28 novembro, 2007

12 minutos fatais…

data: 28.11.2007 - competição: Liga Campeões 2007/08 - grupo A, 5ª jornada
local: Estádio Anfield Road, em Liverpool - assistência: … espectadores
fc porto: Helton; Bosingwa, Stepanov, Bruno Alves e Marek Cech; Paulo Assunção (Hélder Postiga 80m), Lucho González e Kazmierczak (Raul Meireles 65m); Quaresma, Lisandro Lopez e Mariano Gonzalez (Sektioui 77m)
golos: Fernando Torres (19 e 77m), Lisandro Lopez (32m), Gerrard (83m) e Crouch (87m)

Estava tudo tão bem encaminhado, até que surgiu aquela ponta final que não estava mesmo nada programada e que tudo deitou a perder… e foram atingidos números finais que em nada traduzem o que se passou no relvado longo dos 90 minutos. Perdemos por 4-1 e verdade seja dita, é o acaba por ficar para a história. Tudo o resto, é a habitual conversa dos se’s.

Quiçá para manter a mesma linha de coerência da grande maioria dos treinadores portugueses, o Prof. Jesualdo Ferreira resolveu ir ao fundo do baú e sacar de lá mais umas invenções até agora nunca testadas e com jogadores que têm 30 minutos de jogo, 5 minutos ou até menos do que isso, muito menos, refiro-me a Marek Cech, Mariano e Kazmierczak, por esta mesma ordem. Não tenho nada contra os jogadores… tenho isso sim, contra quem espera sempre por estas alturas para ‘inventar’; depois, admiram-se (mas hoje, não foi exactamente esse o maior problema, mas poderia ter sido).

Começado o jogo, e para quem esperava uma entrada de rompante dos ingleses (tal como eu próprio), enganou-se redondamente, vendo até os ingleses a mostrarem muito respeitinho pelo nosso futebol… ainda que eles, como quase sempre acontece, são sempre mais rápidos, muito mais rápidos a chegar às bolas, mas isso, é um problema de mentalidades e pouco mais que isso. Analisando as coisas por este prisma, apetece-me sonhar com um FC Porto composto por 11 Lisandros, não concordam?

Mesmo com um ritmo lento, mas mais prático por parte dos ingleses, aos cerca de 20 minutos de jogo, no seguimento de um canto, Fernando Torres aparece sozinho na área para cabecear, aproveitando uma deficiente marcação de Lucho que ao recuar, tem um pequeno momento de perda de equilíbrio o que foi o suficiente para essa liberdade… estava feito o 1-0 para os da casa. Nesta altura, pensei que fosse ser o principio do fim, mas, mais uma vez, enganei-me.

Com o passar do tempo e o Liverpool continuando a manter o mesmo respeito pelo FC Porto, tal como desde o 1º minuto, fomos tentando criar lances de perigo junto da área contrária, o que com maior ou menor dificuldade foi sendo conseguido, até que aos 33 minutos, das muitíssimas poucas vezes em que Kazmierczak se conseguir libertar do seu espaço a meio campo, consegue ir à linha de fundo do lado esquerdo e cruzar com conta, peso e medida para o cabeceamento vitorioso de Lisandro, fazendo o empate a 1-1.

Logo de seguida, Lisandro volta a ter nos pés a possibilidade desta vez de passarmos para a frente do marcador, mas tanto quis desviar a bola de Reina, que a mesma acabou a passar a milímetros do poste da baliza… teria sido importantíssimo este golo, ainda para mais já quase no final dos primeiros 45 minutos.

Até ao apito do árbitro para o descanso, com um ou outro lance de relativo perigo junto da nossa baliza, era o FC Porto que mandava e controlava no jogo, até que soou o último apito na 1ª parte.

Para os segundos 45 minutos, o inicio do jogo trouxe-nos o mesmo do final da 1ª parte, ou seja, o FC Porto a comandar as operações, não permitindo grandes veleidades ao Liverpool para atacar a nossa defensiva.

Até que com o aproximar do final do jogo, o último quarto de hora final vem a revelar-se fatal para as nossas aspirações, quando se foi notando um lento recuar das nossas áreas de pressão, com isso aproveitando o Liverpool para começar a fazer o ‘chuveirinho’ para a nossa área.

