19 março, 2008

O meu primeiro Dia do Pai...

Se até então me considerava apenas mais um que vegetava neste mundo, desde 23 de Abril de 2007 que a minha vida mudou por completo (aqui e aqui), e continua a mudar a cada dia que passa. A cada centímetro que o seu corpo minúsculo cresce, a minha responsabilidade aumenta um quilómetro. E a minha felicidade cresce na mesma proporção: se nos primeiros dias ficava assim meio pró palerma só de vê-la abrir os seus pequenos olhos côr de mel, hoje, dou por mim a rir-me às gargalhadas como um perfeito idiota quando ela faz uma travessura qualquer e me olha com aquele olhar do mais puro e inocente. E afinal, qual é a piada? A piada é que já não sou mais um único individuo. A minha filha Leonor é um pouco de mim também!

Hoje, vou comemorar o meu primeiro Dia do Pai e sinceramente, não estou nem um pouco preocupado em receber ou não presentes. Para mim, não há maior presente que possa receber do que poder olhar-me ao espelho todas as manhãs e falar em voz baixinha, para que ninguém mais me ouça: “eu sou Pai, carago!!”.

O melhor que um filho tem, é percebermos de imediato que todos os problemas do mundo, sejam eles quais forem, parecem ridículos e distantes. Apenas desejo segurar a minha filha ao colo, bem juntinha ao meu peito, e sonhar que o mundo afinal é perfeito.

Que me perdoem todos vocês este post em off-topic ao tema central deste espaço, mas como hoje é um dia especial para todos os Pais, muito em particular para mim próprio porque é o meu primeiro do resto da minha vida, não queria deixar passar esta data em claro, nem tão pouco deixar de desejar a todos aqueles que já conhecem esta magnifica experiência, um Feliz Dia dos Pais para todos nós!!!

19 comentários:

  1. Como eu te compreendo, meu caro, como eu te compreendo. A vida tem outro sentido, sem dúvida, quando somos abençoados pela paternidade...

    Nem k seja nos cabelos brancos k eles provocam:)

    ps: Ouve lá, qual é a situação financeira da pequena Leonor? Tem dote? Bens patrimoniais? Depósitos a prazo? É k o Tomás poderá ser um potencial interessado:)
    E pelo menos tinhas um genro DRAGÃO!

    ResponderEliminar
  2. Parabéns ao pai babado.Quanto à questão deixada pelo Paulo, o Blue vai dar à miúda a educação necessária para que ela na hora da escolha...escolha bem.Ai dela se escolher um mouro!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Parabéns a todos os papás. Em particular a todos os q colaboram neste espaço.

    Eu ainda não sou mas já sou padrinho (e tio) e a «minha» Leonor tb tem um sorriso lindo.

    ResponderEliminar
  4. Parabéns a todos os Papás do Mundo, com um beijinho muito especial para o MEU (Pai Dragão) e para o das minhas filhas (Pai Lampião).

    ResponderEliminar
  5. Parabéns, Blue!
    Belíssimas palavras as tuas :)

    ResponderEliminar
  6. Parabéns pelo post! Muito inspirador! Como é obvio, não podia deixar de participar, até poque assim, também o meu filho participa (na foto!)

    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  7. Oh que post tão lindo Blue! :) Não vou ter a experiência de ser pai, mas se algum dia for mãe, que sejam todos os dias a aproveitar o melhor deste mundo, as crianças!

    Ao meu pai? Devo tudo. Devo a alegria de viver, devo todo o meu crecer, devo toda a minha vida. Devo o realizar de muitos sonhos. Devo muitas gargalhadas. Devo todas as boleias seja à meia noite ou às 4 da manhã. Devo os almoços depois de me ir buscar à escola. Devo.lhe dinheiro para os bilhetes do Dragão. Ao meu pai devo tudo e mais alguma coisa. Devo até a propria vida. O meu pai é o meu Dragão Herói.

    Feliz dia do Paii minha gente! :)

    ResponderEliminar
  8. Blue até me deu vontade de ir fazer um filhote num instante para sentir essa sensação... Parabéns pelas palavras.


    A todos os papás aqui deste blog os meus parabéns, amem muito os vossos filhos e um especial abraço de parabéns para o meu pai(eu sei que ele não vai ler isto, mas mau filho seria se não o disse-se aqui), que é o melhor do mundo e Deus o conserve a ser o melhor do mundo, durante muitos anos e que só tem um defeito (ENORME), que é ser dos bermelhos!!! Mas mesmo assim teve a sensatez de ter um filho portista e de me ter dado a oportunidade de escolher. Agradeço-lhe por isso...
    Claro que a nível futebolístico, temos as nossas rixas, mas sempre de bem um com o outro...

