07 novembro, 2007

De calibre europeu… com um momento de sonho!


competição: Liga Campeões 2007/08, grupo A, 4ª jd
data: 06.11.2007
local: Estádio do Dragão, Porto
assistência: 42.217 espectadores
fc porto: Helton; Bosingwa, Bruno Alves, Stepanov, Fucile; Raul Meireles (Bolatti, 68m), Paulo Assunção, Marek Cech (Postiga, 58m); Tarik (Mariano Gonzalez, 87m), Quaresma e Lisandro Lopez
golos: Tarik (27m), Niang (47m), Lisandro (78m)

Efectivamente, foi um daqueles jogos em que se notou quem tem ritmo europeu e quem não o tem… pelos motivos óbvios, o FC Porto tem-no e com isso conseguiu chegar a uma vitória muito difícil e complicada por 2-1, quando na verdade, as perspectivas lá dentro do rectângulo verde não eram as mais agradáveis e simpáticas para quem assistia «in-loco« ou pela TV.

Com este resultado, ficamos muito, muito perto de conseguir o apuramento para os 1/8 final da Liga dos Campeões, e com uma excelente perspectiva de até o conseguir com a obtenção do 1º lugar do grupo, o que à partida, e com a presença do todo-poderoso (economicamente) Liverpool no grupo, concerteza nem o melhor dos optimistas o imaginaria.

O FC Porto entrou em campo com Marek Cech no onze inicial, em detrimento de Lucho que estava impedido fisicamente de nele participar, não tendo sequer sido convocado. Mesmo agora, e depois de uma péssima exibição no jogo, não diria que seria a minha opção, mas seria concerteza a opção natural do Prof. Jesualdo Ferreira, até por consequência de anteriores testes neste esquema.

Para quem imaginava (eu imaginava!) uma entrada em grande no jogo por parte do FC Porto, quer por jogar perante os seus adeptos, quer porque com uma vitória passaria a ser automaticamente o 1º classificado do grupo ao fim da 4ª jornada, enganou-se redondamente e o que se viu, foi um muito melhor jogo e circulação de bola por parte dos marselheses, principalmente a meio-campo, onde dominavam e mandavam a seu belo prazer... impensável antes do jogo se iniciar.

O FC Porto com o passar do tempo, e mesmo jogando um (já habitual) jogo mastigado e sonolento, foi aos poucos conseguindo soltar-se das amarras onde se via envolvido pelo meio-campo adversário. Eis quando aos 27 minutos de jogo, o marroquino Tarik (como eu senti por ele este momento, carago!) recebe a bola no meio-campo, passa um primeiro adversário e quando se vê defronte de outros 2 defesas, os únicos até à baliza, arrisca a sua jogada favorita e deixa literalmente pregados ao relvado os dois adversários, passando pelo meio deles, indo encontrar um desamparado guarda-redes que mais não pode fazer do que ser ultrapassado também ele pelo marroquino e obter um golo de sonho, um golo de uma vida, um golo para a história… f-a-n-t-á-s-t-i-c-o!!! Estávamos a ganhar 1-0.

Até ao final do jogo, fomos assistindo a um ligeiro crescimento do FC Porto, não permitindo já nesta altura as mesmas veleidades aos marselheses, mas onde mesmo assim, o futebol praticado continuava a ser pobre e muito pouco apelativo... até que chegou o intervalo.

Para os segundos 45 minutos, novamente esperava-se um controle do domínio do jogo por parte do FC Porto, procurando jogar então com outra classe e categoria que não tinha conseguido na 1ª parte, quando, eis senão, dá-se o golo do empate logo no 2º minuto da 2ª parte, aos 47 minutos, aparecendo Niang (mais uma vez; já no jogo em Marselha tinha acontecido o mesmo) a antecipar-se a Stepanov, cabeceando a bola para o fundo das redes à guarda de Hélton que pouco ou nada podia fazer… estava feito o empate a 1-1.