Fruto de toda essa pressão final, os golos acabaram por aparecer aos 78, 83 e 87 minutos de jogos, elevando a contagem para números até ali impensáveis… e injustos de todo. Por esta altura, já era o desalento total nos nossos jogadores, que há excepção do sempre incansável Lisandro, limitavam-se a aguardar pelo apito final do jogo, o que aconteceu entretanto com o resultado final de 4-1 favorável aos ingleses do Liverpool.

Não é uma vergonha é certo, até porque tudo continua em aberto para a nossa passagem à próxima fase da Liga dos Campeões e com fortes possibilidades de terminarmos em 1º lugar, já que ao fim desta jornada, continuamos líderes, ainda que com os mesmos 8 pontos. No imediato, surgem Marselha e Liverpool com 7 pontos cada, e por fim, os turcos do Besiktas com 6 pontos. Continua tudo em aberto para a última jornada dentro de 15 dias no Dragão, quando recebermos os turcos. Haja fé… porque ‘eu acredito nos meus meninos’!

Mais que carpir lágrimas desta derrota pesada (e de todo injusta), espera-se que os jogadores levantem a cabeça, olhem em frente e marchem sem medo nem compaixões quando defrontarem o próximo adversário, já no dia 1 de Dezembro, em terra de infiéis.

azul + : Lisandro (VIPortista), Paulo Assunção, Lucho e Bruno Alves, e boa reacção ao 1º golo do Liverpool, bem como a tranquilidade demonstrada entre o min 33 e o 77, depois, bem...

azul - : insistência em Mariano Gonzalez, Stepanov deve ter assinado oficialmente a perda da titularidade, Marek Cech tremido, Kazmierczak algo perdido em campo e os tais 12 minutos fatais que tudo deitaram a perder.

arbitragem: Roberto Rosetti (Itália), passou despercebido no jogo, com uma arbitragem sem qualquer interferência no resultado. Sim, isso mesmo que acabam de ler. Apesar de já ter ouvido e lido que Stepanov está a sofrer falta (e está!), que foi lá fazer com a mão ao alto? arriscou, lixou-nos.

28 comentários:

  1. algumas surpresas no onze do FCPorto:
    Helton
    Bosingwa
    Bruno Alves
    Stepanov
    Cech
    Paulo Assunção
    Kasmierczak
    Lucho
    Lisandro
    Quaresma

    "nem a morte nos vai separar...até no céu t vou apoiar"...lol

    ResponderEliminar
  2. esqueci-me do Mariano Gonzalez...

    ResponderEliminar
  3. afinal toda a gente criticou o rui santos e o homem acabou por ter razão.

    ResponderEliminar
  4. Exijo a vitória no dia 1 de Dezembro....

    ResponderEliminar
  5. Viva pessoal! (um viva tristinho após a derrota em Liverpol)

    Apesar desta derrota pesada e pela tristeza com que fiquei ainda me consegui rir á gargalada com os comentários de um locutor da rádio!
    Não sei se alguem teve oportunidade de ouvir na antena 1. O porto continua em 1º no grupo seguido de Marselha, Liverpool e Besiktas, e no grupo das galinhas estas estão em ultimo, o comentário deste locutor foi mais ou menos do genero "tudo vai ser decidido na proxima jornada, daqui a 15 dias, onde o porto por ficar em primeiro, em segundo, em terceiro e até em quarto lugar, quanto ao B***** pode ainda chegar aos oitavos de final da liga dos campeoes", agora digam se isto não é para rir... uma equipa que esta em ultimo lugar pode chegar aos oitavos de final e uma equipa que esta em primeiro lugar nno grupo pode simplesmente não chegar. apesar de no grupo do porto os pontos serem todos seguidos não é mais provavel o porto seguir em frente? não sei... expliquem-me voces... é que estes comentarios às vezes tiram-me do serio e acabo por nao raciocionar como deve de ser...

