03 junho, 2008

A voz do Capitão e um Porto demolidor

Conseguimos «chegar à fala» com Filipe Santos, o nosso actual capitão da equipa de hóquei em patins. Isto sucedeu ainda antes do play-off, cuja final se iniciou este fim de semana. Ao que julgamos saber os nossos atletas não podem, actualmente, dar entrevistas a blogs por determinação do próprio clube.

Na minha perspectiva, esta forma de actuação é lamentável, uma vez que o nosso único interesse é o de divulgar as modalidades, os nosso heróis, os nossos feitos, coisa que nem sempre o site oficial do Clube faz com a frequência e o destaque com que estes homens mereciam.

Filipe Santos foi Campeão do Mundo de Selecções em 1993 e 2003 e da Europa em 1996 e 98. Pelo Porto foi campeão Nacional por 8 vezes e venceu ainda as Taças Cers de 1994 e 96 além de várias Taças e supertaças. Um verdadeiro coleccionador de trofeus. Foi ainda Dragão de Ouro em 1992 como atleta jovem do ano.

Da conversa com o grande Filipe Santos vou tornar público, por minha iniciativa, vários temas que penso terem grande interesse para nós, adeptos do FC Porto. Começo por destacar que, na opinião do Filipe, o campeonato que mais dificuldades tivemos (dos 6 seguidos que ganhamos até agora) foi o 1º em que na fase final tínhamos 6 pontos a menos e depois ganhamos 9 dos 10 jogos da última fase sem esquecer o 3º (tri) em que depois de andarmos toda a época no 2º lugar conseguimos o 1º posto mesmo na última jornada. Considera o Benfica o principal opositor mas salienta as boas temporadas do J.Viana e da Oliveirense. Sente-se nas «suas palavras» um grande orgulho por ter sucedido ao «grande ícone da modalidade» Tó Neves, como capitão do FC Porto.

Sente mais segurança nos pavilhões desde o episódio lamentável que sucedeu à saída do pavilhão da Luz em 1997 e quando lhe perguntamos qual o melhor jogador da história do clube não hesitou e referiu Vítor Hugo (a minha opinião é idêntica). Quanto ao cinco ideal refere Franklim, Reinaldo Ventura, Filipe Santos, Tó Neves e Vítor Hugo. Que equipa, digo eu...

Filipe considera Livramento (falecido em 1999) um predestinado da modalidade e diz que aprendeu muito com ele na Selecção e no ano 98/99 em que o Porto voltou aos títulos após 8 anos de jejum. Está entusiasmado com «o regresso a casa» quando o Dragão Caixa estiver finalizado e considera que o hóquei em patins já esteve próximo de integrar os jogos Olímpicos (1992) mas a falta de um patrocinador terá obstado a que tal sucedesse. Acredita que a nossa Selecção voltará a ter êxito em breve.

O nosso capitão considera que o hóquei do FC Porto não está menos forte que nas últimas épocas e que nas camadas jovens se está a preparar bem o futuro do nosso Clube. No futuro a médio prazo pondera uma carreira como treinador ou até director desportivo. Na minha opinião o Filipe Santos é uma pessoa que o FC Porto não devia nunca abrir mão. Filipe diz mesmo que sente muito orgulho em defender a nossa camisola e sentir que o consideram «uma bandeira do clube». De vez em quando vai ao Estádio do Dragão ver os colegas do futebol e diz que já conhecia o nosso blog agradecendo o protagonismo que nós lhes concedemos semanalmente.

E pronto, «a conversa» com Filipe Santos ficou aqui resumida. Espero que tenham gostado destas revelações que tornei públicas por não as achar nada inconvenientes. E como prenda para os leitores deste blog, o nosso Capitão fez questão de apontar o golo mais belo da goleada Portista ao Benfica. Um momento sublime que levou ao rubro o pavilhão.

E acrescento ainda que gosto muito, mesmo muito, das modalidades do nosso Clube e lamento que este momento de indecisão quanto à participação na Champions tenha desunido vários Portistas de vários blogues. Era muito melhor que gastassem o seu tempo a comentar os feitos das nossas modalidades. E deixem que o pó assente... E depois falem.

