17 dezembro, 2009

Um Clássico de Natal!

Em semana de Clássico torna-se, também, inevitável que a Calçada mande a sua pedrada no charco e fale daquele que é, como muitos já apelidam, “o jogo do ano”, bem como daquilo que gravita em seu redor.

Ora, e se de um Clássico se trata, importa primeiramente saber que significado tem tal palavra: sobre este substantivo/adjectivo de género masculino diz-se que é “Relativo à arte, à literatura ou à cultura dos antigos gregos e romanos”, ou em Futebolês falando, “Jogo entre duas equipas importantes”. A minha primeira observação surge exactamente aqui, se sobre equipa azul e branca, relativamente à sua importancia, estamos devidamente conversados e esclarecidos, quanto à outra não sei bem qual identificar, se a dos encarnados, se das equipas que arbitram, justamente os jogos dos encarnados, que a cada jogo tornam a decisão do campeonato, mais importante. Talvez fique esclarecido no final do encontro!

Continuando, ainda, na definição de clássico, que, relembro, diz-nos que é relativo à cultura dos antigos gregos e romanos, talvez seja preciso voltar um pouco mais atrás na história e relembrar um clássico conto, que muitos de nós aprenderam na escola e que tantas vezes equiparamos na nossa vida, para ultrapassar desafios que temos pela frente, sabendo que as dificuldades para os concretizar são quase inultrapassáveis, questionando no entanto a sua legitimidade e veracidade. Falo pois, de um David contra Golias! Não sei se tal historia se passou, no entanto uma coisa é certa, conheço um tal de David (Luiz), que tem ganho constantemente uns duelos (impunidade), contra esses Golias, que tal como mencionado no parágrafo anterior, podem ser a equipa que completa a definição futebolística de Clássico. Talvez por ser ficção, só alguns cineastas/comentadores, bem conhecidos, da nossa praça sejam incapazes de ver a relação.

E enquanto uns se gozam de estatuto de David’s, outros choram que nem Di Marias Madalenas arrependidas, por verem o seu estatuto estar a perder credibilidade, no entanto e com tamanha pluviosidade que tem assolado tal país, todo o cuidado é pouco, pois não admira que na escola náutica encarnada ainda possam ouvir dizer que “ao ir ó (Ai)mar, há que ir e voltar!”. E, sem querer ferir susceptibilidades, como tão bem Jesus conheçe estas Marias Madalenas!

Mas, este, já não é o mesmo messias, o menino agora anda irrequieto, agastado, ainda longe, é certo, de se reconhecer como um falso profeta como todos aqueles que vieram antes de si, e fizeram do presépio da Luz algo que se cingia apenas aos reis magos, que em Janeiro lhes trazem os presentes, patrocinados pelos imensas minas de ouro e poços de petróleo sem fundo que abundam em Lisboa.

Esquecem-se eles, que a estrela que seguem é a do Norte, e porque para o dia 25 ainda falta, Domingo é tempo de voltar a por tudo no lugar e tal como vem sendo hábito nos últimos anos, também este deve e tem de ser um Clássico, Azul e Branco, Natal!

Como diria alguém conhecido cá da nossa tasca, “Eu quero é os três pontos e a vitória do Porto no bolso, porque o resto é circo!”

ps - A todos aqueles que não possam vir à nossa mega Futebolada e Jantarada de Natal, um Santo e Feliz Natal!

Abraço e fiquem por aí… que eu fico!

14 comentários:

  1. Calma e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém. Vejo muita euforia em volta do F.C.Porto e eles, ao contrário do costume, estão muito caladinhos. Já não há fanfarronice e eu desconfio sempre deles assim.

    Portanto vamos com calminha e deixá-los pousar, que os tempos não estão para aventuras.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Eu estou como o Vila Pouca, não gosto desta euforia em torno do nosso clube nem de eles estarem tão caladinhos... Mas acredito numa vitória!

    ResponderEliminar
  3. Já sEmos três.
    O remédio é sempre o mesmo.
    Levar tudo pela metade.
    Em caso de as coisas correrem menos bem a azia é pela metade.
    Em caso de sucesso a euforia é a dobrar.

    Já o Culatra dizia na terça: 'É que continuo com a ideia de que hoje não somos os maiores, da mesma maneira que ontem não éramos os menores.'

    Mas afinal quem vai ser o homem do apito?