    Cumprimentos azuis e brancos

    ResponderEliminar
  6. Desculpem lá amigos mas custa mesmo engolir, foda-se doie -me ver o QUARESMA, a não fazer nadinha STEPANOV a meter nojo como meteu embora ele tenha sofrido falta naquele lance do penalti.
    Não fomos uma equipe com raça, na minha opinião não devíamos ir para intervalo, pois a equipe estava a passar pela melhor fase. Boa noite

    ResponderEliminar
  7. O meu palpite infelizmente estava certo,o resultado foi pessimo.
    Nada vi, nada sei, apenas o resultado, mas foi o que eu temia...

    ResponderEliminar
  8. Ele há dias em k nem vale a pena sair de casa. Tanta ansiedade, tanta fé, a jantarada do costume em casa de uns amigos, as conversas soltas, naquelas minutos k antecedem os jogos, o scoth com gelo, os risos fáceis, a adrenalina a aumentar. O nervosismo. A ansiedade. A excitação. E depois, aquele final?????
    Excelente reacção ao golo inaugural, belo lance k culmina no empate, a sensação de controlo, a certeza de k o segundo não tardaria. O grito de desespero, ao ver o remate de Lisandro a sair a centímetros do alvo. E a sensação, aquela sensação de temor, de k aquele lance era crucial.

    Os sobressaltos na 2ª parte, o olhar para o relógio, sentindo k o empate nos qualificava, e depois...

    O efeito do balão furado. A adrenalina a esvair-se a deixar uma mão cheia de nada. Os mesmos erros de sempre. As mesmas falhas. A certeza de k isto acabaria por acontecer. A tentativa de mentalização. E a dor, k não passa...

    Poderia questionar tanta coisa. O pk da inclusão de Marek, depois da poupança de Fucile contra o Setúbal?
    Qual a razão para o fetiche em Mariano Gonzalez?
    Apesar dos pré-avisos, dos avisos e de tudo o mais, a inclusão, num jogo destes, de Stepanov, em detrimento da experiencia de Pedro Emanuel?

    Detesto escrever de cabeça quente. Detesto perder. Detesto ser goleado. Não quero ser injusto, mas caramba, tb detesto ser enxovalhado, da forma k fomos. Anos a construir uma reputação, para 12 minutos a deitarem abaixo.

    Foda-se, por causa disto tou com uma dor de cabeça do caraças [sim confesso k abusei um pouco do vinho e do scoth]e tenho a certeza de k, mais uma vez, a noite será feita a remoer erros, falhanços e afins.

    Tem k se arrepiar caminho. Sábado exijo a vitória!

    ResponderEliminar
  9. Viva !

    Podia ter visto o jogo na tevê (por uma vez !), mas por razões ligadas ao trabalho não deu.

    Segundo li na net, agora mesmo, o Porto afundou no último quarto de hora. Creio que não há que dramatizar. Neste periodo, matematicamente falando, é raro ver uma equipa do Continente ir ganhar ou pontuar em Inglaterra. O Marselha foi excepção.

    O Porto depende só de si próprio . O que é muito bom.

    Lisandro começa a ser o senhor dum golo por jogo. Espero que o Porto o possa guardar.

    Sodani, não te preocupes se os comentadores da rádio não sabem fazer contas ou se não conhecem a tabuada. O problema é deles. Quem os houve não é bacoca/o !

    Amanhã, se houver algo no L'Equipe tentarei deixar aqui.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  10. Como é possível? Pelo resumo que vo o Porto nao defendeu atras da baliza para nao parecer mal. Se tem algum jeito jogar com o autocarro em frente a baliza. Ha q mudar muita muita coisa.
    (tenho estado ausente dos comentarios porque o meu PC andava com problemas).
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  11. Grande moca.
    Vieram eles pra cima de nós.
    Lá vamos ter que aturar o comentador da ordem a dissecar o seu estilo habitual.
    Sim, 4-1 foi mau demais. A mesma história do Chelsea, os 20 minutos finais.
    Não será justo criticar o treinador pois este até tentava ganhar o jogo com a entrada do Tarik.
    Má sorte no 2º. golo. A partir de aí perdido por dois perdido por mil.
    Meteu mais na frente e a coisa não correu da melhor maneira.
    Stepanov (nervosismo?), umas semanas no banco – ainda vamos aplaudi-lo muitas vezes.
    Fucile no lugar de Cech (em baixo de forma?) o mais depressa possível.

