09 dezembro, 2009

Para calar «detractores»

assistência: … espectadores.

árbitros: Stéphane Lannoy (França), Eric Dansault e Laurent Ugo; Antony Gautier.

Atlético de Madrid: Sergio Asenjo; Valera, Juanito, Perea e Álvaro Domínguez; Paulo Assunção, Maxi Rodríguez, Simão Sabrosa e Cléber Santana; Agüero e Forlán.
Substituições: Valera por Antonio López (46m), Agüero por Jurado (48m) e Maxi Rodríguez por Reyes (68m).
Não utilizados: De Gea; Pernía, Camacho e Pablo Ibáñez.
Treinador: Quique Flores.

FC Porto: Helton; Fucile, Maicon, Bruno Alves e Alvaro Pereira; Fernando, Valeri e Raul Meireles; Hulk, Falcao e Rodríguez.
Substituições: Maicon por Sapunaru (59m), Valeri por Guarín (62m) e Falcao por Varela (70m).
Não utilizados: Beto; Belluschi, Mariano e Farías.
Treinador: Jesualdo Ferreira.

golos: Bruno Alves (2m), Falcao (14m) e Hulk (76m).

disciplina: cartão amarelo para Simão (43m), Agüero (44m), Guarín (72m) e Juanito (88m).

Em jogo de calendário para cumprir, pois as contas há muito estavam resolvidas, restava o objectivo natural na defesa do prestígio do único clube PORTOguês capaz de ombrear na Europa do futebol, manter a personalidade ganhadora, pontos para o ranking… e euros para o cofre.

Foi por isso com naturalidade que, mesmo já depois de anunciado na conferência de imprensa, se visse um onze titular com algumas peças não habituais no xadrez, onde importava sobremaneira, emprestar rotatividade ao plantel, talvez até, nas posições mais criticas da equipa. Se era esperado, confirmou-se… Maicon e Valeri no onze.

Fruto do bom momento que parece começar a querer criar raízes no Dragão, o FC Porto entrou muito forte na partida e marca logo na primeira oportunidade num lance de laboratório (mais um de bola parada!), onde sai mais uma vez, se preciso fosse, reforçada a grande qualidade e fantástica elevação que Bruno Alves demonstra neste tipo de lances. Num pontapé de canto, a bola é teleguiada dos pés de Raul Meireles para um cabeceamento forte e seco de Bruno Alves, e golo… que melhor se poderia pedir para início da partida?

Sempre com o FC Porto a comandar o jogo a seu belo prazer, com um meio-campo em ritmos de pura classe e intensidade qb, ainda o relógio não marcava o primeiro quarto de hora da partida, e Falcao, no lugar e à hora certa, à ponta de lança, faz o 0-2 e em parte, reduz as hipóteses adversárias a (quase) cinzas para o que restava ainda do jogo. De facto, mais fácil, não seria possível… simples, eficaz, bonito e personalizado. Era assim, perspectivava-se, o início de (mais) uma grande noite europeia para o FC Porto.

É verdade que depois desta entrada à Dragão, com uma vantagem de 2 golos, o FC Porto entregou as despesas do jogo ao adversário, cedendo aqui e acolá, um ou outra espaço de perigo relativo para as nossas redes, mas mesmo assim, soube sempre estar «bem» na partida e com o jogo perfeitamente controlado, nunca parecendo sequer estar em causa uma vitória azul-e-branca nesta partida.

No entanto, mesmo com o adversário com mais bola, com (aparente) maior domínio territorial, o FC Porto estava, como não tinha conseguido estar até há muitos poucos jogos atrás, muito forte nas transições ofensivas, empregando velocidade ao jogo e colocando os da casa em permanente e contínuo sentido, até que chegou o intervalo.

Para os segundos 45 minutos, talvez fosse expectável uma fúria espanhola na entrada, mas afinal, o que se viu, foi mais uma vez, um adversário completamente manietado pelo posicionamento inflexível dos jogadores Portistas, com uma muito bem organização táctica, mas não esquecer também, exibições (quase) perfeitas a nível individual, que não concedia quaisquer veleidades aos madrilenos.

O 3º golo para o FC Porto surge naturalmente e de uma forma espectacular, toda a jogada, mas onde Hulk, depois de simular e furtar-se ao defesa contrário, literalmente fuzila as redes adversárias com um golo de levantar estádio, selando desta forma, e com carimbo de classe e justiça, a 4ª vitória na Europa, desta vez, e fora de casa, por números concludentes.

