24 novembro, 2007

Defender o “ Minino”


Os mais incautos, provavelmente, julgarão que irei desatar aos socos para defender o “minino” Ricardo Quaresma. Não. Não o farei, por dois motivos: primeiro, porque tenho a pontaria mais afinada que determinado brasileiro e segundo, julgo que a família do mágico do FC Porto é mais do que suficiente para salvaguardar o bem-estar do mesmo.

Na realidade o que me incomoda é a incomplacência com que os adeptos azuis e brancos – que rapidamente se propagou para os adeptos do clube de Scolari – presenteiam o número 7 do FC Porto.

É incontornável que o Quaresma está em sub rendimento, que por vezes a sua inconstância exibicional inflama os nervos aos adeptos do Dragão, mas não é menos verosímil que foi o próprio jogador que colocou a fasquia bem alta – especialmente nas duas últimas épocas – com a magia que perfuma os relvados mais tenebrosos da super liga. O ruído, constante, que se vem verificando no Dragão, jornada após jornada, em consequência de uma jogada individual menos produtiva do mesmo, começa a ser irritante e origina-me inflamações no estômago. Dispenso tiques de taxistas, característica inata dos adeptos do Recreativo do Centro Comercial Colombo, na massa adepta e associativa do meu clube. E, atenção, comungo da mesma paixão exacerbada pelo Futebol Clube do Porto. Tudo isto no universo azul e branco.

Abordo, agora, o assunto na perspectiva de selecção nacional. Recente e invariavelmente um dos bodes expiatórios das medíocres exibições da selecção nacional tem sido: Ricardo Quaresma.

A sua não inclusão no Mundial de 2006 foi levemente abordada pelos críticos desportivos e comunicação social, e o motivo para essa branda e silenciosa discussão foi motivada pela cor do seu jersey. Actualmente, titular na selecção, é repetidamente rotulado de individualista, praticante de um futebol inconsequente. Discordo. Se existe inconsequência é na montagem e abordagem táctica da equipa nacional, e dos tiques de vedetismo do inimputável Cristiano Ronaldo. Admito que o Quaresma também os tenha, embora não consiga entender a incoerência como se avalia o mesmo defeito em diferentes atletas. No jogo contra a Finlândia, num puro exercício estatístico o Harry Potter foi o jogador nacional mais perigoso. Efectuou 6 remates (3 enquadrados à baliza e 3 fora), participou directa ou indirectamente nos lances mais perigosos da equipa. Arrancou um amarelo aos Finlandeses e protagonizou, um lance espectacular perto da grande área adversária, parado por um nórdico em falta.

Na minha óptica o menos mau no ataque. Contudo, considerado insuficiente pelos sapientes críticos desportivos. O pânico instalado, derivado da ausência do ex-menino de ouro da Luz na equipa titular, paralisa a massa encefálica a muita gente. Ao que parece o Ricardo Quaresma é o único jogador que já queimou a sua oportunidade na selecção. Incrível, não só pelo número de jogos realizados como titular e, pelo rácio minutos/aproveitamento que apresenta, ao contrário de muitos.

E, por fim, a inevitável comparação com o endeusado de Manchester.

Nunca registei uma crítica destrutiva para com o craque do BES. Fala-se em actividades circenses, de complicação de processos, de inconsequência, etc. Cristiano Ronaldo é incólume a esses adjectivos. Numa atitude sebastiânica é apontado como o melhor do mundo. As suas exibições nunca são negativas, apenas menos conseguidas. Irrita-me. Solenemente. Se ser objectivo é pegar no esférico, tentar serpentear – ao bom estilo “ obikwelano” – uma floresta de pernas adversárias… prefiro a objectividade do nosso cigano.

Podem me apelidar de faccioso, de burro, de Luís Campos ou de Octávio Machado (respeitando esta sequência natural)… mas uma coisa é certa: não trocava o pé direito do cigano pelos dois pés do Cristiano Ronaldo.

A avaliação desta afirmação polémica, muito subjectiva, fica ao vosso critério.