    Agora mais a frio.
    Qual é verdadeiramente o problema?
    Vergonha? Alguma mas isso passa.
    Nenhum, digo eu. Continuamos em 1º tanto na liga como na Champions.
    Na liga há que arrepiar caminho e olhar já para Sábado na Luz.
    Necessário mão do Prof. e trabalho de casa, de preferência à porta fechada, para que não haja crises na moral.

    Na Champions fica tudo decidido, no Dragão, a 11 de Dezembro.
    Com a vitória, embora o empate chegue, está tudo decidido.

    Qual é então o problema?

    ResponderEliminar
  12. Não é por nada, ou talvez seja por eu estar aziado, mas discordo quase na totalidade...

    É UMA VERGONHA perder por 4-1, sejam lá os pliativos k se usem. Repito, É UMA VERGONHA!

    O futebol na alta competição tem 90 minutos e na Champions isso exige total concentração, o k não aconteceu...

    O k fica para a história e o k aparece nos jornais e resumos por esse Europa fora é a humilhação a k fomos sujeitos...

    Tb eu acredito k o Porto se qualificará, mas uma coisa não apaga a outra. O mínimo k se exige é um correctivo bem aplicado aos turcos, mas esta nódoa não se apaga com isso. Por mim, esqueço-a desde logo, desde k me tragam a CHAMPIONS:)

    Abraço,

    ResponderEliminar
  13. Calma Paulo.
    Não passa nada.

    Da wikipédia: 'Vergonha é uma condição psicológica e uma forma de controlo religioso, político, judicial e social, consistindo de ideias, estados emocionais, estados fisiológicos e um conjunto de comportamentos, induzidos pelo conhecimento ou consciência de desonra, desgraça ou condenação'

    Desonra, onde?
    Quando se tentava jogar para ganhar sofreu-se um golo.
    Tentou-se ir à luta e azar, correu tudo mal.
    Seria melhor uma vitória moral e a eliminação?

    Desgraça, onde?
    1º. lugar na liga e na Champions onde, inclusive, podemos ganhar o grupo.

    O importante (e difícil) agora é recuperar do choque, sarar rapidamente o orgulho ferido e enfrentar o jogo de Sábado.

    ResponderEliminar
  14. Nunca entendi por que razão os treinadores nestes jogos gostam de surpreender...
    geralmente dá mau resultado e não é de agora.
    Exemplos???
    Robson colocou Aloisio A esquerda ... goleados em Barcelona.
    Oliveira surpreendeu com Castro, perdemos com o Liverpool e o Costa foi crixificado.
    Com o Arsenal Jesualdo também alterou e perdeu
    Desta vez igual...
    Não chega?
    Daí torcer sempre o nariz a este tipo de coisas.
    Hoje, que já vi o resumo, acho que o Stepanov deve descansar ( já achava ) e não se justifica não ter jogado o Pedro Emanuel.
    Teria o resultado sido outro? Não sei, mas é o que dava garantias mais seguras.
    Agora é arrepiar caminho, acertar, deixar de inventar e ganhar no galinheiro.

    ResponderEliminar
  15. Noite de 28 de Novembro:

    FACTOS POSITIVOS:

    -Porto bateu-se bem durante 78 minutos mesmo com unidades em claro défice de confiança (Kaz, Cech, Stepanov).

    -Benfica afastado da Champions. Embrulhem Mouros de m*rda.

    -Lisandro, Lucho, Assunção, Bosingwa, B.Alves.

    -ANDEBOL DO FCPORTO, MAIS UMA VITÓRIA E já SOMOS LÍDERES. Em Aveiro, São Bernardo-21-FCPORTO-24 com 7 golos de Bosko. Foi a melhor solução para eu conseguir dormir depois daquele pesadelo de Anfield.


    FACTOS NEGATIVOS:

    -ERROS fatais dos últimos 12 minutos.

