18 março, 2008

Humilhação na Catalunha...

Este fim de semana começou bem com a nossa vitória no futebol diante do Leixões (deixando o «tri» cada vez mais perto), mas terminou com uma grande decepção em plena Catalunha onde o hóquei em patins do FC Porto se viu eliminado da Liga Europeia... na 1ª derrota da época!! O basquetebol continua em fase ascendente e encostou à Ovarense, enquanto o andebol só volta ao activo dia 29 de Março.

Basquetebol: Ovarense e FC Porto lado a lado...
1º Ovarense (3 derrotas, 19 jgs), 2º FC Porto (3 derrotas, 19 jgs), 3º Vagos (9 derrotas, 19 jgs).

crónica do CAB/FC Porto (56-74): Esta jornada 19 marcou o regresso do FC Porto ao 1º lugar com os mesmos pontos da Ovarense. Os vareiros perderam com o Belenenses e sentem agora a ameaçadora companhia do FC Porto. Frente ao CAB (em Vila Nova de Poiares), o FC Porto com um 3º período arrasador traçou em definitivo o rumo do jogo. Julian Terrell (na foto), Marçal e Gentry foram, uma vez mais decisivos. O 1º posto da fase regular vai-se decidir na próxima jornada em campo neutro (dia 29 ou 30 de Março) com um escaldante FC Porto/Ovarense. Quem ganhar pode até perder na última jornada que mesmo assim não perde a 1ª posição. Amanhã, pelas 21 horas, os pupilos de Alberto Babo deslocam-se ao Sampaense para os oitavos-de-final da Taça de Portugal, competição ganha pelo FC Porto nas últimas 2 edições. Este FC Porto promete...

Hóquei: Porto goleado diz adeus à Europa...
1º FC Porto (70 pts, 26 jgs), 2º Benfica (55 pts, 26 jgs), 3º Oliveirense (51 pts, 26 jgs).

crónica do Vic/FC Porto (4-0): O Porto é hexacampeão, andou a passear na fase regular do campeonato interno desta época (sem qualquer derrota), mas também na liga Europeia, chegando à última ronda necessitando apenas de perder até 3 golos de diferença. Aquilo a que assisti pela RTP2 foi mau de mais para ser narrado. Vou ser breve. O FC Porto, o símbolo do clube, as nossas camisolas não foram respeitadas pelos homens que as vestiram. Entraram com aquela postura de craques, que vão lá só para dar uns autógrafos e nem se preocuparam quando já perdiam por 2 ou 3. Só começaram a correr quando já estavam fora, a perder por 4. Esta humilhação que sofremos em Vic não tem justificação. Pelo que a equipa demonstrou no domingo, ao levar um banho dos jovens Espanhóis, penso que passou a equipa que mais mereceu. Com aquela atitude, com tanta displicência e falta de garra não iamos fazer nada à final-four. Ainda se poupam uns euros... agora é levantar a cabeça, ganhar o hepta e fazer regressar a humildade que esteve nos 6 títulos do nosso hexa. Só assim os adeptos irão esquecer esta tarde de pesadelo. E não venham com desculpas de arbitragens e ambientes terríveis porque desta vez não colhe. Estarei a ser injusto? Não creio. Provem que a tarde de domingo foi só um dia mau e tudo se esquece...

Treinador da Semana: Alberto Babo
Jogador da Semana: Julian Terrell


Para técnico da semana, escolho Alberto Babo, por mais uma vitória numa jornada em que alcançamos a Ovarense e... para jogador da semana, a escolha recai em Julian Terrell por ter sido o MVP da partida frente ao CAB com 19 pontos e 12 ressaltos.

Natação: No Campeonato zonal Norte de Infantis em Piscina Curta (25m) que decorreu na Mealhada, o FC Porto foi 3º classificado em medalhas (6 ouro, 4 prata e 3 bronze). No Campeonato Regional de Juniores e Seniores em Piscina Longa (50m)que decorreu na Póvoa de Varzim, o FC Porto foi 2º classificado em medalhas (16 ouro, 17 prata e 18 bronze). Assim, os Infantis terminaram a época de Inverno com uma prestação positiva, começando agora a preparar a época de Verão que termina com a principal competição do ano, o Campeonato Nacional de Infantis (50m) em Famalicão. Quanto aos Juniores e Seniores, passaram mais uma etapa de preparação para os Campeonatos Nacionais (Open de Portugal) que se realizam de 28 a 30 Março, em Coimbra. Os nadadores Luís Monteiro e Paulo Santos, duas das principais referências da nossa equipa sénior masculina, participaram no Grand Prix 2008 na Suécia. O Luís Monteiro ganhou a medalha de prata nos 200 Mariposa e o Paulo Santos ganhou a de bronze nos 50 Livres. O Luís ainda foi à final dos 200 Livres e o Paulo à final dos 100 Livres.

