21 dezembro, 2009

Detesto perder com o Benfica

Melhor: não consigo perder com o Benfica. Traumas de outros tempos, aqueles que o Américo Lopes, referiu no vosso jantar? Pois, concerteza. O trauma de regressar aos medos, papões, e que tais, o ”inferno” (parece que as leis de segurança não se aplicam às claques dos nossos rivais…), e pior de regressar às vitorias morais, dos tempos em que o Lemos, marcava 4 golos, vínhamos todos para a baixa e no final do campeonato, ganhavam “eles”. Longe disso, apenas e somente um pesadelo de infância, até porque convenhamos ainda estão perto de 50 pontos em disputa.

O que não quer dizer que se estranha declarações do estilo, e passo a citar, “lição para os mais novos, instabilidade emocional, falta de inteligência…”, um clipe dos pensamentos do nosso mister, que pelo vistos e perdoem me a franqueza, eu que até publicamente o tenho defendido, não se libertou, ele sim de fantasmas de outros tempos.

Não sei quem são os “mais novos”. Presumo, que sejam o Sérgio Oliveira, o Yero, o Engin, o Dias, o Ukra, o Castro, porque Falcao não deve ser: habituado aos escaldantes River vs Boca, não ia tremer com uma fotócopia já amarelecida do ambiente desse dérbi; que a bola não lhe chega ou seja presumível que não chegue, aí já estamos noutro campo que não a aprendizagem, até pelo que vimos, o R9F é guloso por balizas, mesmo que sejam as nossas; a expressão aplica-se ao Hulk? Pelo que vemos continua a ser um jovem, isto é uma criança grande, parecida com o meu amigo Lixandre que na nossa infância, já que ele era o dono da bola, decidia jogar sozinho: chegou mesmo a decidir que marcar na própria baliza contava a favor! Pudera, a bola era dele. Também é do Givanildo que é capaz de fazer um sprint de 30 metros, estilo “Aníbal Comboio”, o famoso e irradiado jogador do Rio Ave e passar a bola quando os amiguinhos Falcão e Rodriguez já estão 30 metros fora de jogo. Seria o Guarin o mais novo? Já o era sempre que perdemos: no Arsenal, no Chelsea, em Braga… mas o Hulk já tem 2 anos de alta-roda. Não chega? Pois, parece que não.

Instabilidade emocional? De quem, dos que como o Varela ficam no banco, sem que se perceba? Afinal de quem é a instabilidade emocional ou o medo, ou outra coisa qualquer? Ou seria do Fucile que levou com o “bluff” Urreta, inventado pelo novo JJ, escultor de uma forma estranha de falar português, mas alguém que anda à chuva, que se molha e que pelo menos parece ser de um planeta de emoções, as tais emoções sem emoção alguma com que o nosso bem-falante mister abordou um jogo tão importante como este. Claro que Urreta ou Viscaya para o Hulk isso é samba. Para o Garrinhcha eram todos Josés, para o nosso artista nem existem, são tão invisíveis como o José Zhirkov ou o José Malouda

Seria fácil ser desonesto e “bitaitar” facilmente sobre o leite derramado: afinal, temos 3 títulos seguidos, 3 novas esquipas, milhões no banco, mas uma pergunta simples, objectiva e honesta: algum dia, a não ser em meia dúzia de jogos facilmente assinaláveis, será que algum dia nos entusiasmamos com o style? Será que o ambiente que se vive no Dragão, que já critiquei varias vezes não se deve igualmente a uma saturação de estilo de estar, de ser, que nada tem a ver com competência, savoir faire, capacidade técnica e currículo, do mister? São os tais ciclos ou a vida como diria o outro. Perdoem o desabafo, mas ontem, ingratidão à parte, por quem esteve à frente do nosso clube em momentos tão difíceis da sua história, e azia provocada por a derrota que mais mexe comigo à parte, senti que chegou um ciclo ao fim, e que o tempo dirá se tenho ou não razão, este prolongamento justo e humano, não será o chamado erro de casting…

