqui o comentário teu em que li a palavra "ponta-de-lança". Não sem se tens um problema de QI, se é só falta de memória.

    ResponderEliminar
  33. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  34. Duarte, não vou perder mais tempo contigo. Se queres continuar a marrar contra a parede força e a dizer que o Derlei era um médio, e o Postiga o avançado mais utilizado em 2003, e que o Jankauskas é pior que o Kléber e outras calinadas do género, força ai.

    Já percebi que és um portista de trazer por casa. De outro modo, nao se justicaria que a tua imagem de capa fosse um jogador do Liverpool! Talvez estejas a confundir com os jogadores do Liverpool de 2003/2004. Mas deixa lá. Nao vem mal ao mundo por isso.

    Já agora, faz um favor a todos nós e vai mazé comentar blogues do Liverpool e não enchas este com as tuas alarvidades|


    P.S: eu refiria-me ao post de resposta!

    ResponderEliminar
  35. Além de tudo és mentiroso. Quando é que eu disse que o Derlei era um médio? Quando é que eu disse que o Jankauskas era pior do que o Kléber?

    Ai não. lolololololol Essa é de mais. Sou um portista de trazer por casa por usar uma imagem de um jogador que admiro, que por acaso joga num clube estrangeiro. Já me tinham atacado por muitas coisas, mas por esta nunca. Ao menos és original.

    Eu não tenho necessidade de andar a medir, a comparar ou a debater o meu portismo com quer que seja, muito menos com uma pessoa que se atropela nas suas próprias incongruências. Mas ao menos desfizeste-me as dúvidas. O teu problema não é de memória, é mesmo de QI. E se calhar nem devia falar desta forma, até porque não é meu hábito, mas às vezes é difícil não se descer ao nível. Mas pronto, faço mea culpa.

    Ao pores em causa o portismo de alguém (seja eu, seja de quem for), apenas demonstras que a tua participação num blogue de referência para a nação azul e branca como este, é desajustada. Nunca pensei eu ver no Bibo Porto a falta de respeito pelas opiniões de outrem (por parte de um administrador, ainda por cima) que tu aqui evidenciaste. Eu podia responder-te da mesma moeda e pôr-me para aqui a bradar o que já fiz e o que deixei de fazer pelo clube, mas isso seria dar-te uma importância que não tens e eu, como me considero um bom dragão, não tenho a menor necessidade de andar a apregoar o meu portismo aos sete ventos e a pôr em causa o dos outros, que nem sequer conheço, só por causa da sua imagem de blogger. E para que fique bem claro, o que me aborrece não é o que tu pensas, é o modo como o exprimes e lidas com opiniões divergentes. O que não falta pela blogoesfera são críticos e defensores do treinador. Virtualmente conheço muitos com quem corroboro ou discuto ideias, mas não tenho a veleidade de me achar superior a eles, até porque o respeito é mútuo.

    ResponderEliminar
  36. Pela minha parte considero tanto o Escrevinhador como o Duarte dois enormes Portistas e mais como voçês são sempre necessários...vamos continuar a apoiar o nosso Porto.

    ResponderEliminar