    ResponderEliminar
  4. o Cilinho pelos vistos.....

    Mas com este ou sem este, temos é que ter a cabeça no lugar, sem euforias,lutar como sempre e ganhar!

    ResponderEliminar
  5. Se há coisa q o jesualdo sabe é fazer com q os jogadores tenham juízo e por isso n acredito em euforias. Só os adeptos poderão estar com esse espírito.

    Estão a ver como elogio o homem em algumas coisas?

    abraço joão e até sábado, leva caneleiras:)

    ResponderEliminar
  6. slb (Só Lucilio Basta)no jogo do galinheiro.

    Acho que vou por à venda 2 bilhetes para Domingo.

    UMA VERGONHA!

    ResponderEliminar
  7. Árbitro: Lucílio Baptista
    Auxiliares: Bertino Miranda, Venâncio Tomé
    Observador: João Gaspar; Delegados: Manuel Aranha, José Sousa.

    Sai um fino pró Zé o Miguel.
    A ver se a categoria do Bertino Miranda ajuda o Cilinho a não cometer as (muitas) asneiras do costume.
    E atenção aos mergulhadores.

    Ó Calabote, tens andado distraído?

    ResponderEliminar
  8. 2 fiscais de linha de muita qualidade.

    Quanto ao Lucílio é leão de coração mas nos últimos tempos tem estado ligado a escândalos a favor do slb (taça liga por ex.) e o livre q dá o golo no slb-naval...

    apita a tudo e cede à pressão do público...

    Vamos ter mts livres...

    cuidado, é o meu aviso...


    vou dar cumprimentos ao calabote mas ele n tem tempo...n pode estar em todo o lado!

    ResponderEliminar
  9. Estou com o Lucho,acho que a euforia se esbarra à porta do balneário.Não acredito que lá dentro eles não tenham a total consciência daquilo que lhes espera.
    Já nos adeptos,vê-se,se calhar,euforia e confiança a mais.Esfriem lá isso um bocadinho porque clássico é clássico e,portanto,é sempre difícil.
    Ainda para mais com o lucílio!!!Nomeação vergonhosa!

    ResponderEliminar
  10. Lucílio???

    Roubo pela certa! Inacreditável esta nomeação...

    ResponderEliminar
  11. Que os tipos estão cheios de medo de uma derrota, lá isso estão, mas dai a entrarmos em vitórias antecipadas, vai um grande passo e esse passo não devemos dar, muito embora eu tenha a certeza que ganhamos com Lucilio e tudo.

    ResponderEliminar
  12. Lucílio Baptista escolhido (a dedo)para o SLB x FC Porto
    A nomeação do Lucílio Baptista um juiz do apito muito tendencioso, e que carece de isenção para apitar um jogo desta importância. Mais! É preciso ter muita desfaçatez para o patrão dos árbitros, o Vítor Pereira, nomear este árbitro para apitar este jogo! É o cumulo da pouca vergonha! Vê-se nitidamente neste sabujo a ânsia de agradar aos lampeões a fim de tentar conservar o lugar, e para isso trata de manobrar nos bastidores de modo a ajudar a levar os "galinhas" ao colo em direcção ao título.
    A equipa do FC Porto que se cuide, pois ele vai fechar os olhos às entradas feias ( "baixar o pau") dos jogadores encarnados e reprimir rigorosamente, intimidando com a amostragem de cartões qualquer eventual disputa mais dura por parte dos jogadores azuis e brancos. Depois há os fora de jogo que podem influenciar e muito o desfecho do resultado. Basta deixar passar para os encarnados e anular as jogadas de ataque quando forem conduzidas pelos azuis e brancos. Além disso há também o problema de alinhar nas quedas para a piscina dos jogadores do Benfica e começar a inventar faltas principalmente à entrada da área da equipa do FC Porto...etc...etc..

    ResponderEliminar
  13. Em marcha a operação, "lampiões, ajoelhem-se perante a força do Campeao" ;)

    João, ganda post... como tantos outros! Nem precisaste de entrar à experiência... chegaste e triunfaste... parabéns, mtos parabéns!

    ResponderEliminar
  14. Em marcha a operação, "lampiões, ajoelhem-se perante a força do Campeao" ;)

    João, ganda post... como tantos outros! Nem precisaste de entrar à experiência... chegaste e triunfaste... parabéns, mtos parabéns!

    ResponderEliminar