Recorde agora Jorge Araújo, antigo treinador do FC Porto na modalidade de basquetebol:

Situem-se... finalíssima do campeonato Nacional de basquetebol, época de 1994/95, Pavilhão da Luz, time-out pedido por um dos técnicos a poucos instantes do fim, a jovem equipa do FC Porto tinha obrigado o hexacampeão Benfica à disputa do 5º e último jogo, decisivo para o título dessa época. Nesse instante quando o jogo já está mais que decidido a favor do clube da casa, vê-se pelas imagens da RTP2, o Professor Jorge Araújo a obrigar os jovens jogadores do FC Porto a levantarem a cabeça quando o desânimo era evidente entre todos eles. No final da partida as palavras de Jorge Araújo são estas: «Esta equipa sabe o que vale, sabe que vai ganhar títulos, só não sabe é ainda se será na próxima época, mas todos eles sabem que o seu momento está a chegar, nas derrotas também se cresce, também se aprende».

Na época seguinte o FC Porto volta a disputar com o Benfica (heptacampeão) a final do campeonato e em pleno Pavilhão da Luz (4º jogo) a festa é, desta vez, azul e branca. Miller, Rui Santos, Marçal, Paulo Pinto, Fernando Sá, entre outros, tinham o seu momento de glória num domingo da Primavera de 1996. No último jogo de Carlos Lisboa no Benfica, o FC Porto sagra-se Campeão Nacional abatendo o, até então, dominador da modalidade, Benfica de Mário Palma. Jorge Araújo (Babo era o seu adjunto) foi o técnico que levou a equipa à glória e o FC Porto regressou aos títulos 13 anos depois.

Logo a seguir, ainda com Jorge Araújo, o FC Porto sagrou-se bicampeão e nas competições Europeias fez história com o apuramento para os quartos de final da Taça da Europa de Clubes (o FC Porto ganhou os jogos todos da sua poule), num jogo memorável no «Rosa Mota» diante de uma equipa Polaca. Jorge Araújo, natural de Lisboa, rendeu-se por completo ao FC Porto e às suas gentes nos quase 20 anos em que serviu o Clube da Invicta e foi considerado por diversas vezes um dos «mestres» do basquetebol Nacional. Actualmente é consultor numa empresa (já editou vários livros) e tem a Licenciatura em Educação Física, estando afastado da modalidade depois de 35 anos ao serviço do basquetebol.

O título conseguido por Dale Dover (dizem que foi o melhor jogador que passou por Portugal), que era na altura jogador e treinador do clube da Invicta, em 1972 acabou com o jejum que já ia em 19 anos. Depois disso apareceu no clube Jorge Araújo que logo se impôs e conseguiu ser campeão em 1979, em 1980 e em 1983. Posteriormente surgiram os referidos títulos de 96 e 97. Jorge Araújo ganhou também as Taças de Portugal de 1979, 86, 87, 88, 91 e 1997 (ganhou ainda as supertaças de 86 e 97). Em 1986 foi eleito o técnico do ano e ergueu o Dragão d’Ouro. Em 1998 saiu do FC Porto e rumou a Ovar onde foi campeão em 2000.

E pronto, até para a semana.

Saudações azuis e brancas,
Lucho.

25 comentários:

  1. Não posso concordar com o título deste belíssimo artigo do Lucho.Um Dragão nunca é humilhado! Pode ser derrotado, ficar aquém das expectactivas, jogar muito pouco,mas, humilhação, nunca!
    J.Araújo um verdadeiro "mestre" do Basquetebol, deixou um legado de grande qualidade a todos os que trabalharam com ele.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Caro amigo Vila pouca:

    Como já deves ter percebido esta crónica foi difícil de escrever. As palavras não saiam, a mágoa era imensa, a desilusão enorme, os meus desejos de chegar à final four e ser campeão da Europa foram de facto humilhados ao perdermos por 4-0 frente a uma equipa sem nome na Europa do hóquei.