    -STEPANOV, haverá por ali alguma deficiência que não física? Desculpem mas pq insiste este anormal em fazer penaltys totalmente desnecessários?

    CONCLUSÕES:

    FCPORTO EMPATA COM BESIKTAS E ESTÁ APURADO NA CHAMPIONS COMO 1º OU 2º

    FCPORTO GANHA AOS TURCOS E APURA-SE NA CHAMPIONS É 1º DO GRUPO.

    FCPORTO PERDE E É ELIMINADO DA CHAMPIONS PODENDO SER ~3º OU ATÉ 4º

    BENFICA AFASTADO DA CHAMPIONS TEM Q GANHAR NA UCRÂNIA PARA SER 3º.

    ARBITRAGEM: Stepanov parece agarrado mas deu mão e isso não se perdoa. Helton parece agarrado no 4º golo mas foi tb mt ingénuo.

    SÁBADO Ganhar, POIS CLARO.

    ResponderEliminar
  16. Ainda estou assim meio pró aziado com aquela ponta final desastrosa dos nossos Dragões, onde de um cenário bem positivo, passamos para um bem negro... e ainda bem que o jogo terminou ali, pois o jogo estava a entrar numa fase em que cada bola mandada lá para cima da nossa defensiva, era golo pela certa, com mais uma vez, uma catadupa de 'erros individuais' a compremeter e de que maneira o resultado final.

    Quanto a mim, os 4 golos sofridos, são fruto de 'erros individuais' que em alta competição se pagam muito caro... no 1º, Lucho está a nanar... no 2º, Bosingwa e Stepanov não atacam a bola e Torres passa pelo meio de ambos... no 3º, Stepanov volta a ter uma paragem cerebral... para fechar em beleza e novamente de canto, no 4º, Hélton quer aproveitar a presença de Kuyt na sua frente e tenta fazer sabe-se lá o quê (que não tem jeito nenhum para o teatro) e é comido no lance que nem amador, já que não consegue sair à bola, não consegue disfarçar falta nenhuma... e depois, no penaltie aquando do 3º golo, ainda está com aquela cara de 'palerma' a rir-se para o árbitro porque a bola está 1 mm fora da marca de grande penalidade.

    Quando às vezes vejo este tipo de sorrisos palermas, e se está a perder, dá-me vontade de entrar por lá dentro e lhes espetar 2 tabefes bem mandados e lhes perguntar do que estão a rir afinal, porque eu não sei qual a piada que aquilo tem... adiante.

    Resta-nos a consolação, se é que estas coisas existem no futebol pós um resultado desmoralizante, de mantermos o 1º lugar na champions, no próximo jogo basta 1 ponto para passar e 3 pontos para garantir o 1º lugar... e para o campeonato, se aproximar um jogo que se quer de raiva e sentimento, mas tb com a certeza que seja ela qual seja no final, o 1º lugar continua nosso.

    Mas... os 12 minutos finais de ontem, não podem acontecer nunca em alta competição... o resultado final espelha bem essa diferença.

    aKeLe aBrAçO,

    ResponderEliminar
  17. No que se refere ao desaire de ontem quero partilhar alguns pensamentos.

    Antes de mais a copiosa derrota de ontem com o vice campeão europeu é lastimável, sem dúvida. Mas convém que nos recordemos que não significa exactamente a mesma coisa que perder com aquele PORTENTO a jogar à bola que é o Celta de Vigo.

    É importante, igualmente, ver realçado que o patamar do F.C.Porto é absolutamente diverso dos restantes clubes (!?) aqui da paróquia. Nós lutamos pela liderança do Grupo na Liga dos Campeões enquanto os outros lutam (dentro das suas modéstias possibilidades) para terem direito (ou, pelos menos, a hipotética possibilidade) a fazer parte da Taça UEFA. As verdadeiras equipas e os Campeões estão do outro lado ... Onde, curiosamente, os verde eufémia nunca chegaram...

    Mas quem vê hoje os jornais desportivos (de lá da capital do império, claro) não dá por nada disto...

