17 fevereiro, 2010

Reduzir o Arsenal... a cinzas de Carnaval!!!

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

The truth is rarely pure and never simple!!!

Se a afirmação é bem a moda das verdades do senhor de La Palice, a Champions e os confrontos Azuis e brancos com emblemas britânicos, são quase um lugar-comum.

Os “Gunners” são a par de outros clubes British, contexto competitivo previsível, nesta fase da elitista prova da UEFA.

Se a pontualidade for britânica, o reencontro com os comandados de Wenger tem como sempre, as 19:45 como hora marcada.

Retrospectivando números, os Dragões são recordistas de presenças nas Champions, os Londrinos um dos clubes com mais presenças sucessivas nos 1/8 de final.

Velhos conhecidos nestas lides, o factor casa tem sido lei. Até a bem pouco tempo a invencibilidade caseira frente a emblemas ingleses davam ao Dragão um estimulo extra, algo que os insucessos últimos frente a Manchester United FC e Chelsea FC, me põem a especular sobre fatalismos, e o determinismo das viagens a terras de sua majestade.

“Em tempo de guerra, não se limpam armas”, a realidade e o peso do jogo sustentam o cenário. Hulk é arma de destruição massiva e cerne desta questão, titular ou não titular, é algo que só se desvendará a posteriori, a equipa pode estranhar a explosividade, velocidade, capacidade física acima de patamares médios, o conceitos de individualidade que resolve jogos num só momento.

Depois a equipa em sintonia com o público pode absorver-se e embrenhar-se de um factor motivacional ainda maior, potenciando capacidade de superação, aludindo a estados de revolta, capitalizando preciosa valia técnico/individual, rasgando caminho para a fase seguinte da Liga Milionária.

Quem também conta armas é o técnico Francês do Arsenal, é uma catadupa de nomes sonantes (Arshavin, Van Persie, Eduardo, Gallas, Song e Almunia), ausências de peso na manobra de uma equipa que faz da posse de bola privilégio táctico maior do seu colectivo.

Cesc Fabregas é o farol táctico, maestro regedor dos ritmos, pensador de toda a geometria ofensiva deste Arsenal, relevância maior, a sua capacidade para fazer a diferença nas zonas de finalização ou preponderante na capacidade de colocar os colegas em situação de golo fácil com passes de ruptura que deliciam qualquer plateia.

Wenger há muito que faz das dinâmicas da posse de bola, papel determinante, sobretudo nos últimos 30 metros, quando levada a perfeição máxima chega a ser exasperante ver a supremacia e qualidade de passe bem como a ocupação dos espaços.

Movimento é a ordem, palavra-chave dos desdobramentos, seja Rosicky, Nasri, Denilson ou Diaby, a irromperem em posicionamentos interiores nas alas quer seja por rupturas pelo corredor central.

Com Sagna e Clichy nas laterais defensivas o desenho táctico “gunner” ganha largura táctica garantindo inúmeras linhas de passe, depois cabe a Eboué adaptar-se as necessidades colectivas fazendo o trabalho de sapa e recuperação, pressionando o portador da bola, aumentando o grau de pressing em linhas mais recuadas, fortalecendo a zona defensiva central onde Vermaelen tem lugar garantido.

Bendtner será o aríete ofensivo, não sendo de descurar Walcott e Vela como soluções capazes de conferir sagacidade e astúcia na procura pelas redes de Helton.

Ambição, estádio cheio, jogo aberto são as tónicas dominantes no discurso de Jesualdo, a intensidade dos jogos deste calibre suscitam sempre algum temor no técnico Azul e branco e como tal haverá sempre uma percentagem de imprevisibilidade no onze que subirá ao relvado do Dragão.

Se Hulk é pedra de toque de todas as apostas, Meireles e Álvaro Pereira podem ter no Arsenal horizonte próximo da titularidade, sendo que para o médio tatuado é o regresso após paragem, perspectivando-se dupla com Ruben Micael em detrimento de Belluschi.

Mariano será a interrogação táctica, com ele o Porto recupera a apetência internacional pela 4ª unidade de miolo, fechando em movimentações interiores, sem ele a estrutura e processos do 4x3x3, ganhará força com Varela e Hulk.

Não sofrer golos é meio caminho andado para um prognóstico favorável na eliminatória, contudo marcar é condição impreterível para o desafio, é nas alas e nos desequilíbrios das transições ataque/defesa dos londrinos, que o Dragão pode marcar pontos, pois o conjunto do Emirates Stadium descura em várias fases de jogos este processo, dada a propensão ofensiva com que se instala no meio campo adversário.

Depois do naufrágio ao largo de Leixões, não sobra tempo para lamber as feridas, uma vitória confere ao Dragão o bálsamo e os milhões em mais um jogo só para CAMPEÕES.

LISTA OFICIAL DE CONVOCADOS
Guarda-redes: Helton e Beto.
Defesas: Fucile, Rolando, Álvaro Pereira, Maicon, Miguel Lopes e Bruno Alves.
Médios: Raúl Meireles, Guarín, Belluschi, Tomás Costa, Fernando e Ruben Micael.
Avançados: Falcão, Mariano González, Hulk e Varela.

