25 março, 2008

Nuno Marçal em mais um exclusivo

Este fim de semana as competições de clubes das várias modalidades estiveram paradas. Mas o próximo fim de semana será já muito intenso com o início dos play-offs no andebol e no hóquei. No andebol recebemos o São Bernardo (sábado, 16h em Santo Tirso) e no hóquei recebemos o Gulpilhares (sábado, 18h em Fânzeres) em dois jogos que contam para a 1ª mão dos quartos de final do play-off de cada um dos referidos campeonatos. Estarei presente em Santo Tirso e penso que o Estilhaço e o Blue Boy deverão marcar presença em Fânzeres.

No basquetebol o próximo fim de semana também é vital porque no domingo (17h-RTP2) vai-se jogar um Porto-Ovarense em campo neutro (Coimbra), decisivo para se apurar o 1º classificado da fase regular. Na última quarta feira o Porto de Alberto Babo jogou no recinto do Sampaense para a taça de Portugal (1/8 final) e apurou-se para a «final a 8» a disputar em Elvas de 3 a 6 de Abril. No jogo de 4ª feira o FC Porto ganhou por 54-77 com mais 20 pontos de Marçal mas com Gentry a ser o MVP da partida assinando 24 pontos. Nos quartos de final o Porto defronta o Barreirense.

Assim e como só houve este jogo o TREINADOR DA SEMANA será Alberto Babo e o JOGADOR DA SEMANA, Frederick Gentry.

NATAÇÃO: Recentemente decorreu o Campeonato Nacional de Juvenis em Piscina Longa (50m) com o FCPorto/Império Bonança a sagrar-se campeão nas estafetas de 4x200Livres e 4x100Livres, ambas referentes aos Juvenis A Masculinos (1992). Em medalhas ganhamos 2 ouro, 1 prata e 4 bronze. Os Cadetes estiveram presentes no Torregri 2 com o objectivo de apurar os atletas Cadetes A (Masc96 e Fem97) que vão ao Estágio organizado pela Associação de Natação do Norte de Portugal. Vão estar presentes 6 atletas do FCPorto (1 rapaz e 5 raparigas), sendo o clube mais representado, a par do Gespaços e ADFafe. Entretanto, Sara Oliveira, nadadora do F.C. Porto, deu início na última terça-feira à sua participação nos Campeonatos da Europa 2008, que decorreram até 24 de Março na cidade holandesa de Eindhoven.

Em mais um exclusivo para o blog BiBó PoRtO, disfrutem esta semana da entrevista conseguida com Nuno Marçal, o jogador mais em destaque da nossa equipa de basquetebol, na temporada actual. Nuno Marçal campeão pelo Porto em 96, 97 e 99 ganhou também as taças de Portugal de 97, 2006 e 2007 e as taças da Liga de 2002 e 2008 (já esta época em Vagos) além das supertaças de 97 e 99. Ganhou o Dragão D'Ouro em 1996 como Atleta jovem do ano. É actualmente o jogador da nossa equipa com mais pontos esta época e MVP em vários desafios. Muito obrigado ao Nuno pela sua disponibilidade. Votos de inteiro sucesso para ti, Nuno.

ENTREVISTA EXCLUSIVA
Nuno Marçal, jogador de Basquetebol do FC Porto

Lucho: Nuno Marçal, qual o campeonato ganho pelo Porto que te deu maior gozo vencer?

Nuno Marçal: Embora viva sempre intensamente cada título conquistado, seja ele um campeonato, uma Taça de Portugal, Taça da Liga ou Supertaça, e tendo cada um deles sempre um significado diferente, o primeiro título de campeão nacional conquistado na época de 1995/96, é a minha escolha uma vez que foi o primeiro título que conquistei como sénior.

Lucho: O que representou para ti aquela vitória na Luz em 1996 quando o Porto terminou com um jejum de 13 anos e ganhou o campeonato derrotando aquele Benfica de Mário Palma dominador da modalidade?

Nuno Marçal: Foram 2 grandes sentimentos que vivi nesse dia. Êxtase e frustração. Êxtase, porque se tratava do meu primeiro título sénior, tendo derrotado a equipa que vinha dominando a modalidade na altura, mas também de alguma frustração por não ter podido ajudar os meus companheiros no jogo decisivo, em virtude de ter contraído uma lesão grave num tornozelo no jogo 2.