    Saudações azuis e brancas e um beijo para o meu PAI
    Carlos Pinto

    ResponderEliminar
  9. Por falar em Pai, caro PortoMaravilha no outro dia deixei um comentário relativamente ao ultimo jogo do Porto!!!

    Ser bom portista implica ver os jogos, mas agora vai implicar um extra à filhota... lol

    Abraço para França
    Saudações azuis e brancas
    Carlos Pinto

    ResponderEliminar
  10. Viva,

    Bonito texto ! Gostei.

    Eu tenho um filho e uma filha. Se tinha assimilado, teoricamente, o bilinguismo nunca o tinha praticado no meu cotidiano. Como conjugar as duas línguas, a Portuguesa e a Francesa, em casa ?

    O resultado foi um sucesso. Não vou aqui escrever uma tese sobre o assunto. Já muito foi dito e publicado. Desde a línguística pura até às neuro-ciências. O bilinguismo é, efectivamente, uma grande riqueza.

    Todavia, duas anedotas que me ficarão para sempre.

    As primeiras palavras que eu dizia ao meu filho, quando este acordava eram : Viva o Porto. E não é assim que, um dia, veio a casa um colega que falava Português e que lhe disse "Bom Dia" e não é, assim, que a réplica foi instântanea : "Viva o Porto".

    Ficam, pois, a saber que Viva o Porto é sinónimo de Bom dia (risos).

    Quanto à minha filha, era eu quem lhe dava o pequeno almoço. Perguntava-lhe sempre se queria pão com manteiga. Petisco que adorava e adora. E não é assim que no primeiro dia em que a deixámos na ama ela reclama ferozmente "pain avec manteiga".

    E a ama ficou,na altura, aflita. Mas, ainda hoje, sabe dizer manteiga (e não só) em Português.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  11. Viva !

    Esqueci de acrescentar que o meu filho tem uma camisola do Helton, com emblema e tudo, e que vai, várias vezes, com ela para a escola.

    Outra curiosidade : O dia do Pai ( La Fête des Pères) em França é sempre festejado no terceiro domingo de Junho. Foi criado em 1952, dois anos após o Dia da Mulher.

    Carlos Pinto, efectivamente,o extra tem sido reclamado.

    E VIva o Porto !

    ResponderEliminar
  12. É só pais, além de Dragões, babados.
    Incluindo atém alguns com uma vontade imensa de serem pais.

    Presidente, com textos destes ainda levas a Seg. Social a ter uns gastos extra com subsídios de nascimento :-)

    ResponderEliminar
  13. Parabens pelo texto,
    e um feliz dia do Pai à todos os pais...
    como ja disse o PortoMaravilha, em França o Dia do Pai é so em junho, por isso o meu pai recebera o presente so na altura, altura em que lhe vou agradecer outra vez o facto de me ter feito tripeira..e poder assim pela 2a vez na minha vida, festejar um Tri ;)

    ResponderEliminar
  14. Blueboy = Pai babado !

    A Leonor é linda !



    Um abraço

    ResponderEliminar
  15. Paulo Pereira, tás com azar carago... daqui, é só dividas, dividas e mais dividas pa pagar ao fim do mês ao TOTTA :D Se o Tomás pensa que vinha aqui encontrar vidinha boa e viver à custa dos rendimentos, tá bem lixado... vai ter mesmo que vergar a mola :D

    D'uma coisa tou certo... Tomás, Diogo, André, Filipe ou lá o que seja, a Leonor é que vai perceber da agricultura... agora, lá em casa, o BI não vai dar acesso a nada... a filiação é que manda e mai'nada... e a Leonor que nem se estique, porque senão, tamos mal, muito mal :D

    ResponderEliminar
  16. Tal como o Lucho não sou Pai mas sou padrinho, vai dar ao mesmo...
    Porque estamos num Blog portista direi que ao meu Pai dedico sempre os golos do FCP já que em espírito está sempre comigo.

    ResponderEliminar
  17. Carlos Pinto, e então esses treinos? vai ou não vai? aproveita que acreditando nas palavras do Amigo Estilhaço, a SS vai distribuir uns extras pró aumento da natalidade :D

    ResponderEliminar
  18. Obrigado a todos pelas palavras simpáticas... aos que já o «são», continuação de um feliz Dia do Pai... aos que ainda «não são», só uma provocaçãozita: nem imaginam o que perdem... não imaginam mesmo!!

    ResponderEliminar
  19. Olá Portista, é incrivel que á medida que ia lendo me revia em todas as palavras escritas por ti, sim pq eu tambem fui abençoado por Deus no dia 20-12-07.
    Só posso desejar muitas felicidades a todos.

    ResponderEliminar