Hóquei: FC Porto esmaga SL Benfica e o hepta está mais perto
1º jogo da Final do play-off (à melhor de 5 jogos, ou seja, 3 vitórias); FC Porto-1-SL Benfica-0.

crónica do FC Porto/Benfica (6-0):

Quando Reinaldo Ventura marcou o 1º golo confesso que previ desde logo uma grande tarde de hóquei em patins. Logo de seguida mais um remate soberbo de Ventura emendado à boca do golo por Emanuel Garcia dava-nos a tranquilidade necessária. Fânzeres estava à pinha (Vítor Baía também compareceu) com um ambiente terrível para os pobres jogadores de encarnado. O apoio aos hexacampeões foi fantástico e contínuo com o pessoal do nosso blog, uma vez mais em grande número. Considero-me um privilegiado por ter estado presente em mais um capítulo de demonstração da nossa clara superioridade neste modalidade, como em outras... Lamenta-se apenas a provocação de alguns dos suplentes do Benfica tentando incendiar o ambiente... Quanto ao jogo é justo também realçar que o Edo Bosch segurou algumas bolas perigosas e por isso este Benfica no próximo sábado a jogar em casa (17h-RTP2) será sempre um adversário a ter em conta, até porque desta feita (ontem foi Mariano) quem não joga é Ventura. Na 2ª parte Ventura de penalty e Filipe Santos com um fabuloso golo aumentaram a diferença para 4-0 para júbilo da plateia azul e branca. No minuto final dois golos de Jorge Silva esmagaram um Benfica que já estava de joelhos a implorar que aquilo terminasse. Foram seis golos para perceberem de vez quem é o hexacampeão! E o hepta está ali, a dois curtos passos. Será que vão bloquear de novo o acesso de Portistas a Lisboa?

Treinador da Semana: Franklim Pais
Jogador da Semana: Reinaldo Ventura

Para técnico da semana, escolho Franklim Pais, por ter colocado o Porto em vantagem no início da final do campeonato de hóquei em patins depois de uma goleada ao Benfica por 6-0, e para jogador da semana, a escolha recai em Reinaldo Ventura, pelos seus 2 golos tendo ainda participado a meias com Emanuel Garcia em mais um dos golos de um score que humilhou os Benfiquistas. Levou um azul que o impede de participar no jogo em Lisboa...

Notas Finais:

No futebol jovem estive no Olival no sábado a ver o empate (2-2) entre Porto e Sporting com os golos azuis a serem marcados por Stephane e Cintra. Lidera o Sporting com 3 pontos de avanço sobre o Porto. Nos Juvenis o Porto está bem posicionado para almejar o título tendo ganho domingo ao Sporting, em casa, por 1-0 com um golo de Pipo. Nos juvenis o Porto lidera com os mesmos pontos do Benfica e no próximo domingo há um decisivo Benfica/Porto. Nos iniciados Benfica e Sporting lideram com 4 pontos de avanço sobre o Porto que perdeu domingo em Alvalade por 1-0. Nos distritais o FC Porto fez o pleno ganhando em escolas, infantis e iniciados.

No basquetebol foi anunciada a dispensa do Professor Babo do comando técnico do FC Porto. Ao Professor Babo, técnico e pessoa que muito admiro os meus desejos de inteiro sucesso na próxima etapa da sua carreira. Se esta foi ou não uma boa decisão, só o futuro o dirá. Penso que o trabalho de Alberto Babo no clube só deve merecer elogios. No basquetebol jovem terminou a época com a fase final de Iniciados ganha pela Sanjoanense (Porto foi 4º).

No bilhar o Porto esteve perto de ser Campeão da Europa mas só conseguiu repetir a sua melhor classificação de sempre (vice-campeão da Europa). No sector feminino acabou a época e o Porto pelo 4º ano consecutivo ganhou todas as competições nacionais.

E pronto, até para a semana.

Saudações azuis e brancas,
Lucho.

19 comentários:

  1. Lucho, de facto lamentável a decisão de não entrevistas aos Blogs, do Bibo-Porto em particulat tão importante ele tem sido ao dar uma imagem do Clube no seu ecletismo e não só no futebol e contribuindo para um aumento de adeptos das modalidades.
    Filipe Santos ... uma bandeira do Clube sem a menor dúvida. E é bom relembrar do que lhe aconteceu num célebre jogo em Lisboa com as galinhas em que quase morreu ao ser selvaticamente agredido pela claque.
    De resto um enorme jogador à Porto com um lugar inatacável na sua História.
    Quanto ao que resta para ganhar na época, espera-se mais um grande comportamento do Hóquei e nas camadas jovens de futebol vamos a ver, as classificações estão algo embrulhadas...