Nesta altura, começou a pairar no ar o fantasma de novo empate caseiro, até porque apesar das mexidas operadas entretanto pelo Prof. Jesualdo Ferreira, com as entradas de Hélder Postiga e Bolatti para os lugares de Marek Cech e Raul Meireles respectivamente, mesmo com nítidas melhorias no jogo praticado, o futebol continuava a ser pouco, muito pouco prático e com as já habituais, insistentes e irritantes tentativas de Quaresma em fazer tudo sozinho, o que em 95% dos casos e no actual momento de forma deste que anda na fronteira entre o fraco e pobre, estão vetadas ao insucesso, quando o mais fácil, seria efectivamente jogar simples… e para a equipa!

Quando se aproximava o final do jogo e o FC Porto já por esta altura a dominar completamente o ritmo e a condução do jogo, Quaresma (sempre o mesmo, é verdade!), em mais uma das suas tentativas de finta e refinta e volta a fintar, estávamos nos 78 minutos, consegue cruzar (finalmente!) a bola com conta, peso e medida para a cabeça de Lisandro que no interior da área adversária, faz o 2-1 para o FC Porto e leva as bancadas ao rubro e à loucura total.

Até ao apito final do árbitro alemão, continuamos a ver o FC Porto a ‘controlar’ o jogo, não voltando a permitir aos marselheses quaisquer oportunidade para sequer se aproximar da baliza defendida por Hélton.

O final do jogo chegou com a vitória por 2-1, permitindo a ascensão do FC Porto ao 1º lugar do grupo com 8 pontos obtidos em 4 jogos, ultrapassando os franceses do Marselha que se mantiveram com os 7 pontos que traziam da anterior jornada. No outro jogo do grupo, assistiu-se ao renascimento e relançamento do Liverpool para as contas finais do grupo, recebendo e vencendo os turcos do Besiktas por 8-0, fazendo desta forma 4 pontos. Os turcos, mantiveram-se com os mesmos 3 pontos.

azul + : Tarik e Lisandro (man’s of the match), Paulo Assunção, Raul Meireles, Bolatti e Mariano González (sobretudo, pela garra que trouxe ao meio campo num momento delicado do jogo, nunca virando a cara à luta e sempre disputando as bolas… assim, sim! assim, gosto!)

azul - : 1ª parte, Quaresma (que não pode ser jogador de um único momento!), Bosingwa e Fucile muito nervosos ao longo do jogo e Marek Cech parecendo completamente perdido em campo.

arbitragem: Wolfgang Stark (Alemanha), muitas dúvidas no lance do derrube a Quaresma na grande área adversária ainda na 1ª parte em que nitidamente parece rasteirado pelo adversário (para mim, grande penalidade por marcar) e para alguma complacência com os marselheses no que toca a critérios disciplinares… para depois em cima do final do jogo, amarelar Hélton e Fucile, os únicos em toda a partida. Enfim, critérios que ninguém entende.


24 comentários:

  1. Viva !

    Ouf ! Estou sossegado ! Mas de novo que sofrimento !

    Assisti ao jogo via a tf1. O que foi bom. Ter como comentadores antigos internacionais acalma. Sabem do que falam.

    Para Jean Michel Larque, antigo internacional Francês do St Etienne,o homem do jogo foi P. Assunção. ( veremos o que diz amanhã o l'Equipe / edição papel.

    Quanto a mim : Gostei é claro imenso do P Assunção. Deu muito pouco espaço ao Nasri. Mas que grande jogador este ( pena que o Real e o Milan já o queiram mesmo por 20 milhões ).

    Gostei do Fucile . Gosto cada vez mais. Hoje esteve melhor a atacar( grande remate) e defendeu bem os quadrados do seu corredor.

    Gostei do Tarik. Como já escrevi,aqui, é preciso ter pedagogia com este jogador. Além do golo, fez uma transversal em largura de génio para o Quaresma. Como já disse, pode ser uma grande mais valia para o Porto. É preciso apoiá-lo.

    Gostei do Lisandro. Como disse o JM Larqué ( fogo os comentários da rtpi nada tem a haver) e concordo o Porto achou um novo Derlei.

    Não gostei: Defesa central que faz passes transversais nos seus 30 metros ( mesmo o meu filho sabe que não se faz isso).

    A falta dum distribuidor no meio campo. As bolas chegam sem condições ao ataque.