    ResponderEliminar
  3. Foi tão dificil de digerir os 4-0 em hoquei como foi em futebol com os alemães, vi o jogo e não gostei nada do que vi, foi uma desilusão.... mas à que levantar a cabeça que ainda temos um campeonato para ganhar.

    ResponderEliminar
  4. «hoje, decidir contra o FC Porto parece ser condição de subida na carreira para árbitros e assistentes» - Um pouco da crónica de MST para ver amanhã aqui na íntegra:)

    ResponderEliminar
  5. Basquetebol nunca foi o meu forte, aliás é dos desportos que menos gosto, talvez porque nunca me favoreceu as notas de educação fisica!lol De facto e falando a sério nunca me abriu o olho esta modalidade, mas, se toca a vitória do FCPorto e a encostar o primeiro da tabela então que venha mais um titulo! E tenho certeza que esse senhor que referes Lucho seja um grande Senhor com S grande, se vitórias e alegrias nos deu!
    Quanto ao Hoquei, é como aqui dizem, fiquei tao triste e desiludida como quando no jogo com o Schalke. Mas neste jogo de hóquei acho que como dizes passou a equipa que mereceu. Revendo o jogo, nem conheci o FCPorto demolidor que já nos habituou e que se destaca no nosso campeonato. E ao contrario do futebol, acho que não passámos mesmo pela má exibição, sabendo que poderiamos perder por 3 talvez tenha havido algum deslumbre da nossa parte não?
    De qualquer forma, o desalento é enorme... Ate porque acho que a equipa de hoquei teria muitas hipoteses na Europa esta epoca... Fica mais uma vez para a proxima epoca!E como me chateia dizer isto pela segunda vez esta época...

    Quanto ao que ai dizes da proxima cronica do MST, como ja disse no outro post, no que toca a criticas a assuntos que não o plantel do Nosso FCPorto, Miguel Sousa Tavares é imperial e dá-me imenso gozo ler tudo o que escreve relativo aos nossos amigos da segunda circular... MST dá goleadas aos infieis!=)

    Beijinhos azuis e brancos da Ta_8

    http://www.bullet-blue-sky.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. A questão da derrota no hóquei foi ainda mais dificil que no futebol, contra o S04.
    Na Champions morreu-se em pé.
    No hóquei, talvez a uma falsa expectativa criada, o tombo foi enorme.

    Razões haverá algumas.
    O bom desempenho do guarda-redes do Vic, a mudança de táctica na 2ª. parte, a apatia da nossa equipa, o Edo Bosch que não esteve como de costume, etc.

    Humilhação? Não, não acredito.
    Estivemos lá. Mal, mas estivemos e a imagem do FC Porto, reconhecida até por jogadores adversários, continua presente na Europa.

    Talvez o nosso hóquei necessite de algo mais, adversários mais fortes, apostas mais pujantes, mais público nos pavilhões.

    E, embora não esteja fácil, estou seguro que se esquecerá esta tarde de pesadelo. A começar já de Sábado a oito.

    ResponderEliminar
  7. E uma excelente notícia no basquete.
    Afinal a mudança de treinador na Ovarense aliada ao facto da subida de forma da nossa equipa está a dar os seus frutos.

    Seria importante trazer o factor casa para os play-off.

    ResponderEliminar
  8. Estilhaço:

    «falsas expectativas»? Li bem?

    As expectativas eram mais q reais e a obrigação da nossa equipa (mt mais experiente) era ir lá e ganhar o jogo.

    «Edo»? O Edo não teve culpa nenhuma, o 1º golo foi de gp, os outros 3 de contra-ataques consecutivos com a equipa passiva e adormecida.

    Qt aos outros factores, estamos de acordo.

    E de facto venha o hepta para atenuar tudo isto.

    ResponderEliminar
  9. eXCERTO da crónica de PEDRO LIMA do fórum www.fcporto.ws

    Leiam e depois vejam se não vai de encontro ao q digo.