    ResponderEliminar
  18. Estilhaço,

    Repito, é uma VERGONHA! Digam o k disserem, não tem k existir, neste caso, comparação com os mouros. Quero lá saber se eles andam ufanos pelo empate, se já foram eliminados, o k importa, neste caso, é a forma contundente como se perdeu...

    E o Jesualdo tentou vencer o jogo onde???? Ao meter o Tarik, para substituir o moribundo Mariano? Substituição tradicional, mais reactiva do que pró-activa...

    Mas pronto, depois dessa explicação técnica do termo vergonha, já me começo a sentir melhor. Obrigado!

    Venham de lá mais 4, k desde k a malta tente jogar para ganhar é aceitável...

    ResponderEliminar
  19. Viva !
    O L’Equipe (edição papel) dedica meia página ao jogo. O artigo é de Jean Michel Rouet.(pag 6).

    Eis alguns extractos mais significativos :

    “Cuidado Marselha....não há muitas equipas capazes de marcarem três golos ao Porto em dez minutos.”

    “A primeira parte tinha sido curiosa . Em sentido único,primeiramente,durante uma meia hora, ao ponto de chegarmos a pensar se o Porto já tinha a mente voltada para o jogo do seu campeonato, contra o Benfica. Sem acelerar o ritmo, Liverpool abriu assim- muito-facilmente o marcador.”

    “O Porto sofria imensamente no seu corredor esquerdo...”

    “ Perigoso desde que tocava a bola, “el Niño” enervava os seus companheiros com as suas más escolhas ( 10º ,12º) ou o seu excesso de individualismo.Liverpool espandia-se,portanto,sossegadamente, mas nunca se pode baixar a vigilância contra uma equipa com a qualidade técnica do Porto que empata ,concretizando na sua primeira oportunidade...” / Mais uma vez Lisandro é elogiado.

    “ O Porto decide então defender mais alto.”

    “ O Porto era dominado, mas era claramente a sua escolha para garantir o empate e a qualificação. Erro ! “

    “Benitez chama então o pequeno Kewell e o grande Crouch. Boa aposta ! “

    Mudando de modalidade ( Andebol) , artigo de Laurent Mousset (page 14)

    Paris ganhou contra o campeão (Ivry) . Referindo a derrota contra o Porto e a vitória contra o Ivry, Anti, treinador do Paris declara : “ Talvez tivessemos vergonha em ser a única equipa francesa privada de competições europeias”

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  20. Paulo não estava a fazer comparação alguma.
    Não se vive com ou do mal dos outros.

    Com o 1-1 e da maneira que o jogo estava era propícia a entrada do Tarik para uma arrancada rápida.
    E podes notar que o 2º. golo foi no mesmo minuto (altura crucial da partida) e após a entrada do mesmo.
    Ao trocar o Mariano, que até estava a cobrir bem o corredor dele, por um jogador mais ofensivo e que pouco iria defender não seria para tentar ganhar ou, pelo menos, arriscar?

    De qualquer maneira fico contente que já te sintas melhor com a explicação técnica.
    É que eu não percebi metade do que lá dizia :-)

    Mantém a calma que, não tarda, estamos a festejar mais uma vitória.

    ResponderEliminar
  21. fodasse que é esta merda??????
    o único facto positivo foi eu nao ter ido com o miau,na terca feira estive mesmo quase para ir....se nao ainda morria de vergonha.

    e depois vem o merdas do treinador parece que nao é nada com ele, se tem medo que compre um cao caralho ....dasse anjinho!!!!!!

    penso tb que o momento do jogo foi o lance em que se o lisandro dá a bola ao mariano estava feito o 1-2 e ai meus amigos hoje estavamos aqui de certeza a ecrever de outra forma........

    Ps: ALGUEM VAI TER DE PAGAR AS VACAS AO DONO E VÃO SER AQUELES MOUROS.

    PS1: palpite para sábado 0-2

    abraço

    ResponderEliminar
  22. O resultado não compromete as aspirações do FC Porto na Champions e com uma jornada por se disputar tudo pode acontecer. A margem de erro terminou e agora há que ganhar ao Besiktas para acabar a primeira fase da competição no primeiro lugar do grupo.

    altobola.blogspot.com

    ResponderEliminar
  23. Caxana nem sempre estou de acordo ctg, mas a ira que assola dentro de mim, faz-me ter esse sentimento de libertar fúria também...