Lucho: Sentiste na pele em algum pavilhão o ambiente de ódio ao FC Porto que infelizmente ainda acontece em alguns locais?

Nuno Marçal: Existem sempre alguns pavilhões em que notamos vivamente que o FC Porto não é um clube bem-vindo, mas penso que é quando nos deslocamos ao pavilhão do Benfica que sentimos mais esse sentimento, que não chamaria de ódio, mas sim de raiva e inveja, por saberem que o F.C.Porto é a melhor e maior equipa portuguesa.

Lucho: Quem é para ti o melhor jogador que já actuou com a camisola de basquetebol do FC Porto? E já agora desafio-te a escreveres o teu cinco ideal da história FCPorto...

Nuno Marçal: Embora todos se lembrem do Dale Dover, e da grande classe que espalhou envergando a camisola do F.C.Porto, a minha escolha recaí para Jared Miller. Como atleta e homem não existem adjectivos que o definam. Um senhor dentro e fora do campo, com uma forte capacidade de liderança e possuidor de uma classe tremenda em jogo. No que diz respeito ao 5 ideal, não me esquivarei ao desafio. Os meus eleitos são; Rui Santos, Paulo Cunha, Dale Dover, Paulo Pinto, Jared Miller.

Lucho: Jorge Araújo e Alberto Babo, dois nomes da história do nosso clube na modalidade. Qual a tua opinião sobre estes 2 ilustres nomes da modalidade?

Nuno Marçal: São 2 nomes de grande importância na minha carreira. Em primeiro lugar, Alberto Babo, uma pessoa muito especial para mim. Foi com ele que trabalhei desde as camadas jovens do F.C. Porto, onde fomos bi-campeões nacionais de juniores, tendo mais tarde partilhado um título nacional de seniores na época de 1998/99, sem mencionar outras conquistas, entre as quais estão algumas supertaças, taças de Portugal e taças da liga. Sem dúvida uma pessoa decisiva na minha formação como jogador, e claro, um grande amigo.

Mas também tive em Jorge Araújo, uma pessoa que contribuiu bastante para o meu desenvolvimento e afirmação no basquetebol português. Foi ele que apostou em mim, no ano da conquista do primeiro campeonato da liga, dando-me sempre muita confiança e apoio que foram de extrema importância para o meu futuro. Um grande treinador e um grande líder, com o qual tive o privilégio de conviver algumas temporadas.

Lucho: Penso que és o jogador mais experiente da nossa equipa. É complicado passar a mensagem e a mística aos novos jogadores?

Nuno Marçal: Não, quando se joga no F.C. Porto. Cada dia percebo mais o quanto especial é este clube. Qualquer jogador que chegue ao clube, apercebe-se rapidamente da responsabilidade que passou a ter. E se restarem qualquer dúvidas, faço questão de as dissipar muito rapidamente. Quem veste esta camisola, nunca pode dar menos que 200%. Sim, porque 100% não são suficientes. Está tudo dito!

Lucho: O futuro pavilhão Dragão Caixa vai servir para fortalecer aquela mística de união e companheirismo que existia entre as várias modalidades do FC Porto? E será suficiente para acolher os nossos adeptos nos jogos de play-off?

Nuno Marçal: Sem dúvida. Ainda me lembro perfeitamente do tempo em que basquetebol, andebol e hóquei em patins, partilhavam o pavilhão Américo de Sá. Entre o treino de cada uma das modalidades, havia sempre tempo para alguns dedos de conversa, situação que se torna actualmente impossível, jogando o basquetebol em Matosinhos, o andebol em Santo Tirso e o hóquei em Gondomar. Com a conclusão do novo pavilhão, tudo será diferente. Relativamente à segunda parte da questão, penso que poderá não ser suficiente para acolher todos os adeptos nos Play-offs, especialmente se tivermos em conta a assistência média da época passada. No entanto, penso que durante a época regular iremos ter a “casa” mais repleta de adeptos, mais vezes.

Lucho: Achas possível esta época terminar com o domínio da Ovarense? Este Porto está mais ou menos forte que o da temporada passada?

Nuno Marçal: Não só acho, como tenho a certeza. Este F.C. Porto está mais forte e coeso do que o do ano passado, e temos vindo a dar provas disso mesmo. A final da Taça da Liga foi demonstrativa da nossa capacidade de sofrimento e do nosso empenho. A Ovarense será sempre uma grande equipa e vai ser necessário sofrer até ao final da temporada, mas estou seguro que iremos ser campeões nacionais esta época.