    ResponderEliminar
  2. RIDÍCULO:

    «NO BENFICA

    Modalidades à espera

    Será possível que algumas modalidades do Benfica tenham o seu futuro dependente da sentença da UEFA em relação ao FC Porto? Parece incrível mas talvez seja verdadeiro, pois o facto de o clube jogar ou não a Liga dos Campeões pesará no orçamento para as modalidades. A teoria tem alguma lógica, mas perde-a se repararmos que qualquer modalidade tem o valor de um futebolista... médio.» IN «O JOGO»

    ResponderEliminar
  3. O Filipe Santos foi muito simpático e respondeu-me a todas as questões formuladas. Como o tema não poderia ser publicitado como entrevista contornei esse obstáculo publicando um resumo alargado de todas as suas respostas tipo CONVERSA «OFF THE RECORD».

    ResponderEliminar
  4. Lucho parabéns por mais um belo contributo para as modalidades no nosso clube.É de facto extraordinário que os vermelhos estejam dependentes de irem à LIga dos Campeões para manterem algumas modalidades.
    A grandeza também se vê por aí.
    Tenho a certeza que essa questão não se coloca no F.C.Porto.
    Sobre o A.Babo só estou à espera do que ele tem a dizer sobre o assunto para fazer um POst, mas os dirigentes, posso adiantá-lo, vão ficar mal na fotografia.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Pinto da Costa estará amanhã à noite em directo na Sic.

    Às 20h no Jornal da noite da SIC de amanhã, quarta feira, O NOSSO PRESIDENTE irá, por certo, esclarecer os sócios do FCPorto, q nos últimos tempos tanto têm ansiado por respostas dos nossos directores ao cenário negro q nos tem sido colocado. O Silêncio a que sujeitaram o clube, exagerado digo eu, será quebrado amanhã já depois de se saber a resposta da UEfa.

    ResponderEliminar
  6. Palavras, off the record, do nosso Capitão bem alinhavadas no ringue com um golo de trabalho soberbo.
    Apreço tb. para o trabalho do nosso guardião logo desde os primeiros segundos da partida.

    ResponderEliminar
  7. Dragon soul se andares por aqui dá lá uma vista de olhos nesta notícia:
    http://www.ojogo.pt/24-103/artigo723265.asp

    Era isto que eu estava a tentar dizer ao perguntar-te qual a diferença entre o recorrer do clube e da pessoa em nome individual.

    ResponderEliminar
  8. Lucho e é para partir tudo!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Estilhaço, ando por aqui sim senhor :) já tinha lido a notícia, mas isso não diz absolutamente nada em contrário à decisão de não recorrer da perda de 6 pontos e de assumir a culpa. Pergunto: se o Presidente for ilibado na federação, o Clube volta a ter os pontos que perdeu ao assumir a culpa?? Se assim for dou-te razão, caso contrário não nem cabimento. Got it?!

    Lucho, esse blackout para blogs está muito mal explicado, será que têm medo de algum desalinhado dentro do clube?! Sinceramente acho ridículo não deixarem falar os jogadores, sejam eles de que modalidade forem... e depois aquele palhacete do quaresma diz as alarvidades que diz e ainda lhe renovam contrato para depois ele dizer que quer sair... vai-se lá perceber isto :/ enfim, mas a tua conversa off record é que conta, e como diz o outro: "nem assim nos cortam o pio"

    Saudações

    ResponderEliminar
  10. Hey Vila Pouca, a coisa promete :-)

    ResponderEliminar
  11. Dragonsoul, não tenho qualquer tipo de conhecimentos júridicos ou lá como lhe queiras chamar.
    Mas utilizando um pouco de senso comum chego à conclusão que se o Clube foi prejudicado por presumíveis actos de alguém e se esse alguém for ilibado desses próprios actos a acusação sobre o Clube cai por terra, ou não?
    E penso tb. que não existem sentenças vitalícias.
    Capice ou queres que te faça um desenho :-)

    ResponderEliminar
  12. Começando pelo facto mais saliente da semana:
    O despedimento de Alberto Babo!
    É com profunda mágoa k vejo um Dragão dos 7 costados, k efectuou um brilhante trabalho com parcos meios, a ser dispensado de um forma pouco digna.Lamentável!