    Está na altura da MERDA de treinador que temos assumir as culpas também, ou será que ele é o único intocável dentro da equipa???

    Não fui eu que escolhi o stepanov para jogar este encontro!!! Se o jogador está mal ele que proteja que com o que fez acabou de o enterrar ainda mais...
    Não fui eu que andei a mudar estratégias de equipa, que se me disserem que aquilo era jogar em 4-3-3 eu peço-vos que vejam o jogo novamente.
    Não fui eu que tardei nas substituições...
    Não sou eu que treino a equipa durante a semana e lhe ensino a táctica a adoptar.
    Não sou eu que faço relatórios da equipa adversária...

    Não sou eu que faço nada, bem sei, nem digo que faço melhor, mas acho que temos muito boa gente que faz melhor do que ele!!!

    PIPAS falta-te muito para fazeres mind games como o mourinho, quer os apliques aos jogadores, ou aos adversários...

    Estou revoltado e considero isto inadmissível, ainda por cima fui gozado, por italianos, espanhóis, etc... Porque lhes faço querer que o porto é a melhor equipa do mundo e depois esta merda!!!!

    O arbitro tem culpas pelo exagero do resultado, mas não é desculpa...

    PS- Isto não é o comentário de revolta só por termos perdido, já faço criticas ao treinador à muito tempo e também já o elogiei quando achei por bem... Mas para mim ele não tem nível suficiente para estar no Porto... O Porto é grande demais para ele!!! O Porto merece mais e melhor!!!

    Saudações (com azia) azuis e brancas
    Carlos Pinto

    ResponderEliminar
  24. Por último um elogio ao Lisandro que se já gostava dele, cada vez gosto mais... Senhor avançado que está, não só pelo golos que marca, mas pelo que joga e intervem durante os 90 minutos... Força e raça digna de um dragão...

    Saudações azuis e brancas
    Carlos Pinto

    ResponderEliminar
  25. Viva !

    Carlos : Mourinho nunca mais no Porto eu quero ! E não sou o único ! Mourinho nunca reconheceu que teve um grande leque de jogadores. Mourinho nunca reconheceu que quem o fez foi o Porto. Fora do Porto, Mourinho é um fracasso total.

    Nasci no Porto : Sou Tripeiro. Contas à moda do Porto digo eu !

    Concordo contigo : Jesualdo Ferreira talvez tenha apostado mal. Mas não será que, como o diz tão bem o L'Equipe, o pensamento já estava em Lisboa ?

    E se assim é. De quem é a culpa ?

    A única coisa que eu,treinador de bancada, teria feito era pôr o Tarik logo de início na segunda parte (concordo com a sua não utilização na primeira). Tarik, tal como o Cissé, formados nas escolas da Borgonha, precisam de minutos para se adaptarem e conhecerem o adversário. Há quem diga que a melhor aprendizagem é o futebol de rua.

    Talvez tenham razão !

    Não há qualquer problema em ser gozado. Nada pior que a indeferência ! Claro que o Porto é uma das melhores equipas do mundo. Comparemos orçamentos a orçamentos iguais !

    Quem há melhor que o Jesualdo ? Vês muitos treinadores falarem bem Português ? Isso é ou não importante para a imagem dum clube ?

    Vês muitos treinadores Portugueses com estatuto ?

    O Porto foi o único clube Português a ganhar no mundo com treinadores Portugueses. Penso que a aposta é boa.

    E depois o futebol também é um pouco poquer. Hoje quanto ao artigo do L'Equipe eu traduzi que o Benitez fez uma escolha boa. No fundo, o que jornalista quer dizer é o seguinte ; Tirou as cartas sortudas do baralho. Mas traduzir não é simples...

    Carlos, espero não te ter ofendido. Mas estou tanto senão mais chateado que tu. E eu trabalho com Marsalheses...

