12 junho, 2008

O «jagunço» começa a desesperar...

Filipe Vieira arma confusão na Federação

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, voltou a ameaçar com a Polícia. Desta vez, na sede da Federação, mas não conseguiu obter a certidão que tanto desejava, para sustentar uma posição contra o FC Porto junto da UEFA.

O presidente da SAD da Luz não esteve com meias-medidas e deslocou-se, anteontem (2ª feira), à sede da Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Segundo testemunhos a que o JN teve acesso, o líder encarnado, confrontando com a impossibilidade de obter a certidão requerida, exaltou-se e afirmou que apenas sairia do local com a Polícia, ameaçando, ainda, chamar a Comunicação Social.

O Benfica pretendia uma certidão para atestar que a condenação da FC Porto, SAD, no processo Apito Final, já transitou em julgado. Um documento para sustentar a argumentação das águias na UEFA.

O Comité de Apelo notificou o Benfica e o Vitória de Guimarães para, na qualidade de partes interessadas, participarem no recurso do FC Porto. Os encarnados foram também informados de que têm presença garantida na terceira pré-eliminatória da Champions (e os vitorianos acesso directo à fase de grupos), caso a segunda instância da UEFA ratifique a decisão de excluir os azuis e brancos da competição. A certidão pedida pelo Benfica destinava-se a integrar um processo de alegações que os juristas encarnados terão, entretanto, apresentado, em Nyon. Como não podia esperar dez dias, Luís Filipe Vieira procurou resolver o assunto pessoalmente.

O requerimento foi entregue sexta-feira na FPF, mas a entrada apenas registada na segunda, isto porque chegou depois do horário de expediente. Ao abrigo do n.º 3 do Art.º 61 do Código Administrativo, o Conselho de Justiça (CJ) tem dez dias para emitir a certidão. E nem um segundo requerimento, com carácter de urgência, acelerou a entrega, isto porque há muitas dúvidas, mesmo entre os próprios especialistas, se o processo realmente transitou em julgado, atendendo ao recurso de Pinto da Costa, pelo que uma avaliação cuidada nunca poderia ser feita num espaço de tempo tão curto.

Os encarnados assumem uma posição activa "na defesa da transparência e da verdade desportiva do futebol português", conforme esclareceram ontem, em comunicado. Mais contido está o Vitória. O clube minhoto está pronto para a entrada directa na Liga dos Campeões, será representado no Comité de Apelo por João Morais, advogado e director-geral, mas não argumentará no sentido de atrapalhar a vida ao tricampeão.

# noticia originalmente publicada no Jornal de Noticias em 11Jun2008

5 comentários:

  1. Aí está o exemplo de um cidadão exemplar...Quem não quer Manda, quem quer Vai...E ele foi, só que não conseguiu o que queria...Voltou com as "orelhas" em baixo...O que nem é muito normal...O que me choca é a FPF admitir a intromissão de alguém "estranho" -eu sei que não é estranho- aos seus quadros, faça exigências inadmissíveis e censure os funcionários da Federação por estes cumprirem as suas obrigações...Estão bem habituados estes merdosos...Todos lhes dão guarida e depois é isto!...Censurar a Funcionária da FPF porque esta deu seguimento ao pedido feito pelo FCPorto...É esta a visão do Cabeçudo e estúpido de Sete Rios..É este o procedimento que a Liga tem tido para com o FCPorto...É este o sentimento da generalidade do País...Cretinos do carago!

    ResponderEliminar
  2. '...procurou resolver o assunto pessoalmente.' ???

    ResponderEliminar
  3. Com tantos buracos de esgoto abertos em Lisboa não teremos nós a sorte de um dia esse energúmeno cair num deles?

    ResponderEliminar
  4. Nem o «primo» do Al Beiga consegue chegar as calcanhares desta espécie de homo-sapiens, ramapiteco ou lá o que lhe queiram chamar.

    É um individuo da pior espécie... um perfeito asqueroso!!

    Não hajam dúvidas: o clube, o presidente e os respectivos adeptos, merecem-se! Tão todos bem uns para os outros!!

    ResponderEliminar
  5. Merelesportuense e Blue Boy, nem mais. Bem escrito.
    Que o homem é rafeiro, reles, mafioso, rato de esgoto, vigarista, já se sabia, agora teimoso como uma mula, laborando deliberadamente no erro com uma pertinácia incrivel, são características um tanto inesperadas, pelo menos para mim.
    Se pensarmos bem nos métodos e atitudes do "orelhas" fàcilmente se chega à conclusão que ele,tipo comandante das tropas, determina e manda publicar, actua como se estivesse em terreno conquistado,onde tudo lhe é permitido,até as mais vergonhosas inconveniências,com quase toda agente a aceitar os seus (dele) desmandos, sem que apareça alguém responsável a dizer-lhe "ó orelhas porque não te calas?"
    Pensará ele que em Portugal tudo é permitido ao presidente do SLB?! Que o presidente do benfica está acima os regulamenos e da lei?!Que inclusivamente pode impunemente tripudiar, exorbitar a seu bel prazer sem receio de ser importunado?!

    Abraço

    PS - Só em repúblicas das bananas como a nossa é que sujeitnhos desta estirpe conseguem manobrar à vontade com a maior desfaçatez!!!

    ResponderEliminar