11 comentários:

  1. Reduzir a cinzas?!...Já me contento com um ou dois a zero.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Duas boas notícias:

    O árbitro não é o Bruno Paixão e o Hulk saiu da prisão. Vamos Porto!

    ResponderEliminar
  3. Varela no banco e Hulk que não joga há sei lá quanto tempo (e quando jogava era o que se via :\ ) a jogar? Meireles no lugar do Belluschi? Isso não faz muito sentido.. é pôr a jogar os nomes em vez dos que estão melhor e dão mais garantias.

    ResponderEliminar
  4. Já estive no relvado do DRAGÃO, hoje logo de manhazinha! A força está dada e a relva abençoada ;)

    3 panos gigantes para cobrir a
    Curva Sul, acompanhado de cartolinas azuis. A tradicional frase "A vencer desde 1893" na parte superior da bancada nascente também já lá está!

    ALLEZ PORTO ALLEZ,
    NÓS SOMOS A TUA VOZ,
    QUEREMOS ESTA VITÓRIA,
    CONQUISTA-A PÓR NÓS!!

    FPRÇA MÁGICO PORTO

    ResponderEliminar
  5. I gotta feeling that tonight's gonna be a good night! :D

    VAMOS PORTO!!! VENÇE POR NÓS!

    PS: Grande Tripeiro! Fico feliz por ter no nosso clube adeptos como tu! Um abraço!

    ResponderEliminar
  6. "Tripeiro disse...
    Já estive no relvado do DRAGÃO, hoje logo de manhazinha! A força está dada e a relva abençoada ;)"

    E quando assim é.... nada mais a fazer :)
    Vamos lá Porto!! Vamos ganhar este jogo ;)

    ResponderEliminar
  7. sem os "calabotes" vermelhuscos, o FC Porto ganha de certeza!!!força FC Porto!

    ResponderEliminar
  8. Lucho, o árbitro acho que é o que deixou passar a famosa mão de Henry pela França, por isso é um paixão estrangeiro e cheira-me a encomenda britânica! Mas não tenho a certeza!

    Quanto ao jogo confio no 2-0 e Hulk vai dar nas vistas, a defesa do Arsenal é fraquinha mas aquele meio-campo mete respeito! Saiam-nos da frente! Estou confiante!

    ResponderEliminar
  9. Acredito que o Porto fará uma boa exibição. Tem tudo para isso.

    Discutam o futebol como desporto e não como uma novela em:

    futebolstorming.blogspot.com

    ResponderEliminar
  10. Esta manhã em Pedras Rubras era ver os adeptos arsenalistas, ou lá como se diz, sob o olhar atento do policial sair em grupos para os autocarros.

    Já na vri contavam-se 4 ou 5 camionetas em bichinha pirilau rumo ao Porto.

    Mas isso pouco interessa.

    O homem da bandeira ja esteve, a aquecer? :-), no relvado e como o Lucho diz, o Paixão não anda por ai e o Hulk já saiu da prisão.

    Cá para o Tône o ricardo que é costa deve estar a dar voltas na sua cadeira de pavão bermelho e a perguntar-se como é que não lhe foi possível retirar o incrível do palco da champions.

    Explicação simples e sucinta.
    Ainda não lhes é possível fazer as coisas por todos os lados.

    Até ver fazem-no por todos excepto um.
    A liga dos campeões.
    Uns assistem no campo, outros no sofá, uns na playstation e outros...nem por isso.

    O palco é o sempre espectacular relvado do Dragão e a hora é a habitual.

    Então, até já, tb. no local do costume

    ResponderEliminar
  11. Jogar, lutar... e ganhar!!!

    Nada mais é exigivel neste jogo, senão, ganhar... aliás, como é sempre nossa exigência para quem ostenta as sagradas vestes azul-e-brancas listadas.

    Não vai ser fácil, nunca o foi, mas também não é bicho-papão algum... temos algumas (boas!) hipóteses, vencendo hoje, preferencialmente, sem sofrer golos.

    O minimo exigivel, já foi conquistado, com a passagem aos oitavos... agora, tudo o que vier, são bónus... e os há que aproveitar!!!

    Quanto ao teu onze aqui eleito, estranho a ausência de Varela, em detrimento de Mariano... Varela estica o jogo, coisa que Mariano não faz, nem sabe fazer.

    Já ver Hulk e RMeireles, supostamente a titulares, causa-me alguma espécie, pois se um, não joga faz quase 2 meses, outro anda também lá perto... mas parece que chegam e são titulares, porque o "lugar, é meu". Ele há coisas no futebol que não entendo...

    Apesar de tudo, que eu me lixe lá com os meus prognósticos técnicos da táctica, à tasqueiro, porque daqui a nada, tá é na hora de irmos pra cima deles, sem dó, nem piedade... até os comemos, carago!!

    Portanto, daqui a pouco, no local do costume... tamos lá, só pra te ver ;)

    ResponderEliminar