Álvaro Costa

P.S.1. Todos percebemos o que o Presidente quis dizer sobre o plantel e o elogio que por omissão à crítica directa aos adversários, se faz à sua gestão. De acordo, mas este plantel , equilibrado e variado talvez tenha um “piqueno” problema: precisa de um outro sistema, um que encaixe um número 10, ou se quisermos um 9 e meio; e se, e vamos acreditar ,que os 2 anos são para cumprir, há que encontrar e rapidamente um Lucho e um Lisandro, para que as duas épocas tragam vitorias. Mas vamos acreditar Gente! Bom Natal.

P.S.2. Na quinta-feira passada desejei um bom natal irónico ao Sr. Baptista. E desejei mais ironicamente que deixasse saudades e aproveitasse bem a prenda do Pai Natal dos árbitros. Disse no record, que apenas podia publicar umas linhas; que a segunda parte teria tido uns 20 m de jogo útil e falei, sem espaço para publicação em circo, truques mais velhos do que a Sé de Braga e as habilidades do artista convidado. Caros, os jogos inclinados ganham se com os detalhes, e não com os erros grosseiros.

12 comentários:

  1. O título deste post aplica-se inteiramente ao meu estado de espírito. Detesto perder qualquer jogo, mas perder com o Slb é sempre mais deprimente. Na globalidade do texto estão também expressas muitas das minhas crenças, parece-me importante focar o tal ambiente do Dragão que contrasta em absoluto com o velhinho estádio das Antas. Ainda ontem nos momentos que antecederam o jogo foi possível reviver por breves instantes esse mesmo ambiente.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. AC,

    Uma derrota com o benfica e o céu caiu na cabeça de todos?

    A equipa estava a melhorar, não era?

    Acreditou piamente nisso?

    Onde está o problema?

    Tivéssemos ganho o jogo e tudo mudava. O que é mau passava logo a ser bom. Será que os últimos 3 meses indiciaram alguma coisa? Ou isto ia lá com um passe de mágica? Alguma equipa passa de 8 para 80 duma semana para a outra? Onde estava o crescimento sustentado? Numa semana não jogávamos nada, na semana seguinte já dávamos espectáculo. É assim que isto funciona? E os noutros 3 meses andámos a fazer o quê?

    O Porto está mal desde o ínicio e não foram duas boas exibições que mudou isso.

    Ainda vamos a tempo de sermos campeões. Agora, está na altura de alguém com responsabilidade dar um murro na mesa e melhorar sustentadamente.

    Houve muita gente que foi enganada. Porquê? Responda quem souber.

    ResponderEliminar
  3. Concordo com aquele portista que referiu que o Pinto da Costa devia ter pedido um controle anti-doping para este jogo.
    É que os jogadores do Benfica foram sempre tão mais rápidos que duvido que ali não houvesse qualquer coisa p´rá veia como insinuou em determinada altura o lampeão que agora está no banco.

    Ainda outra coisa, acho que com os meias-lecas, Falcao e Farias, sempre bem anulados pelas torres da Luz, não seria possível fazer melhor...

    Conclusão: tudo quanto afirmo no meu comentário é inquestionável. E por isso volto a reafirmar.
    Não concordam?! É a vossa opinião, mas desde já vos digo que estão errados.

    Protótipos de goleadores de alto gabarito!
    Os mais famosos goleadores actuais do futebol internacional : Ibrahimovic (sueco) Drogba (Costa do Marfim), Nicolas Anelka, Luca Toni (italiano Bayern), Nicklas Bendtner (Arsenal) Cardoso (Paraguayo) ...etc (Jardel passado) (Torres,magriço, passado).
    Características comuns: todos eles altos possantes e bons rematadores, tanto com os pés como de cabeça.