Um Abraço do,
CJ

12 comentários:

  1. CJ, no ponto!
    Grande trabalho de exaltação do Harry Potter, a passar por um período menos produtivo, mas ainda assim merecedor dos elogios e não do k se tem passado.
    Reconheço k a Quaresma se exige sempre mais, pelas fantásticas épocas k Dragão ao peito. Dele se espera sempre uma trivela, uma assistência, um remate indefensável. E, pese a época menos brilhante, é o k ele tem feito. Ele tem estado lá, sido decisivo nos momentos mais complicados, procurando sempre assumir o jogo.
    Do resto da populaça já esperava o comportamento de mimos ou de cães de pavlov, condicionados pelos azedos fazedores de opinião, sempre lestos a criticarem os malabarismos do ciganito, mas complacentes com os números circerses do madeirense k não gosta de assobios...

    Quaresma (ainda) não terá a concensualidade do jogador do MU, mas tb isso não seria de esperar, jogando na obscura liga portuguesa. Qd se mudar para uma mais mediática competição, acredito k o nível dele será superior ao Ronaldo cheio de acne. Por cá, continua a despertar paixões nos emblemas estrangeiros, k o vêem a jogar na Champions...

    Abraço,

    ResponderEliminar
  2. Ambos são excepcionais jogadores !
    Cada um com os seus predicados.

    ResponderEliminar
  3. Eh lá quem fala dos meus bichanos?
    Esses reagem com amor ao Azul, não são seguidores de opiniões destrutivas.

    Agora deixando a brincadeira de lado será que Quaresma não quis dizer isso mesmo quando falou que para ele as notas dos jornais são negativas e para outros são sempre boas? Eu cá acho que era mesmo a isso que ele se referia...

    Um Dragão não pode ser uma ovelha.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. meninos mimados!!!!

    vai trabalhar pra estiva carago!!!!!

    ele e pago a peso de ouro pra jogar, se tem aptidoes pra jogar bem que joge, nao faz mais que a obrigaçao dele, isto e td uma treta!!! nao sou muito adepto de defender meninos mimados!!!!

    aquele abraço

    ResponderEliminar
  5. Boas CJ,

    É... não adianta desmentir que mesmo nas bancadas do Dragão, começa a haver, e contra mim falo, cada vez menos tolerância com alguns excessos do nosso Harry Potter.

    Mas este é um problema que todos os predestinados sentem na pele, ou seja, elevam a fasquia tão alta, que depois não há retorno, nem meio termo... tem de se manter lá em cima, caso contrário, 'o povo vai reclamar'... e é o que se passa actualmente com o Quaresma, que quer se queira, quer não, está em nitido sub-rendimento e não adianta escamotear isso, pq está aos olhos de todos.

    Depois, tb é verdade que nos 'grandes momentos', ele tá sempre lá com a assistência letal... mas, que me perdoem os 'puristas', mas Quaresma é capaz de mais, mais, muito mais do que tem mostrado, áliás, ele próprio tem-no reconhecido.

    Agora, 'idolos' no meu clube, sempre tive e sempre terei apenas um: o símbolo mágico junto ao coração... o resto, eles vão e vêm, mas o clube fica cá sempre!

    Desejo apenas que Quaresma volte rapidamente à 'magia' a que nos (mal) habituou... e tudo acabará em bem.

    aKeLe aBrAçO,
    http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. O Quaresma pode estar em baixa de forma, mas a verdade é que ele continua a ser o nosso jogador mais influente e de uma coisa ninguém o pode acusar é de não tentar dar o litro dentro de campo...
    Não é um jogador que fique muito tempo a dormir a sombra da bananeira, até porque todo o jogo ofensivo passa por ele...

    Se os outros e os jornais protegem sempre os outros jogadores, se nós não protegermos os nossos ninguém mais o fará...

    Saudações azuis a brancas
    Carlos Pinto

    ResponderEliminar
  7. O Quaresma é um grande jogador, é o melhor do nosso clube, mas compará-lo ao Cristiano Ronaldo é completamente descabido. O jogador do M.United já fez muito mais no futebol que o Quaresma e demonstra uma maturidade que objectivamente o Quaresma não tem. Esta é que é a verdade irrefutável. O Ronaldo até pode ter alguns tiques de vedetismo, mas o Quaresma também os tem e muito.