Lucho: Como foi a tua experiência em Espanha? Quanto tempo mais ainda vamos poder aplaudir os teus triplos?

Nuno Marçal: Classifico a minha experiência em Espanha como muito positiva. Em Murcia e em Huelva, tive a oportunidade de jogar na Liga Leb Oro, que é tida pelos críticos como a 5ª melhor liga da Europa. Joguei regularmente, muitas delas no 5 inicial, e consegui boas médias relativamente à minha utilização. (18 minutos/jogo e 10 pontos/jogo). No entanto, foi a nível defensivo que mais proveito tirei dessa experiência. Em Espanha, joga-se muito intenso, e como o nível defensivo é bastante elevado, trabalhamos muito esse aspecto. Evoluí muito nesse capítulo, e actualmente sinto-me tão bem no ataque como na defesa. No que diz respeito à segunda questão, se depender de mim, espero ainda fazer muitas épocas no F.C. Porto. Cada temporada que passa, sinto-me melhor fisicamente, por isso espero continuar a ganhar muitos títulos neste clube.

Lucho: Sempre foste do FC Porto? O que representa para ti este clube? Costumas ir ao Dragão?

Nuno Marçal: Sim, sempre. Este clube é a minha 2ª casa. Cresci, evoluí e fiz-me homem e jogador neste clube. Não existem palavras para descrever o sentimento que me liga ao F.C. Porto. Como já disse noutras ocasiões, a camisola do F.C. Porto é uma das minhas camadas de pele. Sempre que há disponibilidade, faço questão de ir ao Dragão apoiar o futebol.

Lucho: Conhecias o nosso blog? O que pensas de darmos semanalmente destaque exclusivo às modalidades ditas amadoras?

Nuno Marçal: Sim, já tive oportunidade de o visitar. Acho muito importante o vosso trabalho no campo das “segundas” modalidades, uma vez que são modalidades que têm vindo a criar mais espaço e mais projecção no panorama desportivo nacional.

Um abraço para todos,
Nuno Marçal.
E pronto, até para a semana.

Saudações azuis e brancas,
Lucho.

19 comentários:

  1. LUCHO: Parabéns por mais um post e uma entrevista-documento a um dos nossos históricos, o GRANDE e FABULOSO NUNO MARÇAL.

    ResponderEliminar
  2. Lucho,

    Mais um luxo de entrevista, a um Dragão dos 7 costados. Atleta da casa, Nuno Marçal é um dos expoentes do basquetebol português, nado e criado nas camadas jovens azuis e brancas. Tem sido ele, com aquele espírito indomável, um dos baluartes para a excelente réplica dada à Ovarense. Esperemos k, no próximo e crucial jogo, também assim seja...

    Lembro-me bem de o ver jogar, lado a lado, quase como um irmão siâmes, de Paulo Pinto. Ambos envergando os jerseys da nossa paixão, lutando pelo nome do clube, pavilhão a pavilhão.

    Essa imagem, fabulosa, de Marçal com a Taça, aqui em Vagos,vai directa para a minha galeria. Representa tudo aquilo k disse sobre o Nuno. Uma imagem k vale por mil palavras...

    Abraço,

    ResponderEliminar
  3. Está relançado o campeonato com tema para abertura dos telejornais.


    Apito Dourado: Beira Mar-F.C. Porto leva Pinto da Costa a julgamento
    [ 2008/03/25 | 11:26 ] Redacção MaisFutebol Agência Lusa

    O presidente do F.C. Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, vai a julgamento no âmbito do processo Apito Dourado relativo ao jogo Beira Mar-F.C. Porto, na época 2003/2004, decidiu o Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto, esta terça-feira. A decisão foi confirmada à saída do TIC por Miguel Moreira dos Santos, um dos advogados de Pinto da Costa, que neste caso é acusado do crime de corrupção activa desportiva. Ainda não é conhecida a decisão do TIC relativamente aos arguidos Augusto Duarte (árbitro) e António Araújo (empresário).

