15 fevereiro, 2010

Relembrar o «assalto» de Campomaior, em Fev2000

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

22ª jornada do Campeonato (19-2-2000): No jogo em Campo Maior, o árbitro Bruno Paixão resolveu ser o protagonista. O FC Porto, com Jardel em grande forma, foi impotente para vencer o Campomaiorense e... o senhor do apito! Assistiu-se a um monstruoso "roubo de igreja" como há muito não se via! Era a segunda derrota (0-1) do FC Porto no Campeonato.

MEMÓRIA: O jogo Campomaiorense – FC Porto, foi algo de caricato... é inimaginável o que se passou! O senhor Bruno Paixão, árbitro do encontro, promoveu um autêntico "show" circense. Valia tudo menos jogar futebol; eram infracções (a favor do FC Porto, claro…) não assinaladas, outras marcadas ao contrário, etc, etc. Um manancial de malabarismos que eu nunca tinha visto! Jardel foi massacrado com faltas sucessivas, na área do Campomaiorense e fora dela. Ficou várias vezes sem calções e a camisola não chegou ao fim inteira! Os dedos de uma mão são insuficientes para contar os penaltis não marcados! Nada o Sr. Paixão assinalava, valia tudo!

No fim do jogo, só faltou a Bruno Paixão festejar com os jogadores do Campomaiorense a derrota do FC Porto!... É que me lembrei da cena assombrosa, dum famoso Bragança-Mirandela, em que os árbitros (brigantinos!) festejaram efusivamente a vitória dos da sua terra!

# texto remetido pelo nosso leitor, Fernando Moreira, de Vila Real.

8 comentários:

  1. mas se ele não comemorou no fim, começou por celebrar com os neófitos antes de começar o jogo, no bar do clube da casa, e com os dirigentes deste!
    Dez anos depois, continua a ser a "pérola" anunciada, numa semana que deve ter sido de grande desgaste, após aquela assombrosa participação no Belenenses-Braga, seguida da "exemplar" prestação no Leixões -Porto.
    É ele também um "boy" da transparência...
    Viva Portugal. Grandes condutores o governam!

    ResponderEliminar
  2. Só tinha 6 ou 7 de anos de idade mas lembro-me muito bem desta roubalheira histórica,no fim do jogo fiquei parva...Estava com vários familiares e até a minha bisavó desesperava em frente à Tv...

    É a derrota puxada a roubo mais antiga que eu me lembro...

    O josé soares,ou lá como se chamava o defesa que fez do Jardel o que quis perante a complacência do árbitro,era emprestado pelo slbosta se bem me recordo.

    Lamentável e vergonhoso...Não sei como é que esse cabrão com cara de sonso e anjinho tem as insignias da Fifa!!É um dos piores árbitros de sempre!!

    Grande cabrão...a não há dúvidas que a história se repete muitas vezes.

    Este futebol luso mete-me cada vez mais nojo!

    Pobre Porto que em tão horroroso país nasceste...

    O dia vai chegar...

    ResponderEliminar
  3. Cara portista, grande "Orgulho Azul e Branco": deixa que corrobore o que dizes no teu comentário com três palavras proferidas por um amigo meu que até é de Matosinhos e leixonense - "PAIXÃO, GRANDE CABRÃO!". Olha, isto, a vergonha da mourilândia, só nos une mais e mais. Como to dizes, "o dia vai chegar...
    Fernando Moreira - V. Real

    ResponderEliminar
  4. - Está, Vítor?, já entreguei as encomendas, posso descansar agora?

    - Podes, embora a segunda encomenda tivesse resultado mais que a primeira. Mas não faz mal, porque dizem os nossos amigos, que os azuis, apesar de estarem mais atrás, são mais perigosos.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Era eu uma criança e lembro-me perfeitamente como se fosse ontem! Chorava de raiva. Já sentia o peso da camisola de uma forma intensa. Fiquei chocado com aquilo a qeu assisti e por isso denomino esse jogo como o maior "assalto à mão armada" de toda a história do futebol português. E não era mal pensado um livro sobre o caso.

    Na altura esse FDP tirou-nos o HEXA! No Sábado afastou-nos do PENTA!

    10 ANOS DEPOIS A HISTÓRIA REPETIU-SE!!

    ResponderEliminar
  6. E PARA QUANDO UMA REAÇÃO FORTE DO NOSSO CLUBE CONTRA ESTA VERGONHA???
    JOÃO, CARCAVELOS

    ResponderEliminar
  7. Primeiro, sinto-me envergonhado por nunca ter visto esse jogo. Mas para ser sincero mal me lembro do Jardel a jogar no Porto, apesar de já ter também uns sete anos.

    Gostava era de ver um vídeo mais completo do jogo...

    ResponderEliminar
  8. Uma reacção dos adeptos do clube tem que acontecer. Não poderemos ser os morcões que são roubados e ainda somos vitimas do sarcasmo dos comentadores da corrupção. Acordem e fodam a "bentas" a esses corruptos e vão ver que isto começa a piar mais fino.
    PS - Um treinador que dispensa Renteria e compra Orlando Sá por 3,5 milhões, só deve perceber é de touradas.

    ResponderEliminar