Em jeito de rodapé, e em face das tais exibições (quase) perfeitas a nível individual, antevejo algumas (boas) "dores de cabeça" para o Prof. Jesualdo Ferreira nos próximos jogos… quem jogará ao lado de Raul Meireles a meio-campo: Belluschi, Guarin ou Valeri?... e Varela, será ou não titular, num potencial detrimento de um destes três enormes jogadores: Hulk, CR10 ou Falcao?... e se Maicon não se tem lesionado, Rolando continuaria a ter (aparente) lugar garantido no onze?... tudo respostas para «confirmar» nos próximos jogos, num estádio perto de si.

Resumindo, TEMOS EQUIPA, estamos no BOM CAMINHO… e todos juntos, não duvido, como nunca duvidei, conseguiremos atingir os nossos objectivos! Tomara que a partir deste momento, os «detractores» dos últimos tempos, façam um necessário acto de contrição e se verguem perante as actuais e evidentes melhorias «qualitativas», deixando de lado o «cavalo de batalha» já gasto e rompido de quem espera ganhar uma «batalha», para conquistar a merecida medalha do "mas eu não dizia?"... esquecendo-se do que mais interessa, a «guerra» do PENTA, uma «guerra» que deve ser de TODOS, e não apenas dos «crentes»!

24 comentários:

  1. Tivemos aahh...6 cinco opurtunidades claras de golo e...3 golos. Eficácia mortal!Pois é,só contam as que entram e o Porto parece decidido em aproveitar as que cria e resolver os jogos.

    Divido esta partida em três partes

    -Até ao segundo golo: mais uma vez,uma entrada personalizada com um golo na primeira opurtunidade e outro na segunda.Uma equipa descontraída,e a trocar bem a bola.

    -Do segundo golo até à entrada de Guarin: Recuo das linhas(como se já esperava...) e o atl.madrid aproveitou para pressionar e criar opurtunidades.Mas o Helton estava inspirado,felizmente.Alguns passes que deixam o jesualdo doido(este já virou cliché).Afinal,Aguero,Forlan e Simao são jogadores de grande qualidade e não podemos estranhar que os colchoneros tenham tentado por tudo virar o jogo.Faltou um pouco de mais agressividade na defesa e força no meio-campo.

    -Da entrada de Guarin até ao final do jogo: Tal como em guimarães,a mexida na equipa devolveu o controlo do jogo ao Porto.Aos poucos o atlético foi deixando de incomodar,e o Porto foi gerindo como queria.Varela entrou,e jogo simples e fácil,sem complicar como se quer.E Hulk assinou um grande golo.Não acredito que a melhoria da exibição depois das substituições tenham sido coincidência.Valeri,com pouco ritimo foi desaparecendo do jogo e isso notava-se.

    E pronto,mais um jogo cheio de eficácia.
    Continua a haver coisas para melhorar como é claro,faltou mais agressividade a defender e ocupação de espaço nas alas.

    Ps: O header está um máximo =)

    ResponderEliminar
  2. Ah e bom jogo de Maicon,pena a lesão :x espero que não seja nada de muito grave.

    ResponderEliminar
  3. DE acordo com " Orgulho Azul e Branco", marcar cedo foi determinante, fazer o segundo, mais ainda.
    Realmente aquele meio campo ainda não está estável e as perdas de bola são um problema danado, com melhores equipas a coisa pode ser complicada, o Atle´tico deu trabalho e criou perigo, aspecto a rever com urgência.
    Gostei de Helton, muito, muito bem, Fucile é um must, o Golo do Bruno, magistral e Guarim que entrou muito bem, assistência para Hulk marcar e outra para o Cebola que era quase golo.
    Os demais também bem, Falcão perde dois golos mas lutou, o Cebola bem melhor.
    Valeri sem ritmo, precisa de jogar mais.
    Melhoria do Maicon que teve grande azar.
    Hulk com os defeitos e virtudes do costume assinou um "bilhete" notável.
    Boa vitória, equipa a crescer, objectivos conseguidos, agora prepara o Setúbal e rever as questões centrais do meio campo.
    E força Porto

    ResponderEliminar
  4. vi um grande comentário ao jogo aqui http://visaodemercado.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Mantenho a minha (já anunciada) fezada de que vamos acabar o ano em grande...

