09 novembro, 2007

Comunicação Social em Portugal

Já tem sido comentado por diversas vezes, sobretudo neste blog, que a comunicação social em Portugal, principalmente os nossos três jornais desportivos, é parcial no que respeita às suas capas e aos seus comentários.

Desde que me lembre como gente e apreciadora de futebol, sempre tive noção de que aquilo que ouvia e lia sobre futebol nem sempre era verdade, e muitas vezes até era manipulado.

Sendo licenciada em Ciências da Comunicação, aprendi que um jornalista (comunicação social) deveria ser o mais objectivo e o mais imparcial possível.

O que reparo, desde sempre, é que os jornais não são imparciais, até muito pelo contrário, sempre que têm alguma coisa para apontar aos azuis-e-brancos, lá estão eles com os gravadores, holofotes e objectivas em riste!

Ora se um órgão de comunicação social tem de ser objectivo e imparcial, porque é que as noticias são todas manipuladas? Não é compreensível. Temos o exemplo da passada 4ª feira, dia 07 de Novembro.

O FC Porto tinha vencido (e bem!) os franceses do Marselha na noite anterior para a 4ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, tendo até com esse resultado, passado automaticamente para o 1º lugar no Grupo A. As galinhas, tinham perdido (e muito bem!).

E como foram as capas dos jornais nesse dia? Sim, eu sei que as capas são diferentes para o Norte e para o Sul, mas no Sul também existem bons e muitos portistas que gostam de ver noticias relevantes sobre o seu clube. Passo a citá-los:

A Bola (que por milagre põe em destaque uma notícia relativa ao FC Porto) com “Magia do Magrebe”

O Jogo com “Alá!”

Record (que para mim foi a melhor de todas, ironicamente, é claro!) com "Cartão vermelho". Ao lado, uma pequenina fotografia do Tarik a dizer “corrida de 50 metros para o golo”.

Agora pergunto eu: como é que é possível uma equipa portuguesa ganhar um jogo europeu, liderar o seu grupo e não ser notícia de principal destaque nos nossos jornais desportivos? Supostamente, o jornal Record também deveria ter feito uma manchete com a grande vitória do FC Porto, certo? Mas não!

Como disse anteriormente, estudei jornalismo na faculdade e outra das coisas que aprendi foi que as desgraças e as tragédias fazem notícia, e quanto mais perto elas acontecerem (entidades próximas), maior relevância terão. E foi ai que se fez luz! Claro que para vender jornais, só colocando tragédias ou desgraças em 1ª página é que de poderá vender alguma coisa. Estarei certa, ou estarei errada? Deixo ao vosso critério.

Estará a comunicação social de tal modo viciada e manipulada que façam apenas referências a certos e determinados clubes (manipuladas por eles, é claro!), ou será que a aversão ao nosso Presidente, Jorne Nuno Pinto da Costa é assim tão grande que acabam a englobar o FC Porto no seu todo, recusando-se a falarem nas cores azuis-e-brancas? Mais uma perguntinha que deixo ao vosso critério.

Saudações azuis e brancas e até para a semana,
Sodani.

9 comentários:

  1. Sodani:
    Há mais de 10 anos que não gasto um cêntimo na compra de o «Rascord» e de a «Bolha». A parcialidade, a falta de respeito, a falta de isenção, a falta de sentido de justiça, a perseguição, a campanha difamatória levaram-me por este caminho. Mas o JOGO ultimamente tb me tem dado algumas desilusões. Enfim, leiam o BIBO PORTO CARAGO que aqui sim respeitamos as nossas cores:)

    Esta é para o Paulo Pereira:

    António Tadeia (RTP) no programa de 4ª feira da CHampions:
    «o sporting terá q ganhar em Old Trafford onde apenas o Porto de Mourinho pontuou e mesmo assim se tivesse uma arbitragem isenta teria perdido pois é mal anulado o golo de Scholes»

    Um comentário digno de um ataque terrorista, grande fdp**ta... Nesse lance (eu th as imagens, se quiserem ponho aqui o link) há uma falta claríssima sobre R.Carvalho e depois segue o passe para scholes com offside mal assinalado mas a 1ª falta é q tem q ser assinalada, logo n se pode falar de golo anulado. O POrto empatou esse jogo com mt sacrifício, mt garra e n é justo ouvir estas parvoíces cheias de inveja.