    Quaresma joga só para si. Num contra ataque, em vez de dar a bola, metendo-a em profundidade, tenta coisa de circo. Continua a não saber bater cantos.

    Postiga poderá ser um bom centro campista adiantado ?

    Gostei do Helton ! Há algo nele que é um pouco mágico. Que é espectáculo !

    Claro que me mete medo ! Mas compreendo o fascínio que transmite aos miúdos !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  2. Jogo de emoção até ao fim.
    Daqueles que dá gosto ficar mais um bocado após o jogo para saborear o momento.
    Talvez até o jogo com mais importância visto abrir boas perspectivas para os dois que faltam.

    A 1ª. parte é quase de esquecer.
    A combinação Meireles - Cech não funcionou e caso não fosse a arrancada tipo Maradona do Tarik
    a coisa até se podia complicar mais. Tiro o chapéu ao Adrianse em descobrir esta pedra preciosa.
    Quando lhe perguntaram, na tsf, se sabia quantos jogadores tinha deixado para trás respondeu, com
    voz de maroto. Onze ? Para mim o melhor jogador em campo.

    E afinal, na 2ª. parte, a equipa sempre funcionou melhor com o Bolatti.
    É capaz de ter sido até o momento da viragem do jogo. Não falhou nas recuperações e jogou sempre para a frente.
    O Harry Potter, ainda que um pouco complicativo e abaixo de forma, aparece sempre nos lances decisivos e não falhou no cruzamento de morte para o Lisandro batalhador.

    Paulo Assunção imperial.
    Fucile, que andou um pouco à nora na 1ª. parte fez uma excelente 2ª.
    O Bosingwa, vindo de uma lesão, é que parece bastante em baixo de forma.

    Vou ver se vejo o resumo na rtp.
    Começaram com os outros, como habitual.

    ResponderEliminar
  3. Espectacular. O jogo valeu pelo golo do Sektioui, à vinda para casa também vinha a ouvir na tsf e por acaso gostei do que disse. ALém daquilo dos onze jogadores que foi uma brincadeira, disse também que todos os golos eram importantes e que quanto ao apoio dos adeptos disse que os adeptos apoiam os jogadores que dão tudo em campo e depois penso que já na Antena 1 disse que era o mesmo jogador que no ano passado, quando questionado sobre isso.

    Gostei também de ouvir o Quaresma quando disse que era normal os assobios porque os adeptos têm noção que ele pode render mais.

    Não gostei de ver o Marek Cech, não funcionou o meio campo antes da entrada do Bolatti, e o Postiga não entrou mal, já o Mariano só me lembro de o ver a fazer um carrinho (nada mau para o que estamos habituados a ver dele).

    De resto a salientar a segurança do Paulo Assunção e a raça e vontade do Lisandro.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  4. ola presidente e amigos blues;

    aos trambolhoes la chegamos ao primeiro lugar...!!!!parabens ao TARIK E PAULO ASSUNÇAO!!!!!

    aquele abraço amigos blues

    ResponderEliminar
  5. Viva !

    Caro Estilhaço: É melhor não me comunicares os meios mídia de ver futebol e, sobretudo, o meu Porto. É que não páro ! Disparo !

    Só queria acrescentar : Felizmente que o Quaresma conseguiu fazer uma assistência. Tinha a obrigação disso ! Tinha nove jogadores a jogar só para ele. O que prejudica,quanto a mim, o meu Porto.

    Se, matematicamente, analisarmos as tentativas de assistencia de Quaresma depressa vamos compreender que não é o Harry Potter, mas o Voldemort ! Viste muitas vezes o Quaresma vir defender ? Eu não !

    Qual a percentagem de duelos ganhos por Quaresma ? Muitos poucos creio .