    Faltam 2 jogos e o crescimento da equipa é notório...

    Pensar na trapalhada que foram os jogos com o Belenenses e o Marítimo e vendo agora já algumas movimentações interessantes, começa a dar gosto...

    Vamos lá!!

    ResponderEliminar
  6. Bom jogo do FCPOrto. A equipa parece estar a subir de forma.

    ResponderEliminar
  7. TUDO NORMAL!
    Vitória com classe do F.C. PORTO e Sim(ul)ão a pensar que estava a jogar na nossa (des)Liga como em 2005.
    Só que na EUROPA da CHAMPIONS normalmente a arbitragem não vai em Sim(ulaç)'ão'S... Ali, levou amarelo, aqui ganhava penalti, atrás de penalti...até à vitória final (mesmo que ainda fosse necessário ir a conversas no sapo, estoris, algarvesgates, etc. etc., tipo "fazer as coisas por outro lado").

    O F.C.PORTO mostrou uma vez mais aos impostores (escribas e outros) quem é Grande e Melhor.

    ResponderEliminar
  8. Prestígio reforçado, dinheiro no bolso e confiança em alta.

    Um Porto quase na máxima força - podiam, vá lá, ter jogado Rolando no lugar de Maicon; Belluschi no lugar de Valeri; e Varela, se tivermos em conta o que mostrou Guimarães, no lugar de Hulk -, mostrou de forma clara e inequívoca que está a crescer a cada jogo e aparece, numa altura muito importante da época, já muito próximo do que pode fazer e agora sim, ao nível do que se espera de um Tetracampeão. Um Porto a consolidar os sinais de retoma que já vêm desde o jogo frente ao Chelsea... Com uma entrada fulgurante, tal como tinha acontecido frente ao Vitória, a equipa portista mostrou ao que ia e ao fim de 15 minutos tinha resolvido o jogo, reduzindo a equipa madrilena a uma equipa que pareceu vulgar - o que nem de perto, nem de longe, corresponde à realidade! Foi um Dragão com uma atitude e um espírito correctos, personalizado, eficaz, que aproveitou a tranquilidade de não ter de estar a lutar pelo apuramento - já garantido -, para evoluir, para ultrapassar etapas, para ganhar confiança, para melhorar a auto-estima, para dizer presente, para dizer em voz alta, contem connosco!


    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Se os que disseram, que esta equipa andou três meses a jogar mal e porcamente com alguns maus resultados pelo meio e que a equipa precisava de melhorar, são detratores. Então, parabéns aos detratores por dizerem a verdade. Um grande bem-haja. Foram os grandes responsáveis por esta melhoria.

    Segundo os não-detratores, a equipa andou três meses a jogar um futebol maravilhoso. Não havia nada para melhorar. Por isso, estas duas vitórias são a continuidade lógica desse maravilhoso futebol.

    Segundo o "O Jogo": «Ricos detratores».

    ResponderEliminar
  10. Parece que finalmente atinamos com o rumo de bom futebol e resultados à Porto :)

    ResponderEliminar
  11. Adorei o conteúdo do seu site. Aproveite e visite o meu site http://www.celularespiao.org Conheça este incrível celular batizado de Telefone Espião. A única maneira de você fazer uma escuta de celular. Funciona de modo discreto e grava todas as chamadas recebidas e efetuadas do celular alvo. Lista todas as chamadas com numero, dia, duração da ligação, e hora. Vendemos o celular em duas versões para sua escolha.

    ResponderEliminar
  12. Grande grande exibição! Mais uma vez, a Equipa jogou como equipa, na linha do jogo com o Guimarães.

    Quanto aos críticos, bom, há aqueles que fazem a critica construtiva, e houve muitos que criticaram com razão, e depois há os "bota abaixo" que proliferaram durante semanas nas caixas de comentários da blogosfera, e para esses que cuspiram para o ar, só há uma solução, comprar o respectivo guarda-chuva! Mai nada!

    Psd 1- Blue, parece que cada vez que o Porto ganha o interesse de alguns diminui

    Psd 2- Fucile é grande! Tens praí 2 metros! :)

    ResponderEliminar
  13. Que categoria! Grande resultado e grande exibição da nossa equipa. Passeámos em Madrid! Que bem que soube.