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  26. Edição do jornal O Jogo de 30 de Novembro de 2007 e diz assim:

    «Mudar para perder faz tradição na Champions»

    «Jesualdo só mexeu na estrutura habitual da equipa nos jogos com o Arsenal, Chelsea e Liverpool. Resultado? O FC Porto somou as únicas derrotas na Liga dos Campeões»

    Explica muita coisa!!!!!

    Temos um treinador que desde o dia em que chegou está em primeiro, reconheço os méritos desportivos do Prof. Jesualdo, mas sempre de uma forma muito medrosa que quase nos ia fazendo perder o campeonato da época anterior. Na champions como aqui está descrito, sempre que se meteu a inventar como na quarta feira deu asneira e barracada da grande...
    Curiosamente tudo com equipas inglesas, nós que no tempo do mourinho nunca perdemos com ingleses, mas deixo isso para depois porque não partilho em nada dessa opinião sobre o mourinho, mas fica para uma reflexão mais profunda que esta, PortoMaravilha.


    Tenho a minha liberdade para não gostar do treinador Jesualdo... Mas não me sinto muito isolado, pois a generalidade dos portistas também partilha da minha opinião e gostava de ter outro treinador... Estranho para um treinador que ganhou!!!

    Eu simples adepto represento mais o Porto do que os treinadores e a minha opinião deveria ser mais válida do que a dele para a SAD, pena que não o seja...

    Saudações azuis e brancas
    Carlos Pinto

    ResponderEliminar
  27. Viva !

    Carlos, concordo contigo:claro que temos toda a liberdade em não gostar dum treinador.

    Quanto ao Jesualdo Ferreira, posso dizer que nem gosto, nem desgosto. Espero para ver. Por agora vai à frente , mesmo se o Porto perde na luz apagada, do campeonato. E também vai à frente no seu grupo da Liga dos Campeões.

    Pelo que vi e pelo que li, pode isso sim, haver problemas entre aspas com os prepadores físicos. Porque uma equipa fisicamente mal preparada pode perder o mental nos últimos minutos.

    Ter outro treinador ? A meio da época ? E qual ? Qual seria a proposta ?

    Continuo a pensar que não é igual jogar com uma equipa inglesa no início da época e no fim da época.

    Pode ser que um adepto represente mais que um treinador. Mas, aqui, Carlos, não te acompanho bem : Se o Porto tem milhões de adeptos quer isso dizer que deveria, também, ter milhões de treinadores ?

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  28. Caríssimo PortoMaravilha

    Eu não quis colocar em causa a competência do treinador Jesualdo, que apesar de isto parecer uma contradição e eu não querendo cair nela, acho que ele num competo geral está a desenvolver um trabalho positivo.

    Simplesmente não acho que seja o treinador que tenha um perfil à PORTO!!! Acho certas atitudes dele forçadas, como o querer passar que tem um portismo enorme, quando todos sabemos que o seu coração morre de amores pelo vermelho!!!! Contudo não quero dizer que com isso ele prejudique o FCPorto.

    É uma situação estranha e acho que partilhada por uma grande dos adeptos, pelo menos aqueles com quem mantenho conversas sobre o Porto de uma forma mais regular, que ninguém diz que ele é mau treinador, mas também ninguém diz que ele é bom treinador... Anda ali no limbo... Dá é a sensação que não tem a estaleca para se treinador de algo tão grande como o Porto.

    Se a equipa tem problemas físicos, pode ser verdade, mas a questão parece-me mais de motivação.

    Não quero que o Porto mude de treinador a meio da época e acho que não há necessidade para tal, mas no final da época, aí a história já é outra!!!! Mas sei que se jesualdo for embora podemos cometer um erro e sobretudo uma injustiça a quem ganha!!!!

    É estranho de explicar, mas fácil de sentir a falta de empatia para com o treinador.

    Quanto a um adepto um treinador, claro que não, nem foi isso que quis dizer. O que digo é que a SAD deveria respeitar mais a vontade dos adeptos, na questão do treinador, não na escolha dos mesmos pois isso seria uma loucura, mas na escolha de um treinador que seja de acordo com as pretensões dos adeptos e que se enquadre no perfil dos portistas.

    Saudações azuis e brancas
    Carlos Pinto

    ResponderEliminar