    Concordo contigo : Bolati não fez passes para tras. Mas não deu tempo para ver,

    O Porto precisa dum creador ( na ausência de Lucho ) no meio campo.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  6. Foi mágico!!
    Tarik incrível e Paulo Assunção irrepreensível!

    http://orgulhotripeiro.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Estava com um feeling q Tarik ia marcar:) vitória fundamental... Qt ao Quaresma é preciso impedir q marque DESASTRADAMENTE todos os livres e cantos... Qt ao Cech é preciso mt incompetência para o colocar a jogar. Depois lá se rectificou a tempo e Bollatti entrou ao point:) PORTO!!! E os mouros, perderam não foi? :) Até dormi melhor:) Uma noite tranquila com duas grandes alegrias na noite de ontem. E logo vamos comê-los outra vez, nem q seja à stickada:)

    ResponderEliminar
  8. Que golo mais lindo !
    Obrigada, Tarik :)
    Assim vale a pena fazer kms para ver o Porto jogar!

    ResponderEliminar
  9. Vitória sofrida mas saborosa.
    A primeira parte muito má.
    Para ver um golo daqueles vale a pena ir ao futebol. Tarik está simplesmente fantástico, foi um momento genial a rever e lembrar por muitos anos, é um jogador que é veloz, joga simples e é objectivo.Tivesse jogado de início com o Belenenses, talvez tivessemos ganho o jogo, ele estica a equipe e dá profundidade ao ataque ao contrário do actual Quaresma, o dono da bola, o faz tudo, mas irritante com o jogo que estraga embora vá tirando bons coelhos da cartola. Mas tem de arrepiar caminho rápido.E deve haver alternativas às bolas paradas.
    Gostei muito do Paulo Assunção e do Lisandro, claro, o Postiga entra o bom e o mau e um excelente Bolati que quando entrou estabilizou o meio campo.
    Um "pormaior" a rever que vem já do jogo com o belenenses ... a péssima qualidade dos passes ... preocupante.
    Stepanov infantil na forma como abordou o lance do golo e penalti por marcar a nosso favor.
    Apreciei umas chamadas dos ouvintes TSF sobre a jornada onde os adeptos benfas descascaram no orelhas como nunca tinha ouvido e até um pouco no espanhol.
    Por isto tudo, estou como o Lucho, dormi bastante bem.
    PS O binya foi expulso por uma entrada assassina ... por cá já fez do mesmo. Nada lhe acontecia daí ter repetido a graça mas a Europa não é a nossa liga.

    ResponderEliminar
  10. Heliantia então estives-te no Dragão e não compareces-te à nossa tertúlia no local habitual?
    Da próxima ñ podes falhar.
    Aparece para nos conhecer-mos.

    Capas dos desportivos:
    O Jogo - ~60% Azul
    A Bola - ~50% Azul
    Record - de Azul népia. Tudo bermelho, até o cartão.
    Nada de novo, a (des)comunicação social desportiva no seu esplendor.

    A ver as aberturas dos telejornais da 13.

    ResponderEliminar
  11. Desconhecia essa tertúlia antes dos jogos.

    ResponderEliminar
  12. Que lindo golo! Uma verdadeira obra de arte que deliciou qualquer adepto do bom futebol. O segundo em pouco mais de uma semana...
    Um abraço
    www.rola-bola.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Viva !

    Estou mega feliz !

    Blue Boy, leste a edição (papel)do l'Equipe antes de mim ? É que o l'Equipe também anuncia 42 217 espectadores.Guardarei o artigo como prova.

    O jornal dedica de novo duas páginas ao desafio 3 e 4. A primeira faz sobretudo referência ao Lyon.

    Título da página 2 : Marseille n'était pas loin / Marselha não esteve longe.

    Jogo com 4 estrelas sobre 6.

    Balanço : Posse de bola (P 45% M 55%) ; Chutos ( P 13 M 9 ) ; Passes conseguidos ( P 77% M 85% ); Duelos ganhos ( P 53% M 47%)
    Tempo no reduto adverso ( P 48% M 52% )

    Os artigos de Hervé Pinot, Regis Dupont e Dominique Rousseau debruçam-se, essencialmente, sobre as tácticas desenvolvidas e a colocação dos jogadores, assim como entrevistas : Do lado do Porto só aparecem as palavras de JFerreira .

    A arbitragem não é mencionada . Não é evocado o golo anulado ao Marselha ( bem quanto a mim) nem o corte sobre Quaresma ( Não estou certo, mas acho que é pénalti. Ontem, na tf1, um comentador dizia sim e o outro tinha dúvidas ).