    Estamos a melhor continuamente de dia para dia. Mesmo com algumas alterações na equipa, entrámos "a todo o gás" e aos dois min já lá morava o primeiro, pelo enorme Bruno!! Controlámos o jogo do início ao fim e tivemos as melhores oportunidades. Muitas delas (a do Valeri e o cabeceamento do Falcao na primeira parte e o remate do Falcao na segunda) que não se podem falhar.

    Fucile fez um jogo absolutamente genial, metendo no bolso o sim(ul)ão (que lá tentou a sua especialidade no primero tempo)!!

    Na segunda parte, Guarín entrou muito bem e Hulk fez novamente estragos. Que bomba!

    Acredito nesta equipa, como sempre acreditei.

    Vamos lá, PORTO!

    TETRAbraço

    ResponderEliminar
  14. Meus amigos. Essa insistência em procurar defeitos num Porto que tem tudo ao seu alcance em todas as provas que está inserido, e que ainda ontem mostrou a Europa a sua pujança, parece-me masoquismo ou mania de não reconhecer mérito em nada.
    O nosso Porto mostrou ontem que tem garra de campeão e uma segunda linha de jogadores capazes de manter esse estatuto, mas para isso foi mais uma vez necessário que o Professor tivesse tempo para moldar este “pior plantel dos últimos dez anos?” coisa que só agora está a mostrar os seus frutos.
    Já tinha afirmado em comentários anteriores, que o facto de termos ausências nos treinos de jogadores de selecções e lesionados, tolhia de certa maneira o trabalho do professor, mas o resultado seria sempre a procura da identidade costumeira e lembrem-se que a exemplo de outros anos, o Professor Jesualdo teve que novamente integrar novos elementos na cultura e na dinâmica de um FC do Porto ganhador e de estatura Europeia, coisa nem sempre fácil para jogadores oriundos de Clubes com menores ambições.
    Os resultados ai estão.
    Que mais querem os arautos da perfeição utópica?

    ResponderEliminar
  15. Sobre as críticas à equipa:

    Continuo a pensar que as minhas foram justas, aliás parte delas continua ainda por corrigir.

    E também penso que lá por apontarmos as críticas, de forma construtiva como acho que fiz, só demonstra preocupação com o rumo da equipa e ninguém, mas ninguém mesmo, poderá hoje dizer que vibrou mais que eu com a vitória do meu(nosso) Porto nestes últimos 3 jogos. Por isso julgo que contribuí, numa ínfima parcela é certo, para que este Porto seja hoje melhor equipa q ontem.

    Entendo que por vezes é necessário abanar o barco pq muitos anos de vitórias podem resultar em acomodação e eu não sou nada acomodado.

    A massa associativa do FC Porto é assim, ferve em pouca água, mas nunca deixa de defender o clube qd é preciso.

    Força Porto.

    ResponderEliminar
  16. Sobre o jogo, já registei em forma de post, o que tinha para dizer... deixando apenas uma «provocação» final, para destinatários incógnitos, obviamente, não maldosa, nem tão pouco com qualquer tipo de intensitómetro Portista.

    Parece que terá surtido (algum) efeito...

    De facto, sempre disse o mesmo, nunca disse nada diferente, sou um optimista por natureza, e crente desta fé que é o FC Porto.

    Vigilante sim, sempre, tb lanço as minhas criticas, tb não gosto do Jesualdo, mas jamais contem comigo para nas horas más, virar a cara aos meus... os hão que parecem ser só das vitórias... pois eu sou, convictamente e sem qualquer tipo de constrangimento, orgulhosamente Portista, muito mais, nas derrotas, nas horas más, quando parece que o mundo se vai desmoronar, quando parece que o mal não tem fim, quando parece que o céu está escuro e negro, etc etc.

    Para o bem ou para o mal, Jesualdo, enquanto cá estiver, será o meu treinador... estes jogadores, serão os meus... estes dirigentes, serão os meus. Quando cá não estiverem, serão outros que defenderei da mesma forma, porque não consigo trair os «meus».

    Se quero e desejo que o meu FC Porto ganhe e conquiste mundos, tenho obrigatoriamente que querer o bem dos que cá estão... e por isso, gostando da fronha ou não, de quem quer que seja, apoio-o incondicionalmente, pelo menos, enquanto cá estiver.

    Eu sou assim... outros, são como são... ninguém é mais que ninguém, portanto, tudo na paz do Senhor.