    Qt ao resto, resposta demolidora no Hóquei, colocando no seu sítio o pretendente ao título. Fabuloso ambiente, escaldante q.b, com os hexa campeões a humilharem o opositor. E k bem soube...

    Qt às entrevistas, prefiro nem me alongar nos comentários à mordaça oficial colocada nos atletas. Não concordo, não prestigia ninguém e, fundamentalmente, revelam pouco apreço por quem ama o clube. DE VERDADE!

    Abraço,

    ps: Novamente, fazendo fé nas notícias, o Porto age tarde e a más horas. A entrevista à SIC deveria ser dada, mas antes da decisão da UEFA. É preciso contundência verbal, guerrilha, tudo o k for necessário para começarmos a combater quem nos quer mal. Se a decisão for contrária às nossas pretensões, de que serve o blá, blá, blá da praxe?

    ResponderEliminar
  13. Com a adenda desse alguém poder até utilizar outros tribunais que não os desportivos enquanto que o Clube está 'limitado' a apenas esses.

    ResponderEliminar
  14. Acho que o Blue vai ter de dizer alguma coisa sobre as entrevistas.
    Paulo, mesmo que a UEFA nos castigue amanhã, não significa que ficamos fora da L.C.Vai haver recursos e tenho a certeza que podemos perder uma batalha, mas vamos ganhar a guerra.
    Vamos ter calma e esperar.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  15. Recurso para o TAS de eventual decisão da UEFA em excluir o FC Porto da “Champions” não deverá colocar o clube na prova

    Um recurso do FC Porto para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) de uma eventual decisão da UEFA de impedir a participação na Liga dos Campeões não deverá, ainda assim, ser suficiente para colocar os dragões na prova. Segundo explicou à Agência Lusa João Nogueira da Rocha, membro do TAS, além de o recurso demorar “cerca de seis meses” a ser julgado, será difícil a UEFA aceitar o efeito suspensivo do apelo para o órgão máximo da justiça desportiva, porque se trata de uma “decisão administrativa e não condenatória”. O Comité de Controlo e Disciplina da UEFA decide amanhã a presença do FC Porto na Liga dos Campeões da próxima época, podendo impedir o tricampeão nacional de participar na prova, por ter sido condenado pela Liga de Clubes por dois actos de tentativa de corrupção. Para João Nogueira da Rocha, a eventual exclusão do FC Porto da Liga dos Campeões é uma decisão administrativa e não sancionatória, pelo que um recurso para o TAS com efeito suspensivo dos dragões não obrigaria a instituição europeia a licenciar o clube luso. “É uma decisão administrativa, porque diz que o FC Porto não preenche os requisitos. O clube recorre para o TAS e o que se vai discutir é se a não inclusão do FC Porto na Liga dos Campeões foi bem ou mal decidida. Não me parece que a UEFA vá parar toda a organização de um campeonato, porque não acedeu a licenciar a um clube”, afirmou. De acordo com o jurista, não se está “em sede de uma decisão condenatória”, mas sim de um licenciamento, em “a entidade diz que o FC Porto não tem condições para participar na prova”. Ao contrário de uma deliberação sancionatória, em que basta “existir uma decisão de não aceitação da sanção” para a pena ser suspensa, neste caso “era necessário que a UEFA licenciasse” o clube. “Se fosse atribuído efeito suspensivo, tenho muitas dúvidas que as provas não se realizassem. Mesmo que seja atribuído o efeito suspensivo, a UEFA realiza o campeonato de acordo com a sua decisão”, considerou João Nogueira da Rocha. Uma decisão do TAS sobre o caso demoraria cerca seis a ser tomada, aos quais se acrescentam outros 10 dias que o FC Porto tem apresentar o recurso e mais 10 para apresentar a argumentação, sendo que a UEFA terá ainda 10 dias para se responder. O jurista considera que “o FC Porto pode requerer efeito suspensivo” da decisão, passando a haver “dois recursos em paralelo, um para apreciar o efeito suspensivo e outro para avaliar o fundo da questão”. Para que esse efeito suspensivo fosse aceite pelo TAS, teria que existir um dano irreparável para o clube, tinha de existir uma probabilidade de sucesso na acção principal e tem de ser feito um balanço entre as duas partes. “Quando fossem pesados os prós-e-contras, penso que nunca atribuiriam efeito suspensivo, porque o prejuízo de não realizar a prova seria superior ao do clube”, considerou João Nogueira da Rocha. Assim, uma decisão positiva do TAS em relação ao FC Porto, teria apenas consequências na redução de uma possível pena e poderia abrir a porta a um pedido de indemnização. “O FC Porto teria depois de intentar uma acção em Portugal. O TAS é competente para anular ou não a decisão da UEFA, mas não para definir sanções indemnizatórias”, adiantou. Caso a deliberação prevista para esta quarta-feira determine uma eventual exclusão do FC Porto das competições europeias, o clube português tem ainda possibilidade de recorrer para a Comissão de Apelo da UEFA. Se a Comissão de Apelo da UEFA mantiver a decisão, o FC Porto poderá, então, recorrer ao Tribunal Arbitral do Desporto, a mais alta instância desportiva.