    Mais! Não foi por acaso que o Barça de Xavi, Iniesta e Messi (jogadores fabulosos) pagou uma fortuna ao Inter pelo passe do gigante Ibrahimovic (1,90 e tal).

    Também não é por acaso que o JJ do Benfica quer contratar (outra torre na hipótese de ter de substituir o Cardoso) o Alan Kardec, um jovem que deu nas vistas a jogar na selecção brasileira de sub-20 e que muitos consideram ter características parecidas com o Mário Jardel.

    Outra informação: a determinada altura da sua estadia no FC Porto o Lisandro deu uma entrevista a OJOGO referindo que quando jogavam os dois ele e o Cardoso no campeonato argentino, nunca conseguiu ultrapassar o Cardoso no número de golos marcados, ficando sempre em segundo lugar na classificação dos melhores marcadores.

    Nicklas Bendtner (a giant denmark) is becoming a major player at Arsenal.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. A mim parece-me que quer o treinador quer a Sad na pessoa do presidente, não deixam que a besta lhes fuja das mãos, para que a mesma continue a caber e a competir neste campeonato farpeado de tudo e por todos.

    Quanto à conferência de imprensa jesualdo disse o que pretendia na primeira parte e não o conseguiu, pois essa já todos sabem que ele costuma fazer. Procurar ganhar a bola mais atrás quando não a ganha no meio campo. O problema é que assim o adversário também não precisa de percorrer muitos espaços para chegar à nossa baliza como se viu no golo do benfica. A bola é ganha pela defesa do benfica que se encontrava no nosso meio campo, e envia a mesma directamente para a grande área.

    As afirmações do PRof.
    "Não digo que tenhamos dado 45 minutos de avanço, digo que o F.C. Porto não esteve ao seu nível. Agora encontrar razões, não é fácil até pela segunda parte do Porto. Há razões psicológicas e outras. Para se sair a jogar é preciso ter a bola E para ter a bola é preeciso recuperá-la. E o F.C. Porto, nessa altura, não foi tão forte como é normal. Não fomos capazes de fazer aquilo que esta equipa costuma fazer: ter boa capacidade de recuperar e sair a jogar. Quando estes lances não saem, a equipa contrária cresce e com o golo ainda mais. Foi um jogo com duas partes distintas em que o resultado da primeira parte acabou por premiar o Benfica».

    Num campo destes e com uma equipa que fazia do contacto físico e entradas de carrinho com os pitons para a frente, querias sair a jogar?
    Deves estar a brincar!!!

    Mais valia ter utilizado a táctica do Bobby Robson.
    10 a fechar e o Domingos ou o Kostadinov ( aqui neste caso o Hulk) na frente e bolas bombeada para este.
    Vai aos arquivos ver quantas vezes ganhamos na Luz e em Alvalade a jogar assim.

    Este era o jogo que eliminaria e provocaria um descalabro psicológico no adversário directo, que se calhar nunca mais se recompunha.

    Assim ficamos nós com o problema de ter que aturar as bestas vermelhas, e esperar não perder mais nenhum ponto em 16 jornadas.
    Espero que arranjes um Joker nesta altura, pois o ano passado arranjamos o Cissoko que foi um dos que nos levou ao campeonato.
    Espero que seja o Rubem Micael, mas pf não o estrague É só colocar o mesmo a jogar.

    Dragãoatento.

    Atenta no que diz o Prof. e vai verificar que o mesmo é contra a utilização de gigantes. Ele quer saír a jogar, e não envia as bolas directamente para os avançados. Ele diz uma coisa e depois faz outra. Repare que o FCP abusou dos passes directos para a cabeça de Falcão na esperança de este ganhar a bola e distribuír pelas laterais.
    Nunca o conseguimos.
    Faltou EDGAR que está no Nacional. Boa dispensa Prof.