    Eis as notas do l'Equipe :
    Helton 4.5
    Fucile 4
    BAlves 6
    Stepanov 4
    Bosingua 4.5
    PAssunção 6.5
    Chech 5
    RMeirelles 5
    Sektioui 7
    LLopes 7.5
    Quaresma 5

    Os substitutos não tiveram nota ( não jogaram no mínimo 45 mns)

    Lisandro foi pois o jogador que melhor nota teve do desafio. Os jogadores do Marselha que melhor nota tiveram são Valbuena e Niang com 6.5.

    Lisandro é comparado a um "mini Drogba" ( mini porque é mais pequeno). E H Pinot diz que ele é maravilhoso nas suas desmarcações e "apelos" de bola.

    Regis Dupont continua a focar a incapacidade de Quaresma. Bonnart secou-o de novo, obrigando-o a mudar de ala. E o cruzamento que deu o golo, para este jornalista,deve-se mais à juventude (para não dizer azelhice de Taiwo) que ao mérito de Quaresma.

    Tarik também é citado com muitos elogios.

    E VIva o Porto !

    ResponderEliminar
  14. Ufffaaa! Valeu o sofrimento, mas como diz o Estilhaço este é daqueles momentos k dá gozo ser saboreado, devagarinho. Um golo para a história, monumental, valendo por si só a ida ao Estádio e o preço de bilhete. Qt ao resto, muita raça o tempo todo, mas uma paupérrima exibição na 1ª metade. Jesualdo, qd mexeu na equipa, esteve magistral, com a entrada de Bolatti a conferir o domínio (finalmente) do meio-campo. B.Alves esteve imperial, ao contrário de Stepanov, novamente ligado ao golo do Marselha, evidenciando uma preocupante falta de traquejo. P.Assunção foi magnífico na luta empreendida contra os franceses, conseguindo a proeza de, ao contrário do preto de carapinha loura, a versão negra de Petit, não aleijar ninguém.

    Gostei de Postiga, com alguns bons pormenores e a manter em sentido a último reduto gaulês e, claro, de inevitável Lisandro e de Quaresma, menos interventivo, mas ligado aos melhores lances azuis e brancos.

    Vitória preciosa, k nos retira a pressão de pontuar em Anfield (impressionante o ritmo k os ingleses imprimiram no jogo contra os turcos) nos coloca com pé e meio nos oitavos de final. Agora, temos k vecer o grupo!

    ps: belas fotos essas, da malta na copofonia:)

    ResponderEliminar
  15. Só um pequenino pormenor: sofre-se como o caraças a ouvir o relato. Dasse:)

    Mortinho por chegar a casa e ver o louvado golo do marroquino. E não é k valeu a pena a correria?:)

    ResponderEliminar
  16. Portomaravilha em relação ao Quaresma é necessário ter em conta um historial e não uma meia-dúzia de jogos.
    Já todos o vimos a fazer coisas no Dragão que não lembraria ao Diabo.
    Existem vídeos nessa net fora que o demonstram bem.
    Vê p.ex. bem este com som e diverte-te
    http://www.youtube.com/watch?v=oedIThmq2BE

    O problema não é/foi o Bonnart (geralmente o Quaresma é melhor no lado esquerdo)mas sim a razão de todos os jogadores terem melhores momentos e momentos menos bons.
    Penso ñ estar enganado ao afirmar que os inícios de época (que são no mesmo espaço temporal da fase de grupos da champions) geralmente não lhe são favoráveis.

    Mas de uma maneira ou de outra e em baixo de forma está quase sempre nos momentos decisivos.
    Imagina agora em plena forma.

    ResponderEliminar
  17. Heliantia da próxima vez que fores ao Dragão comunica-o p.f. ao presidente (blue bloy) que ele informa-te.

    Já agora estamos a contar contigo + família no nosso jantar de Natal.
    Os detalhes seguirão depois.