    ResponderEliminar
  4. Na minha opinião, aqui e em qq lado onde falemos do FC Porto, devemos ignorar toda esta matéria do apito dourado pq como já perceberam hj começou o massacre ao nosso PRESIDENTE. Sendo esta uma matéria em q a matilha de jornalistas com ódio visceral ao FC Porto está sempre pronta a grandes destaques, devemos nós cair no erro de contestar, contrariar? Não. Estaremos apenas a associar ainda mais o nome do FC Porto a toda esta porcaria. O FC Porto e Jorge Nuno têm bons advogados. E nós devemos é falar de futebol, de títulos, de outras modalidades, do Nuno Marçal q ele sim merece todo o destaque.

    Até q a poeira q hj se levantou passe totalmente (os julgamentos terminem) o FCPOrto ainda vai ganhar mts trofeus.

    ResponderEliminar
  5. Paulo Pereira, essa dupla q falas, P.Pinto e N.Marçal esteve no renascimento do basket do FCP 13 anos após o título de 1983. Em 1996 eles 2 mais Jared Miller e Shane Knight e ainda o base Rui Santos e o capitão Fernando Sá silenciaram o repleto pavilhão da Luz e ganharam o campeonato. Paulo Pinto q julgo todos saberão, já não está entre nós...

    ResponderEliminar
  6. Está relançado o campeonato.

    Abraço

    Tiago

    ResponderEliminar
  7. Parabéns ao Dragão de Ouro para as modalidades, por mais este belo contributo para a causa.
    Até fiquei a saber uma coisa que desconhecia:o Nuno Marçal é portista.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Primeiro que tudo parabens Lucho mais uma cronica de LUXO!!=)

    Quanto a haver ou nao julgamento eu acredito no nosso presidente e acredito que a verdade vira ao de cima,nao estou minimamente preocupada com isto, sei que os evrdadeiros culpados serao apanhados e o nosso presidente vai sair por cima como um senhor que é! Persigam.no a vontade, je m'on fu ele é superior a isso tudo!!!

    Bisouuu azul e branco da Ta_8 correspondente em França!

    ps.nao vou mm conseguir ver a argentina...=(

    ResponderEliminar
  9. Ora com que então, o Lcuho conseguiu chegar à falar com um dos nossos Dragões d'Oiro? ahhh pois é, não é para qualquer um... quem mais que o Lucho conseguiria isso?

    Antes de mais, Parabéns redobrados Lucho... tás em grande, carago!!

    Depois, as minhas saudações particulares a um dos nossos «globetrotters» das tabelas, Nuno Marçal, a quem saudo em especial... e ao mesmo tempo, em nome de todos os colaboradores e visitantes deste blog que certamente se sentirão satisfeitos por ter por aqui um tão ilustre convidado a responder ao questionário tipo «taliban» do nosso Amigo e colaborador, Lucho.

    Ficam aqui os nossos votos dos maiores sucessos pessoais e profissinais... a tua alegria, será a nossa felicidade.

    No resto, dizer que vou tentar dia 29 estar em Fanzeres, farei os possiveis por isso, até porque tenho um compromisso nesse dia, mas já me vou colocar a caminho para tentar alterar a «agenda».

    Estilhaço, tamos lá?

    ps - quanto ao «apito aporcalhado», nem uma coisa, nem outra, ou seja, nem fazer por o esquecer, nem tão pouco sonhar com ele... apenas e só dizer que estamos atentos, muito atentos, sempre na certeza que nunca, mas nunca nos vergaremos sobre os ridiculos, mediocres e invejosos deste país de m****!!! Estaremos sempre na linha da frente na defesa do nosso Presidente PdC e do nosso FC Porto... e nunca os abandonaremos!!! Na hora certa, ajustaremos contas com toda essa corja maldizente!!!

    ResponderEliminar
  10. Lembro dessa equipa que o Lucho fala, vi alguns jogos nessa altura,
    Cheira-me que o Basket este ano nos vai dar muitas alegrias a somar ao troféu já conquistado.
    De resto o Lucho sempre ao seu nível.

    ResponderEliminar
  11. Lucho, longe de mim estar a tentar tirar o merecido mérito na tua entrevista ao grande (grande mesmo) Marçal.
    É apenas para aqueles que poderão andar distraídos.

    Presidente não falho, Sábado em Fânzeres faça chuva ou faça sol.

    ResponderEliminar
  12. Viva !

    Sim até para a semana sem falta. É com grande prazer que leio os resumos dos jogos tal como as entrevistas.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  13. Agora digam lá que já não tinham saudades.
    Sr. Lucilio Baptista, Sr. Luis Salgado e Sr. João Tomatas em Belém.