    «Eu, mesmo conhecendo pessoalmente alguns dos jogadores que compõem o plantel do F. C. Porto, terei hoje que ser bastante crítico relativamente à prestação da equipa» ... « Não há explicação para a falta de atitude da equipa durante o jogo. Porque é que o jogo colectivo e rápido que caracteriza esta equipa deu lugar a um jogo pastoso, sem velocidade, com excesso de individualismo por parte dos jogadores, e falta de convicção e espírito de vitória? Porque é que não se marcou um único golo durante os 50 minutos de jogo? Os jogadores do F. C. Porto não são suficientemente maduros para saberem suportar a pressão de um público hostil? Esta exibição do F. C. Porto veio “pôr a nu” as fragilidades (que eu acreditava não existirem) desta equipa e dar razão a quem defende que a equipa ficou mais fraca com as saídas do Pedro Gil e do Reinaldo Garcia (note-se que os clubes onde ambos jogam actualmente, Liceo e Réus, estão na final-four da Liga Europeia). Pelo meu ponto de vista, desenganem-se aqueles que julgam que o Hepta-Campeonato são “favas contadas”. Há um play-off para jogar, e outra exibição como aquela poderá deitar tudo por terra, a começar com a eliminatória com o Gulpilhares a começar no próximo dia 29 de Março.»

    ResponderEliminar
  10. Lucho, falsas expectativas porque se calhar o hóquei Espanhol é mais forte que o nosso. Vê lá bem as equipas no final four. Nem sequer Italianas.

    O Vic apresentou um hóquei, melhor, uma espécie de hóquei, baseado na dureza (pareceu-me um número de faltas superior a 50 só na primeira parte!!!) e com lançamentos frontais para as costas da defesa. De carrossel e patinagem nada.

    Claro que o Edo não teve culpa mas tb. não fez a diferença que o guarda-redes do Vic fez.

    Faltou atitude, isso sim.
    Isso queremos ver já contra o Gulpilhares.

    ResponderEliminar
  11. Ninguém, no seu perfeito juízo, pode contar com o hepta como favas contadas. São (25 minutos x 2) x 2 ou x 3 e 5 jogadores para cada lado.

    Agora o que gostaria de ver era Fânzeres a abarrotar. Até porque o Gulpilhares tem uma claque bem barulhenta.

    ResponderEliminar
  12. Em cima da hora:

    O Tri joga-se no sábado dia 5 de Abril às 21.15h (TVI). FCPORTO-ESTRELA.

    Mas para isso ser possível há q ganhar ao Belenenses já no dia 30.

    ResponderEliminar
  13. Estilhaço:

    Enchente só deverá acontecer na final com o Porto/Benfica, infelizmente, digo eu.


    Ainda por cima, nesse dia 29, dia do porto-gulpilhares o porto joga tb um jogo impoirtante em andebol (play-off) e os Portistas q acompanham as modalidades têm q se repartir...

    Se não mudarem os horários temos às 16h o andebol e às 18h o hóquei, um em S.Tirso e o outro em Gondomar...

    ResponderEliminar
  14. Tiramos à moedinha :-)
    Realmente, embora não sirva de desculpa, o Pavilhão faz falta.
    Alegremo-nos, no entanto, pois os pilares já estão em pé.

    ResponderEliminar
  15. Foi uma pena termos perdido mas realmente acho que a saida dos jogadores acima sitados nos enfraqueceu muito, sobretudo em termos europeus.( peninsulares )
    Agora é levantar a cabeça e ganhar o campeonato sem descrença e agir como até aqui. Favoritosa somos nós.
    O basquet bem tal como os alicerces do pavilhão que crescem a bom ritmo.
    Jorge Araújo ... muitos anos à frente do Basquet, uma grande figura da modalidade e do Clube.

    ResponderEliminar
  16. Esta semana, um crónica um nadinha mais tristonha, mas vá lá que o Basquetebol está de vento em popa... e já lado a lado com um tal de «bicho-papão», que só o é de nome.

    Quanto ao Hóquei, sinceramente, apenas me posso pronunciar pelos sms que fui recebendo do Lucho ao longo do final da tarde de domingo, já que estava em viagem e não pude televisionar na TV o jogo... pelos vistos, aqui e noutros meios de informação, o que se assistiu foi tão pobre, tão pobre, que estar a tentar-se encontrar bodes expiatórios para esta derrota que nos colocou fora do barco da final-four, até parece mal... não, este não pode ser o nosso discurso.