    ResponderEliminar
  5. http://www.record.xl.pt/noticia.aspx?id=c472f857-c778-4337-bffd-11d82089b3f0&idCanal=00000013-0000-0000-0000-000000000013

    ResponderEliminar
  6. Álvaro Costa:

    Totalmente de acordo.

    Mas olha, ainda te vão chamar detrator;)

    Este ciclo está mais que terminado. Um ciclo de vitórias enqt a concorrência dormia.

    Um ciclo cinzento que com o dragão mudo e vazio.

    A palavra a quem manda.

    Agora se decidirem q o ciclo ainda continua claro q vou lá estar a apoiar. Mas por mim já devia estar finito.

    ResponderEliminar
  7. http://www.zonadesportiva.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
    Revolucionar o Futebol profissional em Portugal, pela implementação de um novo modelo de gestão, financiamento e organização.

    Petição em:
    http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

    ResponderEliminar
  9. nunca mais chega o próximo jogo...

    Já não consigo ouvir mais profecias de desgraça,lamúrias,críticas,pessismo,descrença...

    ligo a televisão e ferve-me o sangue de tal maneira que carrego logo no "off button".É melhor assim.

    Oh gente,calma.
    Eu não quero dizer que devemos fechar os olhos ou pensar que tudo está bem,mas o pior que podemos fazer agora é dramatizar e disparar em todas as direcções como se tudo estivesse perdido.

    É fod*** perder,é.Custa perder um clássico,custa.Custa ainda mais pq já nao perdíamos um jogo destes desde agosto de 2008(Supertaça).

    O Porto não estava a 100% antes de dia 20,nem está a 0% agora.Nem tanto à terra nem tanto ao mar...

    Vamos entrar,forçosamente,num período de reflexão;vamos pôr água na fervura.
    Até ao campeonato regressar,no dia 10,vão duas semanas de treinos com todo o plantel,pelo meio,temos dois jogos para as taças(não vamos pensar o pior faz favor).
    Tempo de sobra para dar uma boa afinadela na máquina que parecia estar a chegar ao ponto...

    Perdemos na luz e tudo correu mal.Acidente de percurso ou regresso brusco às más exibições?
    Como sempre,os mais descrentes optam pela segunda,os mais optimistas pela primeira.
    Pois para sabermos o que foi,realmente,a derrota na luz,é preciso esperar para ver o que o Porto vai fazer nos próximos jogos.

    No entanto,fico com a ideia que mais depressa pensam que o que foi por acaso foram aquelas exibições desde o Chelsea até ao Setúbal,e o espelho da realidade foi o Porto que se apresentou na luz.

    Nunca mais chega o próximo jogo...

    ResponderEliminar
  10. Meus caros, ainda estou com esta derrota completamente atravessada na garganta e no coração, mas não é sobre ela que quero aqui bitaitar, apenas aproveito o tema sempre inspirador e reunificador, para enviar a todos os amigos um voto sincero de um Feliz Natal e um bom Ano de 2010!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  11. Penso eu de que... se não me tinha «iludido» em demasia com os últimos jogos, tb não é agora, por causa de um resultado menos animador, que vou colocartudo em causa e pedir a cabeça de ninguém.

    A minha fé continua intocável... acredito hoje, como acreditava ontem, no Penta... é tudo uma questão de tempo!!!

    Vai uma aposta?

    ResponderEliminar
  12. O pior de perder com o slb é ter de aturar o meu amigo benfiquista no dia seguinte, cheio de bazófia. Não ganham campeonatos desde não-sei-quando, mas ainda se acham os maiores.

    Não estou a querer mandar ninguém embora, mas realmente não se percebe algumas das escolhas do professor. Claro que eles têm informação antes de um jogo que nós não temos e pode justificar a escolha de um ou outro jogador, mas mesmo assim...

    Mas é preciso continuar a acreditar! Vamos Porto!!! Ainda há muito campeonato pela frente!

    ResponderEliminar