    Cada qual assume a sua identidade e a sua forma de estar e viver o clube... a minha é esta, sempre foi e sempre será... não sou, nunca fui, e jamais serei volátil, dançando ao ritmo do som, navegando ao sabor dos ventos ou das correntes... o meu único ídolo, sempre foi, é e sempre será, o FC Porto (clube), não o João ou o António.

    ps1 - não tarda nada, e se a «minha profecia» se cumprir no dia 20 (tenho a firme convicção que se vai mesmo cumprir, vai uma aposta?), daqui a pouco, os mesmos de ontem que não valiam um chavo, que eram péssimos, que eram isto e aquilo, amanhã, serão os maiores, os melhores e os ídolos d'outrora... se eu não vivesse o meu clube há tantos anos, estranharia... mas como não nasci ontem, já não estanho nada... registo apenas a veia opinativa, consoante a bola que entra ou a bola que bate na trave... coisas dos futebóis!

    ps2 - ahhh, e só mais uma coisinha... nunca em momento questionei ou pretendo questionar o Portismo de quem quer que seja... não tenho esse tipo de traumas psicológicos... se alguém o assim pensar, de facto, admito, o problema é mesmo meu, porque terei algumas dificuldades de expressão de complicada resolução, porque não me sei exprimir melhor que isto.

    ResponderEliminar
  17. Não deixa de ser curioso ter a caixa de comentários tão pouco preenchida.
    Nas derrotas ela quase arrebenta pelas costuras.

    ResponderEliminar
  18. Fimoze,

    Ora nem mais... a esta hora, alguns desses, devem estar ainda a carpir lágrimas, ou quiçá, a «contar espingardas» até regressarem ventos mais favoráveis para defesa intrínseca da sua tese!

    ResponderEliminar
  19. Espera-se que o FCP comece a entrar no caminho certo:) Grande jogo e grande vitória a de ontem!

    http://futebolstorming.blogspot.com

    Onde o futebol é visto a quatro dimensões! Visitem!

    ResponderEliminar
  20. Viva !

    Mais uma Vitória mais uma Alegria.

    Infelizmente, não vi o jogo.

    Penso que foi uma vitória muito importante no que diz respeito ao prestigio. Mais : Importantíssima.

    Eu sempre pensei ( e logo defendi ) que , actualmente, não vejo outro treinador para o Porto. O que não me impediu e impede de escrever que acho que falta um chefe de orquestra ( Não vi o jogo de ontem . Parece que foi óptimo : Mas uma andorinha só não anuncia a Primavera ).

    Um objectivo está realizado. O Porto está de novo no top 16 europeu. Agora é esperar o sorteio.

    Para ser franco, estou muito mais preocupado com o campeonato. É que acho que este ( como lembrou bem o Vila Pouca ) não se ganha só nos clássicos.

    Só há um lugar para o próximo ano na Taça dos Campeões.

    Isso é que há que ter em mente.

    Assim , o jogo contra o Benfica aparece-me como mais um como qualquer outro. Eu aqui nunca ouço falar do Benfica.

    Acho que é melhor pensar no próximo jogo.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  21. Mais uma alegria, mais uma vitória!
    Devido a compromisos importantes, não me foi possivel ver a totalidade do jogo, mas o pouco que vi gostei!

    BIBÓ PORTO

    ResponderEliminar
  22. E então? os especialistas da crise azul e branca agora não aparecem no blog para comentar os ultimos desenvolvimentos desta crise?

    Não temos jogadores, não temos equipa, não temos direcção... esta é uma situação dramática...nos oitavos da Champions, a 3 pontos de super-equipas... enfim, uma sucessão de desgraças...

    Ah, e já agora, tenho pena do representante do FC Porto no proximo sorteio da Liga dos Campeões...é que ele não ter companhia de ninguem que fale portugues...

    ResponderEliminar
  23. Em relação aos detratores, só me interessa se mentem ou dizem a verdade. Se dizem algo que faça sentido.

    Prefiro detratores que falem verdade que "enfiadores de cabeça na areia" que não encaram de frente a realidade.

    Se eu estiver a «fazer merda», os que me derem palmadinhas na costas e disserem que estou a fazer um bom trabalho é que são os «amigalhaços». São esses que abomino.

    Há quem não aguente com a crítica porque não tem inteligência suficiente para retirar algo de positivo dela.

    Uma coisa mal feita repetida mil vezes, continua a ser mal feita.

    ResponderEliminar