    ResponderEliminar
  18. falais todos bonito mas ninguem e dono da verdade!!!!!

    presidente!!! sou obrigado a fazer uma reclamaçao!!! tanto trabalho a tirares fotos e as melhores nao foram colocadas so slide??? o tóne com oculos luminantes??? etc???

    aiiiiiiiiiiiii , olha a opa!!!!
    nao tas a ficar soft, tas a ficar cócó mesmo!!! ja nao es o mesmo blue boy!!!!

    aquele abraço

    ResponderEliminar
  19. Viva malta, na ressaca de mais uma noite europeia, e todos nós a pensar num grande jogo por parte do PORTO o MARSELHA veio ao dragão com muita personalidade e praticou um futebol de grande nível, e ontem percebi que a vitoria em Liverpool não fui por acaso. De facto o PORTO não entrou bem no jogo e só acordou por volta do minuto 70, e sendo assim consegui levar a “água ao moinho”, mas se no fim do jogo o resultado fosse ao contrario não era de admirar. Só para terminar uma nota a claque do Marselha do melhor que eu já vi “um espectáculo só visto”.

    ResponderEliminar
  20. Amigo Miau, confio na tua capacidade... comigo tás à vontade, sempre que quiseres, poderás criar um blog para quiçá, fazer melhor do que por aqui se tenta 'despreocupadamente'.

    Falar é muito bonito, é verdade... conversas de OPA's e tal, mas fazer melhor ou pronto, igual, tá quieta!

    Ja pareces os outros com a conversa do 'sistema'... a culpa nunca é minha, é sempre dos outros.

    Continuaçôm... boa sorte e depois eu cá estarei para avaliar o teu trabalho ;-)

    ResponderEliminar
  21. Maradona Mexico 86

    Messi Taça do Rei

    Tarik Champions League

    "...Porque o futebol é uma arte..."

    Abraço a todos

    PS: Ainda "estou" no estádio de pé a bater palmas!!!!!!! :)

    ResponderEliminar
  22. Já me apelidaram de louco...

    Já me apelidaram de doente...

    Já me apelidaram de ...

    O que é certo é que o Tarik foi artista :)

    Abraço a todos

    www.tribunaldofutebol.blogspot.com

    PS: Ai se fosse o Cardozzzzzzooo a fazer aquilo!!

    Ai se fosse o Di Maria...!!!!

    Ai se fosse o Miguel Veloso....!!!

    Humor: Ai se fosse o Binya :)

    ResponderEliminar
  23. FANtastico.. mais uma grande victoria do dragao e elevar mais uma vex o nome de PORTOgal por essa europa fora,mundo fora....

    a cada dia que passa sou obrigado a estar 200% de acordo com o que o "orelhas" disse a uns dias... quando dissa que em portugal so a um grande e 2 menos grandes...
    para os ignorantes que nao percebem,ele quis se referir a este clube que nao so ganha ca em casa como tambem por essa europa fora...

    finalmente li no jornal aquilo que eu ando farto de dixer a toda a gente... o TARIK E O NOSSO MARADONA DE MARROCOS... E EIS QUE PARA MINHA SURPRESA E ESPANTO hoje leio no jornal esse mesmo comentario... "o maradona de marrocos marcou um golo pa mundial" ... afinal eu ate percebo de bola...esses otarios dos jornais e de TV E QUE PARECEM QUE PRECISAM DE UNS MESES E A MUITO CUSTO PARA PERCEBEREM AS DURAS VERDADES...

    SOMOS OS MELHORES, OS MAIORES E MAI NADA...

    ResponderEliminar
  24. e finalmente alguem teve tomates para nao dixer outra coisa ,e expulsar o sarrafeiro do binya...

    e impossivel como ele em 9 jornada ainda so viu uns amarelos e a muito custo... e nem um vermelho... quando quiserem falar no quaresma,abram os olhos e vejam a loiça que tem la em casa...

    havia de apanhar 6 meses de castigo esse preto caceteiro....

    mas ele e a imagem da equipa em que joga.. nao ta o petit, ta o binya.. e quando tiverem os 2.. meu deus... haja fair-play ... se nao metade dos jogadores vao acabar a carreira mais cedo certamente...
    o orelhas agora nao fala.. nao???

    ResponderEliminar