    ResponderEliminar
  2. Os jornais desportivos tem a sua 'inclinação' sendo até talvez O Jogo o que tenta ser mais imparcial.

    Conoto A Bola com os Bermelhos, O Jogo com as nossas cores e o Record não sei bem a favor de quem mas de certeza contra as nossas cores.
    Neste último até me passou despercebido a menção ao FCPorto, tal era a dimensão da mesma.

    Em relação ao sensacionalismo este é visivel e sinónimo não sei bem de quê (será que vendem + jornais ?). Basta ver o destaque do CM de hoje sobre notícias já avançadas pelo JN no Domingo passado e comparar a abordagem das mesmas.

    Em relação ao último parágrafo numa coisa são coerentes. Não é possível dissociar as cores azuis e brancas da figura do nosso Presidente.

    É a (des)comunicação social que temos. Mas e dou enfase ao mas, por mais mal dizeres que debitem os jogos ganham-se dentro do campo.

    ResponderEliminar
  3. Lucho, quem é esse Sr. do comentário ?
    Talvez um Historiador ? contador de estórias ?

    ResponderEliminar
  4. Viva !

    Para o jornal l'Equipe (23-11.07),Pinto da Costa está intimamente ligado à dimensão internacional que o FC Porto alcançou.

    Ao ler este artigo, verifico que a imprensa desportiva em Portugal tem sobretudo uma matriz regional. Não sei se é uma boa coisa ?

    Mas o que mais me salta à vista são as capas dos dois jornais. E, em certa medida, será que são reveladoras duma mentalidade específica ? Com efeito, quer O Jogo quer A Bola referem, rspectivamente, a religião e a origem de Tarik . Terá isso assim tanta importância ?

    Será que Portugal ainda é um país onde se pergunta primeiro de onde vens e só depois o que sabes fazer ?

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  5. Esta comunicação social é uma farsa.
    Continuo a dizer que dava uma grande tese de mestrado ou doutoramento a análise de conteúdo das primeiras páginas destes pasquins com excepção talvez do Jogo.
    Também não gasto dinheiro com a bolha e o rascord, o Jogo compro esporadicamente, leio as edições on line mas o rascord nem isso.Recuso-me.

    ResponderEliminar
  6. ola presidente e amigos blues;

    muito bom post, um assunto de a muito que anda na moda mas como se vé nao temos nenhuma hipotse com a comunicaçao social, é sempre assim, uns so fazem "merda" e sao sempre louvados , outros que fazem virtudes nem quase relembrados sao!!!! e uma das hipocrizias deste país de mouros e gatunos...

    aquele abraço amigos blues

    ResponderEliminar
  7. Como eu te entendo Sodani!

    Acontece que também sou licenciado em CS e tenho uma pós-licenciatura no CENJOR em Jornalismo; por isso, custa-me duplamente, como PORTISTA e profissional de Comunicação, ver, ler e ouvir, o "lixo jornaleiro" que se pratica em muitos OCS deste país, onde o FCPORTO é alvo a atacar, porque, é bom não esquecer, uma das características da genética nacional chama-se INVEJA.

    Por outro lado, o negócio do "jornalismo de sargeta" vinga no nosso meio. Os jornalistas cada vez decidem menos; outros, nas redacções impõem a forma e os conteúdos.

    Profissionalmente, não sou afectado porque desenvolvo a minha actividade fora desses meios, mas todos sabemos que a exploração de certos "negreiros" do jornalismo, como um ex-candidato benfas fazia com jovens licenciado(a)s, também ajuda a este "mal-estado-de-coisas".