    Sou fã incondicional do futebol do Quaresma, mas compará-lo ao CR deve ser brincadeira...

    Abraços.

    ResponderEliminar
  8. Viva !

    CJ,só vi jogar o Quaresma alguns jogos,nomeadamente contra o Marselha. Por isso, não posso ser objectivo. Do que vi, não fiquei muito convencido. Mas, uma vez mais, acho que o que vi não dá para ter uma apreciação pessoal, global e coerente, do Quaresma.

    A comparação com o Cristiano Ronaldo parece-me difícil. Os dois jogam em ligas diferentes.

    Só uma coisa : Eu não acho que a liga Portuguesa seja tão má como o dizem.

    Lucho, saí um pouco mais tarde do trabalho. O "L'Equipe" estava esgotado nas bancas. É que hoje o suplemento-revista era dedicado às novas modas de roupagem para o esqui. Este jornal tem uma venda maluca ! Mas não creio que tenham referenciado o Paris-Porto,deduzindo da edição one line.

    Hoje dá o Benfica na rtpi ! Amanhã não dará o Porto. Já começa a ser irrefutável a descriminação quanto ao FC Porto pela rtpi !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  9. subscrevo por inteiro o k escreveste. o Quaresma n passa pelo melhor momento e ele proprio já o admitiu.Agora s nós n defendemos os NOSSOS, mais ninguém o fará de certeza absoluta.já chega de tanta assobiadela. pelo k já nos deu, n merece.

    saudações dragonianas*

    ResponderEliminar
  10. Desculpem so comentar agora, mas tenho tido pouco tempo..

    Aqui vai a minha opiniao sobre o nosso ciganito..
    tal como o Portomaravilha, nao vi os jogos todos do Porto, so mesmo os jogos contra o Marselha e um ou dois jogos que a rtp decidiu transmitir ( isso ja vai à mais de meses!!!!!!)

    A imprensa e a comunicaçao social exigem muito mais do Quaresma que do Cristiano...
    uma das razoes é certamente o facto do Ricardo jogar no FCP, e a azia é grande, ja se sabe..

    No jogo de Portugal contra a Arménia,quando o Quaresma saiu, um comentador disse : " exhibiçao menos conseguida do R. Quaresma, o treinador fez bem em tira-lo"
    E quando se trata do Ronaldo ouvem-se coisas do genero " o Cristiano tem estado um pouco apagado"..
    por isso é que hoje prefiro ver os jogos comentados por chineses que ver os jogos transmitidos pela rtp ( mesmo que seja a unica manera de ver jogos portugueses)
    Abraços,
    Fokinha

    ResponderEliminar
  11. Viva !

    Não compreendo muito bem o que vêm fazer a referência à imprensa e comunicação social quando se está a tentar apreciar um jogador ! Penso que ainda é possível pensar só por si !

    Aliás, os blogs são uma maneira de mostrar essa independência. Talvez fosse interessante,para quem tenha tempo, de fazer um levantamento do que é dito sobre Quaresma nos blogs do mundo do futebol.

    Como não entendo o Chinês e que não quero repetir os mesmos erros de Diogo Zeimoto, personagem de Fernão Mendes Pinto,e,para não confundir o Chinês com o Japonês, revendico o direito de poder ver o Porto na rtpi. E em Português é claro !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  12. Não será assim tão descabido comparar o Quaresma com o Ronaldo.
    Notem as últimas exibições na selecção e digam quem foi mais importante no jogo.

    É verdade que um tem mais projecção que outro devido aos campeonatos ondem estão envolvidos.
    E o Quaresma tem sido montra internacional na Champions em alturas que não está no seu pleno.
    Mas mesmo assim faz a diferença.

    E o Ronaldo tem uma coisa que eu não aprecio muito. Quando marca um golo gosta mais de correr para as camaras em vez de festejar o golo com os companheiros.

    Orgulhoso para ver, esta tarde, o Quaresma no Dragão a fazer aquilo que ele bem sabe.

    ResponderEliminar