    Lamente-se apenas que a 1ª derrota da época tenha acontecido na pior altura possivel para tal, já que as expectativas em termos de passagem, estavam altas, bem altas... afinal, hoje, passou tudo apenas de uma miragem que já era.

    Pró ano há mais... venha agora o play-off interno e tudo se esquecerá... ou pelo menos faremos por isso.

    Quanto ao ilustre Jorge Araújo, que saudades daquela tranquilidade que nos mostrava no banco... um «globetrotter» do Basquetebol azul-e-branco.

    ResponderEliminar
  17. O Basquetebol sempre a subir e o Hoquei a dar um desgosto como já não dava à muito tempo.
    A "minha" Natação continua a mostrar-se forte, apesar de continuar sem casa própria.

    ResponderEliminar
  18. Outro tema: não adiantaram nada as pressões; não houve sumaríssimo ao B.Alves, que tem de ter mais calma na forma como aborda os lances.
    Um dia a coisa vai dar para o torto.
    É só coisas novas no clube:pavilhão em velocidade de Cruzeiro, campo da Constituição em fase adiantada de obras(ficam prontas em julho), lançamento do nova Caderneta Digital do F.C.Porto...NINGUÉM DORME À SOMBRA DO SUCESSO.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  19. Ufa...antes tarde do k nunca. Dia complicado, hoje...

    Bem, aposto k esta tua crónica foi de dificil parto, Lucho. O Hóquei, essa modalidade k tantas alegrias nos deu, dá e dará, teve uma inesperada e copiosa derrota. Balde de água fria, qd todos nós ansiavamos pela presença na final four...

    Foi pena, e o sonho de voltar a ser campeão europeu foi novamente adiado.

    Qt ao resto, adorei essa recordação de Jorge Araujo, mítico treinador portista, obreiro, juntamente com Alberto Babo, duma fantática equipa k aqui relembraste...

    Recordo-me bem dessas temporadas, em k sentia k ali estava a nascer um plantel brilhante, k pos fim ao domínio benfiquista. E, se Dale Dover ainda hj é recordado por muitos, houve ali um nome k tb me provocou gratas recordações: Jared Miller. Exemplo de integração, com um caracter vincado, profissional exemplar, jogador de equipa, de qualidade apreciável, foi um dos meus basquetebolistas predilectos...

    Agora, vamos a eles, tanto no basquete, como no hóquei (existe um hepta para conquistar)e andebol. MUITAS CONQUISTAS NOS ESPERAM!

    ResponderEliminar
  20. O basquetebol não é o desporto favorito!

    Abraço

    Tiago

    ResponderEliminar
  21. Epa foi a mesma decepçao que com o Shalke04, sabem aquela sensaçao que somos nitidamente superiores, mas a equipa adversaria esta num daqueles dias que so se repetem de 100 em 100 anos? Os gajos do Vic patinaram como nunca o tinham feito nas vidas deles, tive por momentos a impressao dos gajos jogarem a porto, tal era a vontade de vencerem uma equipa que sabiam de antemao que lhe era superior. Parabens aos Espanhois, embora lhe devessemos ter dado um pouco mais de "pau" para responder a alguns excessos

    ResponderEliminar
  22. Viva !

    Existem sites que mostram fotos do trabalho das obras do Campo da Constituição ?

    Não consegui encontrar.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  23. portomaravilha:

    encontrei isto:
    http://www.fcporto.pt/Adeptos/Galeria/Fotos/adepgaleria_constituicao.asp

    http://www.fcporto.pt/Adeptos/Galeria/Fotos/adepgaleria_visitaconstituicao.asp

    ResponderEliminar
  24. Viva !

    Muito obrigado Lucho.

    Consegui abrir o segundo link mas não o primeiro.

    Reconheci bem a frente do Campo da Constituição. Quanto às traseiras não se vê !

    Mas melhor que nada !

    Mais uma vez obrigado !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  25. Lucho :

    Vi o jogo da Catalunha .

    Foi , como bem titulas , uma verdadeira humilhação.

    Não estava nada à espera!


    Um abraço

    ResponderEliminar