    ou seja... se amanha formos acusados tamos completamente f.o.d.i.d.o.s

    ResponderEliminar
  16. Viva !

    Como sempre dez estrelas !

    Eu acho que o hoquei em patins não se tornou modalidade olímpica porque o hoquei sobre gelo temeu a concurrência. Tomemos o exemplo da França. Qualquer cidadezinha tem uma pista de gelo, para as familias deslizarem, que, muitas vezes, aos fins de semana, se transforma em campo de hoquei.

    E o equipamento para o hoquei em patins fica muito mais barato que a armadura que é preciso para o hoquei sobre gelo. O que levaria muitos fabricantes, comerciantes, etc.. a terem problemas de venda.

    Creio que por detras da recusa existem problemas comerciais e, logo, de patrocionadores, como é referido no artigo. Concordo, pois.

    Quanto ao resto, é só esperar.

    De qualquer modo o FC PORTO já tem fama internacional. Quer no não quer no sim, o importante vai ser saber geir ainda mais positavamente tal imagem !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  17. Estilhaço deves fazer parte do departamento jurídico da SAD, só pode!! só espero que realmente assim seja, mas pareces-me pouco certo, aliás... como o nosso departamento!! Quem te disse que tens jeito para o desenho?? :D

    ResponderEliminar
  18. Sobre as entrevistas, aquilo q um outro jogador, de uma outra modalidade me disse foi que proibiram as entrevistas (e estão no seu direito) por entenderem q estavamos a tirar protagonismo e audiências ao site do Clube!

    Respeito mas discordo.

    ResponderEliminar
  19. Lucho, que ganda tarde de domingo carago... e ai que se eu apanhava aquele stick do Tó Silva, ele ia levar tanto naquele costado que ficava com aquelas costas que mais iriam parecer um estrado de cama ;)

    É caso para dizer... embrulhem mais esta e podendo, chamem a policia ou então, mandem investigar mais esta!
    Cambada de acéfalos!!

    Quanto ao Prof. Alberto Babo... não entendi, mas tb quem disse que eu tinha que entender? Um homem com H grande, Portista, excelente treinador e que com poucos ovos, conseguiu fazer uma grande omolete pelo 2º ano consecutivo?... que mais se lhe podia pedir?

    ps - quanto ao tema «entrevistas», posso adiantar que por acaso, já tinha conhecimento desse detalhe por outras vias, mas porque não estamos a maltratar ou roubar nada a ninguém, e porque nunca nenhum jogador foi obrigado a falar, vamos manter a mesma linha de orientação... quem quer, fala! quem não quer, não fala! Mais simples e directo, não podemos ser.

    Este blog, nasceu pelo FC Porto, para ser e falar do FC Porto, enquanto um «universo»... se nos deixarem ir além, melhor ainda... se não não nos quiserem deixar, azar o deles... não nosso!

    Nós, apenas continuaremos a fazer e desenvolver o trabalho que achamos justo e correcto, sempre e sempre pelo FC Porto!

    Se houver quem não o assim entenda... azar! Não podemos fazer nada para resolver o problema!

    Mas julgo que tudo chegará a bom porto... desde que haja compreensão e tolerância de ambas as partes. Vamos aguardar e esperar que um determinado posicionamento superior possa em breve, vir a ser alterado para satisfação de todas as partes.

    Afinal, só estamos e somos pelo FC Porto, certo?

    Aguardemos... vou comunicando.

    ResponderEliminar