    Mas isto, no futebol, acontece porque o FCPORTO é muito grande e é o MELHOR!!!
    O "maior", do livro onde está registado o "mais grande" pão com chouriço que se avermelhe de raiva. Já ganharam décadas de campeonatos abafados e o mais recente à vista "armada" de jogadores mal inscritos, de jogos algarvios irregulares, de golos-kararé, mas sempre com CUNHA certa e LEAL na Liga, como fora anunciado sem pudor pelo homem dos pneus e outros pós.
    E o dos "fidalgos hipócrito-falidos" que recentemente levaram uma supertaça pelo braço do Tonel, um campeonato, que era o nosso hexa, pela Paixão dum chorrilho de apitos num campoMaior de má memória e uma Taça que há uns anitos um tal "chinês" Luis nos "roubou" na véspera da viagem ao Império do Meio, etc., etc. Que continuem a libertar o fel da mentira e da desilusão, por que continuaremos fortes. Desde há muito que somos imunes! Desde que os "roubos de igreja" foram denunciados e deixámos de ser a "equipa simpática" que era secundarizada...

    Apesar de, pessoalmente, me enervar com essas aberrações jornalísticas, na forma de certos momentos tadeias, manhas, ruizinhos e outros manhosos, e me transformar num incontinente verbal defronte do ecrã, a verdade é que cada vez mais, vejo menos esses programas, até por precaução de sanidade mental e tensão arterial.

    Cumpre-me ainda acrescentar, que nos programas televisivos mais ou menos futeboleiros com "residentes muito honestos", noto "representantes" portistas bem comportados, mas de mais, acabando por prejudicar a sua posição no painel, caso do Rui Moreira, ainda assim o melhor e por quem até nutro simpatia, ou então perfeitamente prejudiciais à imagem e interesses do FCPORTO, caso do Guilherme Aguiar, constantemente mal preparado, desbocado e manipulado pelo "dono da bola" e pelos parceiros da segunda circular. Na rádio, também o Miguel Guedes é muito simpático com o Medeiros Ferreira e especialmente com o intratável e cuspidor de insultos Eduardo Barroso, sempre acarinhado pelo moderador do programa. Enfim, resta-nos a "PortoTV" das segundas à noite.

    Mas que continuem, os INVEJOSOS ladram e o FCPORTO ganha!!!

    Domingo, espero estar na Reboleira para mais uma vitória!

    Ah! já me ia esquecendo; há anos que não compro os tais jornais dsportivos, nem mesmo "a bola" às terças, pois as crónicas do MST também se leêm na blogosfera, restando-me ainda "O Jogo" que vou comprando, às vezes.

    ResponderEliminar
  8. Mais uma excelente tema que aqui nos trazes Sodani... de facto, tudo o que aqui dizes, é a mais pura verdade, sem tirar, nem pôr.

    Anormalmente, mas muito anormalmente, causa alguma espécie a capa d'A Bola deste jogo... porque terá sido? só pode ter sido engano, só pode.

    Para mim, o caso mais evidente da filha-da-putice a imprensa sulista, infestada de invejoso e ridiculos, foi o antes e o pós Bi-Campeão Mundial 2004 em Yokohama pelo FC Porto, vencendo nas grande-penalidades os colombianos do Once Caldas.

    Tem dúvidas do que eu digo?

    Passem no Portal do Dragões, e procurem na 'História'; 'arquivos históricos' e 'taça intercontinental 2004' e deliciem-se a reviver memórias de mais uma grande conquista internacional do nosso FC Porto, mas ao mesmo tempo, poderão lá visualizar as imagens das capas dos jornais desportivos do antes e pós jogo... reflictam apenas nessa filha-da-putice dos rídiculos e invejosos!!

    JiNhOs,
    bLuE bOy

    ResponderEliminar
  9. Excelente posr sobre um tema que infelizmente é sempre actual. Lucho deste um exemeplo mítico daquilo que é a "comunicação social" do nosso país.
    Um abraço e um beijinho.

    ResponderEliminar