    ResponderEliminar
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  15. E cá vai aço: Reinaldo Ventura renovou até 2010.

    http://www.fcporto.pt/Info/Modalidades/HoqueiemPatins/Noticias/infohoquei_hoqreinaldoventurarenova_250308_34279.asp

    ResponderEliminar
  16. O que uma notícia pode fazer ao espírito de uma pessoa. Taciturnos, alguns amigos meus desataram a telefonar, com um ar prazeiroso, mal conseguindo esconder a excitação que os dominava...


    "E 'atão?", perguntavam, com um mal disfarçado tom jocoso no timbre a denunciar o deleite da pergunta. Atafulhado em trabalho, ainda pensei, por meros instantes, que a lotaria lhes tinha saído, em simuntâneo. Ou que, num golpe de sorte e fortuna, alguma top-model escultural lhes tinha caído literalmente nos lençóis. Mas não.


    O júbilo, rapidamente alastrado a tudo o que é blog neste espaço cibernáutico, tinha a ver com o indiciamento de Pinto da Costa. "Vai a julgamento!", elucidaram-me eles, como se deste mero facto já tivesse sido extraída a conclusão do mesmo...


    Compreendo o porquê de tanta euforia. Não, não sou seguidor do Dalai Lama, nem tenho instintos recentes dados ao bom samaritanismo. Mas, com a frustração a campear, semana após semana, ano após ano, esta não deixa de ser uma boa notícia. Para eles. Pelo achincalhamento, já garantido por zelosos jornalistas, da figura do presidente portista...


    A mim, indefectível adepto do Dragão, pouca mossa me fez a parangona. E não é mera bravata. É mesmo uma questão de racionalismo. Já se sabia que isto iria acontecer. Desde a entrega do processo nas mão de Maria José Morgado. Os pretensos casos, encerrados por falta de provas, só seriam reabertos se o caminho estivesse livre, até à vendetta encetada por alguns ter o seu zénite. Ela aí esta...


    Justiça? Custa-me algo a crer. Branqueamentos à parte, nas charadas das escutas telefónicas, onde alguns passeavam a impunidade obscena, escolhendo a seu bel prazer os árbitros, sem que nada lhes acontecesse, este não é um caso de desvirtuamento da verdade desportiva. Porque essa, durante décadas, foi violada sistematicamente, sem ninguém se importar com o facto...


    A Justiça que nos querem impingir, à viva força, é baseada na "solidez" das provas testemunhais. De uma única testemunha. Da mesma que, no caso da agressão a Bexiga, foi considerada pouco credível, no seu testemunho auto-incriminatório...


    Reafirmo o que disse aos meus amigos. Continuo a venerar o clube que amo. Orgulhosamente. Sem receber lições de moral de ninguém. Convenhamos. Nunca tivemos ex-presidentes presos. Não oferecemos peças de cristal aos juízes as partidas. Não vamos a finais da Champions com golos marcados com a mão. Não subornamos o Mr.King com putas de alta qualidade. Não temos negócios espúlios com a Câmara de Lisboa, para a construção do Estádio.


    Querem a verdade? Ela está ali, à mão de semear. A 16 pontos de distância. Chega?

    in Mundoazulebranco.blogspot.com

    ResponderEliminar
  17. Lucho :

    Mais uma entrevista de luxo !

    Também eu ( tal como o teu entrevistado referiu ) acho que o
    Jared Miller foi , de facto ,
    um jogador de craveira excepcional.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  18. Quartos de final da Taça de andebol com 2 jogos grandes:

    FCPorto-Madeira e ABC-Benfica, ambos no dia 1 de Maio, em S.Tirso e em Braga.

    Estilhaço:
    Não foi com esse intuito q escrevi aquele coment. É um assunto q evito falar, só isso.

    Qt ao Lucílio, pois q venha, ele agora até deve estar mais preocupado com o Belém do q com o FCP, com quem luta afinal o seu scp? :)

    P.Pereira como sempre genial. Fabuloso texto.

    ResponderEliminar
  19. Estilhaço:
    Julgo q do plantel actual do hóquei do FCP só o Ricardo Figueira deverá sair.

    Excelente essa notícia da renovação do Reinaldo.

    ResponderEliminar